• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2012.tde-08102012-161016
Documento
Autor
Nome completo
Bernardete Weber
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Ciampone, Maria Helena Trench (Presidente)
Gutierrez, Beatriz Aparecida Ozello
Ismael, Silvia Maria Cury
Kurcgant, Daniela
Peduzzi, Marina
Título em português
Tradução, adaptação transcultural e validação do método intermed para a Língua Portuguesa: estudo em pacientes hospitalizados
Palavras-chave em português
Cuidado integrado
Gestão da clínica
Gestão de leitos
Gestão hospitalar
Gestão interprofissional da assistência
Resumo em português
O método INTERMED é um instrumento que classifica a complexidade biopsicossocial de pacientes em diversos níveis de assistência, qualifica o cuidado e melhora a comunicação interprofissional. Ele permite avaliar a complexidade do paciente através da investigação de quatro domínios: biológico, psicológico, social e sistema de saúde. Promove o cuidado integrado com foco no paciente e viabiliza práticas de gestão da clínica e de leitos hospitalares. O objetivo principal desta pesquisa foi realizar a tradução, adaptação transcultural e validação do método INTERMED para realidade hospitalar brasileira. Os objetivos secundários foram avaliar a consistência interna do método, estudar a interface dos resultados do INTERMED com dados sociodemográficos e verificar sua contribuição no gerenciamento de leitos hospitalares e gestão da clínica. O instrumento foi aplicado a um total de 300 pacientes, com mais de 5 dias de internação hospitalar, com idade >=a 21 anos e média de idade de 57,8 anos, sendo que 58,3% eram do sexo masculino. Esta amostra foi coletada entre setembro e dezembro de 2011 em três hospitais da cidade de São Paulo, a saber, um privado (A), um de ensino (B) e um público(C). A validação e adaptação transcultural ocorreram em cinco fases: tradução, síntese, retrotradução, avaliação e validação por um comitê de juízes e pré-teste. A validação da tradução pelo comitê de juízes foi realizada pelo Índice de Validade de Conteúdo e a consistência interna do instrumento foi avaliada pelo coeficiente alpha de Crombach. A estrutura do documento foi estudada pelo Coeficiente de Correlação de Spearman e a validade preditiva para tempo de internação, pela relação entre a pontuação total do score do INTERMED e o tempo de hospitalização dos pacientes. A validação da tradução foi de 94,2% de equivalência semântica, 94,3% equivalência idiomática e 86,6% de equivalência cultural entre o instrumento original e o traduzido. No pré-teste, obteve-se acima de 90% de compreensão em todos os itens do INTERMED. Os scores médios obtidos com o INTERMED foram de 15,20e 21 nas instituições A,B e C respectivamente. Isto significa, pela classificação, do instrumento, que nas três instituições os pacientes não eram complexos (<21 pontos). A consistência interna e precisão do instrumento foram consideradas boa para as três instituições. As correlações entre os domínios do instrumento foram positivas e significantes em sua maioria. Em relação à validade preditiva, tempos maiores de internação foram observados em pacientes com escores maiores. Os dados encontrados sugerem que para além da gravidade biológica, o tempo de internação pode estar relacionado aos aspectos psicológicos, sociais ou do sistema de saúde, como a espera para realização de procedimentos. A versão brasileira do INTERMED possui equivalência com o instrumento original; é confiável, uma vez que os itens do instrumento relacionam-se e são complementares entre si; é válida, pois é capaz de medir o objeto ao qual se propõe. Assim, recomenda-se sua incorporação como uma ferramenta de apoio a gestão de leitos e ao cuidado integral do paciente.
Título em inglês
Translation, cross-cultural adaptation and validation of the INTERMED method to the Portuguese language: study involving inpatients
Palavras-chave em inglês
Beds management
Clinical management
Hospital management
Integrated care
INTERMED
Interprofessional management care
Resumo em inglês
The INTERMED method is an instrument that classifies the biopsychosocial complexity of patients under various levels of healthcare. It also qualifies care and improves interprofessional communication. It also allows us to evaluate patient's complexity by means of the investigation of four domains: biological, psychological, social and healthcare. Apart from that, it promotes integrated care by focusing on the patient and by enabling clinical management practices and the availability of hospital beds. The main objective of this research was to translate, transculturally adapt and validate the INTERMED method to the Brazilian health system reality. As a secondary objective, INTERMED aimed at evaluating the internal consistency of the method by studying the interface of the INTERMED results along with sociodemographic data and by verifying its contribution to the availability of hospital beds and clinical management. That instrument was applied to a total of 300 inpatients who had been at hospital for more than 5 days. All of them were 21 years old or more and the average age was 57,8 years old, being 58,3% male patients. That sample was collected between September and December 2011 at three hospitals in São Paulo, being one private (A), one university hospital (B) and one public hospital (C). The validation and transcultural adaptation occurred on five stages: translation, synthesis, back-translation, evaluation and validation by a committee of judges and pre-test. The validation of the translation by the committee of judges was carried out by using the Content Validity Index and the internal consistency of the instrument was evaluated by the alpha Crombach coefficient. The structure of the document was studied by using the Spearman correlation coefficient and the predictive validity for length of stay was evaluated by the ratio between the INTERMED total score and the patients' length of stay. The validation of the translation reached 94,2% of semantic equivalence, 94,3% of language equivalence and 86,6% of cultural equivalence when the original and the translated document were compared. During pre-test phase, more than 50% of comprehension was achieved in all INTERMED items. The average scores achieved by INTERMED were 15, 20 and 21 at institutions A, B and C, respectively. It means that according to the classification of the instrument at the three institutions patients were not considered complex (< 21 points). The internal consistency and the accuracy of the instrument were regarded as good for the three institutions. In general, the correlation among the domains of the instrument were positive and significant. As regards the predictive validity, longer lengths of stay were observed in patients with higher scores. The data found suggest that besides the biological seriousness, the length of stay may be related to psychological or social aspects or even to the health system in which the time patients wait for procedures may be long. The Brazilian version of INTERMED is equivalent to the original; it is reliable, since its items relate to each other and are complementary among themselves; it is valid, on the grounds that it is able to measure the object it is intended to. Having said that, its use is recommendable as a tool to support the patient's integrated care management as well as the availability of hospital beds.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.