• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Isa Rodrigues da Silveira Cabral de Menezes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Lacerda, Rúbia Aparecida (Presidente)
Kawagoe, Julia Yaeko
Turrini, Ruth Natalia Teresa
Título em português
Avaliação da conformidade de práticas de controle e prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica em um hospital público de ensino
Palavras-chave em português
Indicadores de qualidade
Infecção hospitalar
Pneumonia associada à ventilação mecânica/prevenção e controle
Resumo em português
Há praticamente consenso de que o processo de trabalho de controle e prevenção de infecção associada a serviços de saúde (IASS) atualmente hegemônico, pautado em indicadores de resultados, ou seja, eventos de IASS, são limitados para reconhecer as condições reais em que as práticas assistenciais são realizadas. Para tanto, avaliações processuais vêm sendo demandadas, para conhecer o grau de conformidade dessas ocorrências com as recomendações dadas por evidências científicas atualmente disponíveis. Este estudo teve a finalidade de avaliar a conformidade de práticas de controle e prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica (PAVM), por meio de indicadores clínicos processuais especificamente elaborados. Tais práticas corresponderam a: a) Avaliação da adesão às medidas específicas de prevenção e controle de PAVM: manutenção da cabeceira elevada a 30-45o; atendimento diário de fisioterapia respiratória; utilização de soluções estéreis para nebulizadores e inaladores; material de terapia respiratória em uso respeitando a rotina de troca estabelecida; b) Avaliação da adesão à realização de higiene bucal; c) Avaliação da adesão á higiene das mãos em procedimentos de aspiração orotraqueal, troca de cadarço da cânula orotraqueal e higiene bucal. Tratou-se de uma pesquisa aplicada envolvendo achados sobre o desempenho de práticas e procedimentos, buscando acessar sua qualidade, com delineamentos prospectivo, transversal e analítico. O cenário constituiu da UTI-Adulto de um Hospital Público de Ensino. A casuística correspondeu às oportunidades de avaliação das práticas selecionadas, realizadas por enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, nos três turnos de trabalho, em pacientes com intubação orotraqueal. A amostra baseou-se na conformidade esperada de 80%, acarretando 1748 avaliações distribuídas entre as práticas selecionadas, realizadas por meio de observação direta e registros em prontuários. Instrumentos e avaliadores foram submetidos à testes de aferição de concordância. O índice de conformidade geral obtido na adesão às medidas específicas de controle e prevenção de PAVM foi 68,0%, sendo que o turno da tarde apresentou o maior índice (72,4%) e o da manhã, o menor (63,2%). O índice de conformidade geral da prática de higiene bucal foi 60,1%, sendo que o turno da manhã apresentou o melhor índice (72,4%) e noturno, o menor (47,4%). Dentre as modalidades prescritas, a que apresentou maior conformidade foi a aplicação apenas de CHX 0,12%, em todos os turnos, mas somente o da manhã atingiu a conformidade mínima esperada (90%-manhã; 73,7%-noite; 72,9%-tarde). A modalidade menos acatada foi a escovação de dentes e aplicação de CHX 0,12%, em todos os turnos de trabalho (3,6%-noite; 28,6%-tarde; 33,3%-manhã). A conformidade geral da prática de higiene das mãos na realização dos procedimentos selecionados foi apenas 10,7%, sendo que a aspiração orotraqueal obteve maior conformidade (18,9%), seguindo-se troca de cadarço (7,9%) e higiene bucal (5,3%). O turno da manhã obteve maior adesão (16,7%) e o noturno a menor (3,1%). Nesta prática, o maior índice de conformidade foi obtido entre os fisioterapeutas (25,8%), seguindose os enfermeiros (15,6%) e, por último, auxiliares e técnicos (4,4%). Concluiu-se que embora as práticas avaliadas não tenham alcançado a conformidade geral esperada de 80% em nenhuma das avaliações, os resultados obtidos permitem inferir que as realidades observadas justificam a revisão de normas e rotinas instituídas, bem como a elaboração de estratégias que assegurem a adesão duradoura das práticas de controle e prevenção de PAVM, associado à análise contínua de infra-estrutura e condições de trabalho. Tornou-se evidente, também, a relevância de avaliações processuais constituírem atividades rotineiras de programas de controle e prevenção de IASS
Título em inglês
Evaluation of compliance to the practices of control and prevention of ventilator-associated pneumonia in a public teaching hospital
Palavras-chave em inglês
Cross infection
Pneumonia ventilator-associated/prevention & control measures
Quality of indicators health care
Resumo em inglês
There is a present consensus that the process of control and prevention of infection associated to health services (IAHS) based on result indicators is limited to recognize the real conditions in which assistance practices are performed. So, processual evaluations have been required to know the conformity level of these events in relation to recommendations given by scientific evidence now available. The aim of this study was to analyze the conformity of adhesion to the practices of control and prevention of ventilator-associated pneumonia (VAP) by means of specifically elaborated processual clinical indicators. These practices corresponded to: a) Evaluation of adherence to specific measures of prevention and control of VAP: maintaining the bed in a 30-45 degrees head-up position; daily respiratory physiotherapy; use of sterile solutions for nebulizers and inhalers; material of respiratory therapy in use respecting established routine of change; b) Evaluation of adherence to oral hygiene; c) Evaluation of adherence to hand-washing procedures when performing orotracheal aspiration, change of tape of the orotracheal cannula and oral hygiene. This was an applied research involving findings on performance of practices and procedures aiming to access its quality, through a prospective transversal and analytical design. It took place in an Adult-ICU of a Public Teaching Hospital. The casuistic corresponded to opportunities of evaluation of the selected practices performed by nurses, nursing assistant, nursing technicians and physiotherapists in the three work shifts in patients with orotracheal intubation. The sample was based on the expected conformity of 80%, with 1,748 evaluations distributed among the selected practices performed by means of direct observation and registers in patient records. Instruments and evaluators were submitted to tests for measuring compliance. The general conformity adhesion index obtained in the specific measures of control and prevention of VAP was 68.0%, of which the afternoon shift presented the greatest index (72.4%) and the morning shift with the lowest index (63.2%). The index of general conformity to the practice of oral hygiene was 60.1%, of which the morning shift presented the best index (72.4%) and the night shift with the worst (47.4%). Among the mentioned modalities the largest conformity was the CHX 0.12% application in all shifts, but only the morning shift reached the minimum expected conformity (90% in the morning; 73.7% at night and 72.9% in the afternoon). The less accepted modality was teeth cleaning and CHX 0.12% application in all shift works (3.6% at night; 28.6% in the afternoon; 33.3% in the morning). General conformity of hand hygiene practice in the performance of selected procedures was only 10.7%, the largest conformity represented by orotracheal aspiration (18.9%), followed by tape change (7.9%) and oral hygiene (5.3%). The morning shift obtained the best adherence (16.7%) and night shift the worst (3.1%). In this practice the best index of conformity was observed among the physiotherapists (25.8%), followed by nurses (15.6%) and the nursing assistants and technicians (4.4%). We concluded that the lack of the expected general adherence of 80% in all the evaluations justify a review of the rules and routines established, as well as the elaboration of strategies capable to assure a permanent adherence to the control and prevention practices of VAP, associated to a continuum analysis of infrastructure and work conditions. It was also evident the relevance of processual evaluations as routine activities of control and prevention programs of VAP
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Isa_Menezes.pdf (976.23 Kbytes)
Data de Publicação
2010-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.