• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Chaves Coelho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Pierin, Angela Maria Geraldo (Presidente)
Colósimo, Flávia Cortez
Nogueira, Lilia de Souza
Santos, Juliano dos
Título em português
Hipertensão arterial: estudo Post Mortem na Região Metropolitana de São Paulo
Palavras-chave em português
Causa de morte
Enfermagem
Hipertensão
Mortalidade
Resumo em português
Introdução: Hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco para doença cardiovascular e sua falta de controle pode levar a complicações que contribuem para o aumento da mortalidade. Neste estudo foram analisadas causas de óbitos, somadas à informações clínicas do falecido a fim de fornecer subsídios para identificação da prevalência de hipertensão arterial em óbitos e seus fatores relacionados, utilizando, para tal, o método considerado padrão ouro, que é a autópsia. Objetivo:Analisar a prevalência de hipertensão arterial referida e seus fatores relacionados, em óbitos ocorridos na região metropolitana de São Paulo. Método: Estudo epidemiológico, observacional, transversal, realizado no Laboratório de Fisiopatologia no Envelhecimento, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, localizado no Serviço de Verificação de Óbitos da Capital. Neste serviço são coletados os casos incluídos no biobanco do Grupo de Estudos do Envelhecimento, através de entrevistas clínicas com informantes do recém falecido. A amostra constou de 356 casos ocorridos entre os anos de 2004 a 2014.Os dados foram extraídos do banco de dados do grupo de estudos, pela seleção das variáveis: sociodemográficas e de identificação; local do óbito; antecedentes patológicos pessoais e familiares; fatores de risco e estilo de vida; uso de medicamentos, capacidade funcional, episódio depressivo maior e classificação socioeconômica. Hipertensão arterial foi definida como autorrelato da doença pelo informante e/ ou uso de medicamento anti-hipertensivo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (CAAE 53857116.7.0000.5392) e pelo grupo de estudos no envelhecimento. Foram realizadas análises descritivas de todas as variáveis e as associações bivariadas foram feitas pelo teste Qui-quadrado ou teste Fisher para variáveis categóricas e teste t-student para variáveis quantitativas, considerando estatisticamente significativo valores de p<0,05. Na análise multivariada foram incluídas todas as variáveis com valor p<0,20, utilizando para tal, a regressão logística. Resultados: Pouco mais da metade das pessoas falecidas era do sexo masculino (56,2%) e aposentados (53,7%); a maioria da raça branca (68%) e baixa escolaridade, sendo 19% analfabetos e 62,9% com apenas 1º grau incompleto; a maior parte vivia com companheiros (48%) e da classe econômica C (48,5%) e D (22,1%); a média de idade foi 70,83 (11,54) anos e média total de filhos de 3,65 (3,06). A prevalência de hipertensão foi de 66,2%. A avaliação das atividades básica e instrumental de vida diária revelou que a maioria dos participantes apresentou elevado nível de independência. A prevalência de depressão maior foi de 15,4%. A causa imediata de óbito mais frequente foi o edema pulmonar (31,1%), seguida pelas doenças isquêmicas do coração (25,0%). Porém, quando avaliada a causa básica, a aterosclerose representou a primeira causa de óbito (37,8%), e em segundo lugar a hipertensão arterial (25,6%). Na análise multivariada,verificou-se que as variáveis que mais contribuíram com a hipertensão foram antecedente pessoal de acidente vascular encefálico (OR=5,16; IC=1,98-13,50) e arritmia (OR=5,80; IC=1,26-26,93),seguido de antecedente de doença arterial coronariana (OR=4,18; IC=1,74- 10,03) e menores chances para histórico pessoal de diabetes (OR=2,69; IC=1,45-4,97), Índice de Massa Corporal (OR=1,17; IC=1,10-1,25) e sexo feminino (OR=1,96; IC=1,16-3,31). Conclusões: A prevalência de hipertensão arterial foi elevada e representou a segunda causa básica de óbito mais frequente, associando-se, principalmente, aos antecedentes pessoais de doenças.
Título em inglês
Hypertension: a Post Mortem study in the metropolitan area of São Paulo.
Palavras-chave em inglês
Death of cause
Hypertension
Mortality
Nursing
Resumo em inglês
Introduction: Hypertension is one of the main risk factors for cardiovascular disease and its lack of control may lead to complications that contribute to the mortality increase. In this study, we analyzed the causes of deaths and the clinical information of the dead person to subsidize the identification of hypertension prevalence in death and its related factors. We used the gold standard method, the autopsy. Objective: To analyze the prevalence of self-rated hypertension and its related factors in deaths in metropolitan area of São Paulo, Brazil. Method: Epidemiological observational, cross-sectional study taken at the Brain Bank of the Brazilian Aging Study Group of University of São Paulo School of Medicine, located in the São Paulo City Autopsy Service. In this service, the data of the cases included in the Brain Bank is collected through clinical interviews with informants of the recently dead person. The sample was composed by 356 cases occurred between 2004 and 2014. Data was extracted from Brazilian Aging Study Group database. The selected variables were sociodemographic; death location; personal and family pathological background; risk factors and life style; drugs use, functional capacity, major depression episode and socioeconomic classification. Hypertension was defined as self-reported disease by the informant, and/or use of antihypertensive drug. The study was approved by The Research Ethics Committee of the School of Nursing of University of São Paulo (CAAE 53857116.7.0000.5392), and also by the Brazilian Aging Study Group. We made descriptive analysis of all the variables. Bivariate associations were made by chi-square test or Fisher test for categorical variables, and t-student test for quantitative variables. Statistical significant values (p<0.05) were considered. In the multivariate analysis we included all the variables (p<0.20) using logistic regression. Results: More than half of the dead people was male (56.2%) and retired (53.7%); the majority was white (68%) and had low education level - 19% were illiterate and 62.9% has not completed the elementary education; the major part of the sample used to live with their spouses (48%), and belonged to the economic class C (48.5%) and D (22.1%); the age average was 70.83 (11.54) years old and the average of number of children was 3.65 (3.06). There was a hypertension prevalence of 66.2%. The evaluation of the basic and instrumental daily living activities revealed that the majority of the participants presented high level of independence. There was a depression prevalence of 15.4%. The most frequent immediate cause of death was lung edema (31.1%) followed by ischemic heart diseases (25.0%). However, when we evaluated the basic cause, the atherosclerosis represented the first death cause (37.8%), and the hypertension was in the second position (25,6%). In the multivariate analysis, we verified that the variables that contributed the most with hypertension were personal background of stroke (OR=5.16; CI=1.98-13.50) and arrhythmia (OR=.,80; CI=1.26-26.93), followed by coronary heart disease background (OR=4.18; CI=1.74-10.03) and less chances for personal history of diabetes (OR=2.69; CI=1,.5-4.97), Body Mass Index (OR=1.17; CI=1.10-1.25) and being female (OR=1.96; CI=1.16-3.31). Conclusions: There was a high prevalence of hypertension, representing the second more frequent basic death cause, mainly when associated to the personal disease background.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JULIANA.pdf (3.15 Mbytes)
Data de Publicação
2018-05-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.