• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2006.tde-03102006-083440
Documento
Autor
Nome completo
Elaine Reda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Peniche, Aparecida de Cassia Giani (Presidente)
Coutinho, Raquel Machado Cavalca
Leite, Rita de Cássia Burgos de Oliveira
Título em português
Instrumento de registro utilizado na avaliação em sala de recuperação pós-anestésica: importância na continuidade da assistência ao paciente cirúrgico.
Palavras-chave em português
Anestesia (recuperação)
Enfermagem perioperatória
Registros de Enfermagem
Resumo em português
Este estudo tem como objetivo geral conhecer a avaliação, feita pelos enfermeiros das unidades pós-operatórias, a respeito da continuidade da assistência de enfermagem ao paciente cirúrgico. Como objetivos específicos, o seu propósito é identificar não só as dificuldades apresentadas pelos enfermeiros na obtenção dos dados clínicos referentes ao período de recuperação pós-anestésica como também indicar a melhor estratégia para obter os dados clínicos necessários para a continuidade da assistência de enfermagem ao paciente cirúrgico, após receber alta da sala de recuperação pós-anestésica, além de levantar os dados clínicos, referentes ao período de recuperação pós-anestésica, considerados necessários para o planejamento da assistência de enfermagem no período pós-operatório. A amostra foi constituída por enfermeiros, de duas instituições hospitalares identificadas por I e II, localizadas no interior do Estado de São Paulo, que assistem pacientes provenientes da recuperação pós-anestésica. Procedeu-se à coleta de dados, no período de julho a agosto de 2005, utilizando-se um formulário, a fim de contemplar o objetivo deste estudo. Os resultados mostraram que, no Hospital I, as dificuldades mais freqüentes, que interferem na obtenção dos dados clínicos do paciente referente ao período de recuperação pós-anestésica, foram, com 22 (84,62%) relatos cada: ausência do instrumento no prontuário e ausência da passagem de plantão por telefone, seguidas da ausência de informações necessárias no instrumento 19 (73,08%); preenchimento incompleto do instrumento 12 (46,15%) e passagem incompleta de plantão por telefone 2 (7,69%). No Hospital II destacaram-se: preenchimento incompleto do instrumento 25 (75,76%), seguidas da ausência de informações necessárias no instrumento 19 (57,58%). E com 18 (54,55%) relatos cada: ausência do instrumento no prontuário; ausência da passagem de plantão por telefone e passagem incompleta de plantão por telefone 2 (7,69%). No Hospital II destacaram-se: preenchimento incompleto do instrumento 25 (75,76%), seguidas da ausência de informações necessárias no instrumento 19 (57,58%). E com 18 (54,55%) relatos cada: ausência do instrumento no prontuário; ausência da passagem de plantão por telefone e passagem incompleta de plantão por telefone. No Hospital I, a melhor estratégia para se obter informações do paciente com alta da recuperação pós-anestésica foi um instrumento de registro associado à passagem de plantão por telefone 17 (65,38%), enquanto que no Hospital II a maioria, 20 enfermeiros (60,61%), agregou os diversos meios de se obter informações. Dentre os dados clínicos considerados necessários, pelos enfermeiros que não consultavam esse instrumento, no Hospital I, destacaram-se as características dos curativos e drenos, nível de consciência, controle das sondas, sinais vitais e acesso venoso. No Hospital II destacaram-se sinais vitais e características dos drenos, seguidos de curativos, saturação de oxigênio e exame físico. Quanto aos enfermeiros que o consultaram, 8 (30,77%) do Hospital I e 21 (63,64%) do Hospital II, foram de opinião que os dados clínicos presentes neste instrumento eram extremamente importantes, com exceção dos parâmetros referentes à temperatura e pulso que, no Hospital I, apresentaram diferenças de opinião quanto ao nível de importância (extremamente importante e muito importante). Sendo assim, observa-se que, nos dois hospitais estudados, o instrumento de registro, meio concreto de comunicação, auxilia no planejamento, promove a continuidade, é um indicador de qualidade e um meio de documentar o cuidado com o paciente.
Título em inglês
Instrument of register used in the valuation of a post anesthetic recovery room: importance in continuing to assist the chirurgical patient.
Palavras-chave em inglês
Anesthesia (recovery)
Nursing registers
Perioperator nursing
Resumo em inglês
This study has the main objective to know the valuation, done by nurses in the post-operator units, to continue giving nursing assistance to the chirurgical patient. As specific objectives it has the purpose to identify not only the difficulties presented by the nurses to obtain the clinical data referring to the post-anesthetic period but also to indicate the best strategy to get the clinical data necessary to continue the nursing assistance to the chirurgical patient after receiving discharge of the post-anesthetic recovery room, besides uplifting clinical data, referring to the post-anesthetic recovery period, considered necessary to plan the nursing assistance in the post-operator period. The sample was constituted by nurses in two hospitals identified by I and II, located in the State of São Paulo inland, Brazil which assist patients deriving from post-anesthetic recovery. During July to August 2005, the data collection was conducted, using a formulary in order to contemplate the objective of this study. The results showed that, at the Hospital I, the most frequent difficulties, that interfere in the acquisition of the patient's clinical data referred to the post-anesthetic period were, with 22 (85, 62%) reports each: absence of the instrument in the formulary and also absence of the duty passage by telephone, followed by the absence of information necessary in the instrument 19 (73,08%); incomplete fulfilling of the instrument 12 (46,15%) and incomplete duty passage by telephone 2 (7,69%). It was distinguished at the Hospital II: incomplete fulfilling of the instrument 25 (75,76%), followed by absence of information necessary in the instrument 19 (57,58%). And with 18 (54,55%) reports each: absence of the instrument in the formulary; absence in the duty passage by telephone and incomplete duty passage by telephone. At the Hospital I, the best strategy to obtain patient's information with discharge from the post-anesthetic recovery was an instrument of register associated to the duty passage by telephone 17 (65, 38%), while at the Hospital II the majority, 20 nurses (60,61%), added diverse ways to obtain information. Among the clinical data considered necessary by the nurses who did not consult this instrument, at the Hospital I, the characteristics of the bandaging and drains; level of consciousness; control of probes; vital signals and vein access were distinguished. At the Hospital II: vital signals and characteristics of the drains, followed by bandaging; saturation of oxygen and physical exam. As to the nurses who have consulted it, 8 (30,77%) at the Hospital I and 21 (63,64%) at the Hospital II, they had the opinion that the clinical data presented in this instrument were extremely important, with exception of the parameters referred to temperature and pulse that, at the Hospital I, presented differences of opinion as to the level of importance (extremely important and very important). So, it was observed that in the two hospitals the instrument of register, a concrete way of communication, helps the planning, promotes the continuity, it is a quality indicator and a way to prove the care with the patient.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Elaine_Reda.pdf (966.11 Kbytes)
Data de Publicação
2006-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.