• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2005.tde-16112006-162917
Documento
Autor
Nome completo
Luzí Aparecida Faleiros Taveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Pierin, Angela Maria Geraldo (Presidente)
Faro, Ana Cristina Mancussi e
Veiga, Eugenia Velludo
Título em português
O nível socioeconômico dos pacientes hipertensos atendidos em Unidades Básicas de Saúde na região oeste da cidade de São Paulo.
Palavras-chave em português
Adesão
Hipertensão
Nível socioeconômico
Resumo em português
Introdução: Vários fatores podem interferir na adesão ao tratamento dos hipertensos e conseqüentemente no controle da doença. Dentre estes se destaca o contexto socioeconômico em que vivem os hipertensos. Objetivos: Caracterizar hipertensos atendidos em unidades básicas de saúde de acordo com o nível socioeconômico em relação às variáveis biossociais, econômicas, crenças, atitudes, conhecimento sobre a doença e tratamento, falta e interrupção do tratamento; e associar o nível socioeconômico com essas variáveis. Casuística e método: O estudo foi realizado em três unidades básicas de saúde na região oeste da cidade de São Paulo. Para avaliação econômica foi feito o cálculo do índice de bens acumulados, por meio da somatória de preços de eletrodomésticos constantes na residência do paciente, dividido este por doze e posteriormente pelo valor do salário mínimo para equivalência do poder aquisitivo mensal. Os dados foram processados no sistema SPSS v.7.5. O nível de significância adotado foi de 0,05. Resultados: Foram estudados 440 hipertensos. A maioria era do sexo feminino (66%), cor branca (51%), casados (56,8%), com ensino fundamental (52%), índice de massa corporal 29,99±6,0 kg/m², idade de 57±12 anos e renda mensal familiar de 1 a 3 salários mínimos (43,6%). Do total de hipertensos estudados que interromperam o tratamento (34,8%), verificou-se que interrompeu menos de forma significativa (p<0,05) quem possuía mais televisão a cores. Em relação a faltar às consultas médicas houve associação significante (p<0,05) com geladeira duplex, verificou-se que aqueles com maior posse desse eletrodoméstico faltavam menos às consultas. Os hipertensos que não concordaram com a crença de que “não há nada que se possa fazer para evitar a pressão alta“ apresentaram índice de bens acumulados com valores significativamente mais elevados (1,25± 0,36 vs 1,17±0,35, p<0,05). Em relação às atitudes frente ao tratamento, os hipertensos que afirmaram nunca chegarem atrasados às suas consultas apresentaram índice de bens acumulados com valores significativamente mais baixos (1,20±0,3 vs 1,31± 0,32, p<0,05). Na avaliação de como os pacientes “se sentiam em relação a sua vida como um todo”, a referência de tristeza se associou com índice de bens acumulados com valor significativamente mais baixo (0,98 ± 0,35 vs 1,28 ± 0,36 e 1,25±0,32, p< 0,05). Conclusão: A condição econômica dos hipertensos se associou com alguns aspectos relativos à adesão ao tratamento.
Título em inglês
The socioeconomic level of hypertensive patients from the Health Basic Units in the west of Sao Paulo city.
Palavras-chave em inglês
Compliance
Hypertension
Socioeconomic Status
Resumo em inglês
Introduction: A lot of factors can interfere at the adherence in the treatment and consequently control of the disease and detached among them the socioeconomic context where the hypertension people living. Objectives: To make up the people with the hypertension attending in the health basic units in agree with the socioeconomic level and the biosocial economics variables such as believes, attitudes, knowledge about the disease and treatment, lack and interruption of the treatment; and associating the socioeconomic level with these variables. Casuistic and Methods: The study was realized on three health basic units in the west region of Sao Paulo city. To economic survey was done a calculating of the accumulated capital assets from the sum up of the domestics appliances prizes in the patient residence divided for twelve and on the minimum salary value for equivalence of the monthly acquisitive power. The data were processed in the system of significance adopted were 0.05. Results: Were studied 440 hypertensive patients. The great majority were females (66%), white colour (51%), married (56,8%), with fundamental degree (52%), body mass index 29,99±6,0 kg/ m², 57±12 years of age and familiar income of 1 to 3 minimum salary monthly (43,6%). From the total of studied hypertensive patients with the interrupted the treatment (34,8%) was verified whom less significant way (p<0.05) those with the coloured television. In relationship no attendance to the medical appointment have significant association (p<0.05) with duplex freezer, those who have major posses of theses domestic appliances were less absent the medical consults. The hypertensive patients that have not agreed with the belief that ”they can not do anything about the high blood pressure” showed the accumulated capital assets index with the values significantly more elevated (1.25± 0.36 vs 1.17±0.35, p<0.05). About the attitudes to the treatment, the hypertensive patients to referred never were late to a medical appointment showed accumulated capital assets index with lower values (1.20±0.3 vs 1.31± 0.32, p<0.05). In the evaluation of the patients with “How to feel with the life” the reference with sadness have a association with accumulated capital assets index with lower values (0.98 ± 0.35 vs 1.28 ± 0.36 e 1.25±0.32, p< 0.05). Conclusion: The economic situation of the hypertensive patients is linked with some aspects related to the adherence of treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Luzi_Faleiros.pdf (393.89 Kbytes)
Data de Publicação
2006-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.