• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda de Oliveira Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Poveda, Vanessa de Brito (Presidente)
Duran, Erika Christiane Marocco
Galvao, Cristina Maria
Turrini, Ruth Natalia Teresa
Título em português
Infecção do sítio cirúrgico e o uso de toalhas impregnadas com gluconato de clorexidina 2% no preparo pré-operatório da pele: ensaio clínico randomizado estudo piloto
Palavras-chave em português
Antissepsia
Clorexidina
Enfermagem perioperatória
Infecção da ferida cirúrgica
Período pré-operatório
Resumo em português
Introdução: As infecções do sítio cirúrgico (ISC) são um dos principais eventos adversos evitáveis no perioperatório, ocasionando danos econômicos, físicos e emocionais aos pacientes acometidos. Nesse contexto, o uso de antissépticos no pré-operatório reduz a contagem microbiana da pele, podendo contribuir para a prevenção da ISC. Evidências internacionais apontam que as toalhas impregnadas com gluconato de clorexidina (CHG) 2% destacam-se por sua praticidade e efeito residual superior. No Brasil, no entanto, não existem estudos relacionados à utilização do produto para a redução da contagem microbiana de pele no pré-operatório. Objetivo: Comparar o uso das toalhas impregnadas com CHG 2% ao banho pré-operatório tradicional com CHG 2% convencional/líquida na prevenção da ocorrência da ISC entre pacientes submetidos a cirurgias eletivas potencialmente contaminadas. Método: Trata-se de um estudo piloto de ensaio clínico randomizado controlado, composto por pacientes submetidos a cirurgias eletivas potencialmente contaminadas, distribuídos aleatoriamente em grupo intervenção (n=23), constituído pelos que utilizaram as toalhas impregnadas com CHG 2% no pré-operatório, e grupo controle (n=22), composto pelos submetidos ao banho pré-operatório com CHG 2% convencional/líquida. Ambos utilizaram os produtos na noite anterior e na manhã da cirurgia e receberam orientações verbais e por escrito. Resultados: Os pacientes não apresentaram diferenças em relação às características clínicas e cirúrgicas. Não foram observadas diferenças estatísticas significativas entre os grupos intervenção e controle quanto à redução na ocorrência de ISC (p=1,000). Conclusão: Não houve diferença entre os grupos intervenção e controle quanto à ocorrência de ISC.
Título em inglês
Surgical site infection and the use of 2% chlorhexidine gluconate impregnated cloth bathing in preoperative skin preparation: a pilot randomized clinical trial
Palavras-chave em inglês
Antisepsis
Chlorhexidine
Perioperative nursing
Preoperative period
Surgical wound infection
Resumo em inglês
Introduction: Surgical site infections (SSI) are described as evitable perioperative adverse effect, affected patients suffer economic, physical, and emotional harm. Preoperative antiseptics use reduces skin microbial counts and prevention SSI. International evidences suggest that 2% chlorhexidine gluconate (CHG) impregnated cloth bathing are practical and presents a superior residual effect. However, in Brazil no studies related to the use of this product for the reduction of skin microbial count in perioperative were conducted. Objective: To compare the use of 2% chlorhexidine gluconate impregnated cloth bathing to the traditional preoperative 2% CHG standard/liquid bathing to prevent SSI incidence in patients submitted to clean-contaminated electives surgeries. Method: Pilot randomized clinical trial conducted with patients submitted to potentially contaminated electives surgeries. They were randomly distributed in intervention group (n=23) that used the 2% CHG impregnated cloth bathing in the preoperative, and control group (n=22) that was submitted to the standard/ liquid preoperative 2% CHG. Both groups used the products in the previous night and morning of the surgery, and received verbal and written orientation. Results: The patients did not present differences related to clinical and surgical features. No statistical differences between intervention and control groups were observed concerning the reduction of SSI (p=1,000). Conclusion: There were no differences between intervention and control groups concerning ISC reduction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Fernanda_Andrade.pdf (1.75 Mbytes)
Data de Publicação
2019-05-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.