• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2001.tde-13072002-002313
Documento
Autor
Nome completo
Luciane Ferreira do Val
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Meneghin, Paolo (Presidente)
Gatto, Maria Alice Fortes
Jeukens, Maria Martha Ferreira
Título em português
Estudo dos Fatores Relacionados à AIDS entre Estudantes do Ensino Médio
Palavras-chave em português
enfermagem na saúde escolar
prevenção do HIV/AIDS
situação de risco na adolescência
Resumo em português
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids), é uma pandemia com alto nível de letalidade. Os adolescentes no início da atividade sexual, podem se deparar com as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), e entre estas a Aids. A gravidez na adolescência é uma epidemia no país, indicando que, se a prevenção para gravidez não está ocorrendo, também não está ocorrendo para as DST. Fazer um diagnóstico prévio da situação em que se deseja intervir, é uma conduta objetiva, utilizada por educadores na elaboração de programas de educação em saúde cientificamente elaborados. Neste sentido, este estudo têm o objetivo de obter dados que possibilitem identificar o perfil demográfico e os fatores que levam os estudantes do ensino médio a adotarem comportamentos de risco para a Aids. A população deste estudo foi constituída de 360 estudantes da primeira, segundo e terceira séries do ensino médio das duas escolas estaduais do município de Peruíbe, São Paulo, Brasil. Trata-se de um estudo exploratório - descritivo, para o qual foi aplicado um questionário estruturado. Os resultados demonstraram que 50,6% dos estudantes têm dúvidas de que a masturbação mútua seja uma prática sexual segura; a maioria tem conhecimentos corretos relacionados à Aids, porém 50,5% ainda acreditam, erroneamente, que a doação de sangue pode contaminar o doador; 62,3% referem utilizar o coito interrompido na prevenção da Aids e 30,4% a pílula anticoncepcional; 53,2% consideram não correr nenhum risco ou pequeno risco para a Aids; consideram como muito importante ou importante 87,7% a fidelidade do homem e 89,3% a fidelidade da mulher; 29,7% a virgindade do homem e 40,6% a virgindade da mulher; 23,5% a abstinência sexual masculina e 26,9% a abstinência sexual feminina na prevenção da Aids; 58,6% já tiveram relação sexual; 49,5% dos meninos iniciaram a atividade sexual entre os 10 e 13 anos e 70,0% das meninas entre os 14 e 17 anos de idade; 56,9% relataram atividade sexual nos últimos 30 dias; 48,3% afirmam fazer uso da camisinha todas as vezes que têm relação sexual; 38,3% algumas vezes e 11,0% nunca usam;45,1% afirmaram que fazem uso de bebidas alcoólicas; 95,2% não usam drogas injetáveis; 62,5% declararam que não têm plano ou seguro saúde ou convênio médico; 60,6% utilizam recursos da saúde pública; 45,3% dos estudantes trabalham; 63,3% ganham entre 1 e 2 SM; 25,8% das famílias dos estudantes têm renda mensal entre 1 a 4 SM; citaram como pessoas escolhidas para conversarem sobre HIV/Aids: 70,8% os amigos; 54,4% a mãe; 43,9% o (a) namorado (a); 40,3% os irmãos; 30,6% os professores; 29,7% o pai e 17,5% o profissional da saúde; 50,3% responderam seguir o que essas pessoas dizem; 30,8% seguem às vezes e 12,8% não seguem; 70,8% citaram a televisão como fonte de informação considerada mais importante na formação do conhecimento atual sobre a doença. Este projeto de pesquisa, tem a finalidade de obter dados que possam servir de subsídios, para que os setores responsáveis pela educação e saúde do município, construam programas preventivos de acordo com a realidade apresentada pelos seus próprios estudantes.
Título em inglês
Study of the factors related to the aids among students of high-school
Palavras-chave em inglês
HIV/AIDS prevention
nurse in the school health
risk in adolescence
Resumo em inglês
The Acquired Immunodeficiency Syndrome (Aids), is a pandemy with high level of lethality. Adolescents beginning their sexual activity, may get sexual diseases and among these Aids. Adolescence pregnancy is very common all around the country indicating that preventive mesures are not efficient; the same can be said do STD. A previous diagnosis of the situation where one intend to act is an objective way used by educators in education programs of health, scientifically elaborated. Based on these concepts, this study has the target to get information in order to make the demograph profile and identify the factors that make the students of high-school to have a behaviour of risk in relation to Aids. The sample studied was represented by 360 students of the first, second and third series of high-school, in two schools in the town of Peruíbe, São Paulo, Brazil. It was an exploratory and descriptive study in which was used an organized questionnaire. The results showed that 50,6% of the students have doubts on they safety of mutual masturbation as sexual practice; the majority has good knowledge in relation to Aids, but 50,5% believe that people who donate blood can be contaminated; 62,3% say that use interrupted coitus to prevent Aids and 30,4% anticonceptional drugs; 53,2% think that there is small or no risk to get Aids; 87,7% think that it is very important or important men's fidelity and 89,3% women's fidelity; for 29,7% and 40,6%, the virginity, respectively of men and women, is considerated important; 23,5% and 26,9% respectively men's and women's sexual abstinency are important in preventing Aids; 58,6% have already had sexual intercourses; 49,5% of boys began sexual activities around 10 and 13 years old and the girls between 14 and 17 years old; 56,9% had sexual intercourses on the last 30 days; 48,3% declare that use condoms in all sexual intercourses, 38,3% sometimes and 11,0% never; 45,1% declare that use alchoolic drinks; 95,2% say that don't use injected drugs; 62,5% don't have health insurance; 60,6% use the public health system; 45,3% work; 63,3% receive between 1 and 2 minimum salary; 25,8% of the student's family have a monthly income between 1 and 4 minimum salary; 70,8% talk about Aids with friends, 54,4% with the mother, 43,9% with boy/girl friends, 40,3% with brother or sister, 30,6% with teachers, 29,7% with the father, 17,5% with the health professional; 50,3% say that follow what these people say, 30,8% follow sometimes and 12,8% don't follow at all. 70,8% say that TV is the most important source of information. This study has the aim to obtain information to help the authorities responsible for education and heatlh in elaboration of preventive programs according to reality presented by the students.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao.pdf (1.07 Mbytes)
Data de Publicação
2004-03-22
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ANJOS, Renata, et al. Vulnerabilidade ao HIV/Aids de Estudantes do Ensino Médio de Escolas Públicas de Peruíbe - SP: Uma Análise na Perspectiva de Gênero. In Simpósio Internacional de Iniciação Científca (SIICUSP) [online], 18, Ribeirão Preto, 2010. [acesso ]. Disponível em : <https://sistemas.usp.br/siicusp/cdOnlineTrabalhoListar?numeroEdicao=18&print=S>
  • VAL, Luciane Ferreira, et al. Estudantes do Ensino Médio e o Conhecimento em HIV/Aids: o que mudou em dez anos?. In Programa e Livro Resumos, São Paulo, 2010. São Paulo : CVE, 2010. vol. 1, n. 1, p. 131-132.
  • VAL, Luciane Ferreira, e MENEGHIN, Paolo. Estudantes do Ensino Médio: Conhecimento em HIV/Aids. In , , .
  • VAL, Luciane Ferreira, e MENEGHIN, Paolo. Estudantes do Ensino Médio: Conhecimento em HIV/Aids. In III Simpósio Internacional de Ciências Integradas da Unaerp - Campus Guarujá. (SICI), 3, Guarujá, 2006.
  • VAL, Luciane Ferreira, e MENEGHIN, Paolo. Estudo dos Fatores Relacionados a Aids entre Estudantes do Ensino Médio. In Livro Programa do II Encontro Internacional de Pesquisa em Enfermagem., 2, Águas de Lindóia, 2002. Águas de Lindóia : Encontro, 2002. vol. 1, n. 1, p. 59.
  • VAL, Luciane Ferreira, and MENEGHIN, Paolo. Livro: Aids-Related Factors Among High School Students. Editor. 1 ed.. Saarbrucken : VDM Verlag Dr. Muller Aktiengesellschaft & Co. KG, 2010.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.