• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2006.tde-02102006-125217
Documento
Autor
Nome completo
Leilane Andrade Gonçalves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Padilha, Katia Grillo (Presidente)
Sousa, Regina Marcia Cardoso de
Whitaker, Iveth Yamaguchi
Título em português
Fatores associados à carga de trabalho de enfermagem em unidade de terapia intensiva de adultos no primeiro dia de internação.
Palavras-chave em português
Carga de trabalho
Cuidados intensivos
Enfermagem
Resumo em português
Trata-se de um estudo com abordagem quantitativa, de corte transversal e retrospectivo, que teve como objetivo analisar a carga de trabalho de enfermagem e os fatores associados a ela, no primeiro dia de internação de pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os dados foram extraídos de um banco de dados que reuniu informações de 5 UTI(s) de dois hospitais privados, de nível terciário, de grande e médio porte, no município de São Paulo. A amostra foi constituída por 214 pacientes adultos, admitidos nas instituições nos meses de abril de 2002 e outubro de 2004, respectivamente, e que permaneceram na UTI por um período mínimo de 24 horas. Os dados foram coletados dos prontuários por meio de três instrumentos: ficha de levantamento de dados que incluiu informações demográficas e clínicas; índice NAS (Nursing Activities Score), para medir a carga de trabalho de enfermagem e SAPS II (Simplified Acute Physiology Score II), aplicado para medir a gravidade dos pacientes. Esses dados foram armazenados e analisados utilizando o programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) versão 12.0 (SPSS, 2002), estabelecendo-se as análises descritivas e inferenciais pertinentes ao estudo. A média do escore total do NAS foi de 69,9% e mediana de 68,0%. Verificou-se, segundo a mediana, que 109 (50,9%) indivíduos exigiram alta carga de trabalho de enfermagem e 105 (49,1%) baixa carga. Comparando as médias da carga de trabalho de enfermagem segundo as variáveis demográficas e clínicas, observou-se que as únicas estatisticamente significativas foram a condição de saída e o tempo de permanência na UTI. Ao serem comparadas com os grupos alta e baixa carga de trabalho de enfermagem, constatou-se associação apenas entre a variável tempo de permanência. Conclui-se, portanto, que a gravidade, a idade do paciente e o tipo de tratamento não foram fatores associados à demanda de trabalho de enfermagem, nas primeiras 24 horas na UTI. Os resultados indicam a necessidade de investigar outras variáveis, entre elas o grau de dependência de enfermagem do paciente em estado crítico.
Título em inglês
Factors related to nursing workload in Adult Intensive Care Units on the first day of admission.
Palavras-chave em inglês
Intensive care
Nursing
Workload
Resumo em inglês
This is a qualitative and retrospective study with transversal cut that aimed both to analyse the nursing workload on the first day of admission in the Intensive Care Unite (ICU) and the factors related to it. The data were taken from a database that gathered information from 5 ICUs from two private hospitals, of a terciary level, large and medium-sized in the city of São Paulo, Brazil. The sample was constituted of 214 adult patients, admitted from April 2002 to October 2004, in the large and medium-sized hospitals respectively. They remained in the ICU for at least 24 hours. The data were collected from their recordings through three instruments: A data form which brings information such as demographic, clinical and instruments, NAS (Nursing Activities Score) and SAPS II (Simplified Acute Physiology Score II) respectively applied in order to measure the nursing workload and patients severity. The data were stored and analysed through the SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) program, version 12.0 (SPSS, 2002). It was established descriptive and inferential analysis of the study. NAS total score average was 69.9% and the median was 68.0%. According to the median, it was verified that 109 (50.9%) individuals had high nusing workload and 105 (49.1%) low load.. When the nursing workload averages were compared according to clinical and demographic variables, it was observed that the only statistically significative ones were discharge conditions and time spent in the ICU. When compared to the groups with high and low nursing workload, the relation was only observed between the variable time spent in the ICU. Therefore, it was concluded that severity of illness, patient age and kind of treatment were not factores related to nursing workload in the first 24 hours in the ICU. Based on these results, further investigations on other variables considering dependency level of the critical patient are necessary.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-11-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.