• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2005.tde-22032006-170117
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Nery de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Chaves, Eliane Correa (Presidente)
Bianchi, Estela Regina Ferraz
Caramelli, Paulo
Título em português
"Estresse e coping em idosos com Doença de Alzheimer"
Palavras-chave em português
cognição
coping
demências
estresse
idosos
Resumo em português
A avaliação do potencial de risco de um evento estressor, bem como a elaboração de estratégias de enfrentamento depende, fundamentalmente, da função cognitiva do indivíduo. Considerando o déficit cognitivo presente em idosos com Doença de Alzheimer (DA), este estudo teve por objetivo verificar a intensidade de estresse e o estilo de coping predominantemente utilizado por eles. Para isto, foram aplicadas escalas de avaliação dos indicadores de estresse (Lista de sintomas de estresse, Escala Cornell de depressão, IDATE-traço), além de um instrumento que acessa o estilo de coping utilizado pelo indivíduo (Inventário de coping de Jalowiec) em dois grupos de idosos, sendo 30 composto por um grupo controle com idosos cognitivamente saudáveis e, outro com 30 indivíduos portadores de DA leve. Embora tanto os idosos com demência, como os cognitivamente saudáveis tenham apresentado estatisticamente a mesma intensidade de estresse, as características qualitativas, referentes à sintomatologia desta síndrome, refletiram uma disposição de apreensão e confronto ao evento estressor no grupo controle, e de fuga e resignação no grupo DA. Com relação ao estilo de coping, embora não tenha havido diferença significativa entre os grupos (p=0.124), observou-se um predomínio do estilo de coping focado na emoção no grupo DA e focado no problema no grupo controle. Além disso, observou-se que quanto melhor o desempenho cognitivo dos idosos com DA, maior a tendência em utilizar estratégias de coping focadas no problema (p=0.0074). Assim, parece que embora haja uma tendência, nos idosos com DA, a eleger estratégias de enfrentamento evasivas e de controle emocional, em detrimento da tentativa de solucionar o problema ou minimizar suas conseqüências, a estratégia de coping utilizada irá depender do desempenho cognitivo apresentado pelo indivíduo.
Título em inglês
Stress and coping in elderlies with Alzheimer´s disease.
Palavras-chave em inglês
cognition
coping
demencia
elders
stress
Resumo em inglês
The potencial risk assessment of a stress event and the elaboration of coping strategies depend on cognitive function. Considering the cognitive impairment in elderlies with Alzheimer´s Disease (AD), this study aimed to verify the stress intensity and coping style used by them. For this, it was applied assessment test of stress indicators (Symptom Stress List, Cornell Scale for Depression, IDATE-trait), besides an instrument that access the coping style (Jalowiec Coping Inventory), in two groups, one with 30 healthy cognitive elderlies' control group, and another with 30 persons mild AD. The results demonstrated that both of them had the same stress intensity, even though the qualities characteristics, regarding the syndrome symptoms, reflected an apprehension disposition to the stress event on control group and the escape and resignation on AD group. As for the coping style, even though it had not been statistically significant (p=0.124), it was observed in this study, an emotion-focuses coping predominance in AD group and problem-focused coping in control group. Besides, it was observed in AD group that the individuals with better cognitive development selected coping strategies focused on problem (p=0.0074). Thus, even though there is a tendency in elderlies with AD to select escape strategies and emotional control, rather than of the attempt to solve or to decrease the consequences arise from the problem, the coping will depends on the cognitive performance of the person.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.