• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2008.tde-06052009-103456
Documento
Autor
Nome completo
Teresa Christine Pereira Morais
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Egry, Emiko Yoshikawa (Presidente)
Cubas, Marcia Regina
Fracolli, Lislaine Aparecida
Título em português
Necessidades em saúde & trabalho das equipes de saúde da família: a dialética do reconhecimento e enfrentamento
Palavras-chave em português
Estratégia saúde da família
Necessidades de saúde
Processo de trabalho
Resumo em português
O reconhecimento e enfrentamento das necessidades de saúde da população de um dado território de abrangência estão estreitamente vinculados aos princípios básicos do SUS, em especial aos conceitos de integralidade e eqüidade, na medida em que implicam por parte das equipes de saúde o esforço de tradução e atendimento às mesmas. Diante disso, este estudo buscou compreender, no cotidiano do processo de trabalho em saúde, quais os sentidos que norteiam a identificação de necessidades de saúde pelos profissionais da estratégia Saúde da Família, como ocorre e que profissionais decidem pelo enfrentamento às necessidades de saúde da população usuária do serviço. Tratou-se de um estudo descritivo, na perspectiva qualitativa, fundamentado na Teoria da Intervenção Práxica da Enfermagem em Saúde Coletiva TIPESC, cujo método para interpretação dos discursos referenciou-se na hermenêutica-dialética. A técnica para análise do processo de trabalho das equipes foi realizada com base no Fluxograma Analisador do Modelo de Atenção de um Serviço de Saúde, proposto por Merhy (1997) e alterado por Fracolli (1999). Constituiu-se como fonte do material empírico o conjunto das entrevistas semi-estruturadas realizadas com médicos, enfermeiras, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários de saúde das equipes da estratégia Saúde da Família. Os resultados fizeram emergir os seguintes sentidos que norteiam a identificação de necessidades de saúde pelos profissionais: necessidades de saúde relacionada a agravos e necessidades de saúde relacionada às más condições de vida. Os produtos que resultaram do atendimento às necessidades de saúde, consultas médicas, procedimentos, equipamentos, medicamentos e atenção especializada, estão em consonância com os sentidos que permeiam a identificação de necessidades, ou seja, trazem uma concepção necessidade de saúde aproximada com a doença. Em relação à decisão pelo enfretamento, a decisão pelo atendimento é tanto do profissional que primeiro tem contato com a situação quanto da equipe de saúde, tendo como ponto de partida às situações levantadas nas visitas domiciliárias ou quando a Unidade Básica de Saúde (UBS) é demandada. Conclui-se que os modos pelos quais os profissionais das equipes de Saúde da Família reconhecem e enfrentam as necessidades de saúde apresentadas pela população usuária do serviço, vinculam-se às concepções de saúde e doença que perpassam o modelo assistencial sob o qual o serviço se encontra organizado, assim como as práticas de saúde desenvolvidas no cotidiano do processo de trabalho das equipes. Neste sentido, tais concepções representam um dos limites a ser superado para que se consiga avançar na direção de um modelo assistencial cujas práticas tenham por finalidade a integralidade do cuidado, tomando as necessidades de saúde como orientadoras destas
Título em inglês
Health need & work of the family health teams: the dialectic of recognition and confrontation
Palavras-chave em inglês
Family health strategy
Health needs
Work process
Resumo em inglês
The recognition and confrontation the population health needs from a specific region are closely linked to the basic principle of SUS (The Brazilian Health System), especially to the concepts of integrity and equity, meaning to the Family Health Teams, the effort to translate and render these identified needs. This study tries to understand which senses orientate the health needs identification by the Family Health strategy professionals. How does it happen and which professionals decide by facing the health needs from the population. The study was descriptive, in the qualitative perspective based on the Nursing Praxis Intervention Theory in Collective Health TIPESC, whose methodology to interpret the speeches was validated in the dialectic hermeneutics. The technique to the work process analysis was done according to the Analysis Flowchart from a Health Service Care Pattern proposed by Merhy (1997) and altered by Fracolli (1999). The set of semi-structured interviews performed with physicians, nurses, nursing auxiliaries, and community health agents from the family health teams is the source of empirical material of this study. The results showed the following senses which orientate the health identification needs by the professionals: health needs related to injuries and health needs related to bad life quality. The outputs which resulted in rendering health needs, medical appointments, proceedings, equipment, medication, and specialized attention are in accordance with the senses which permeate the needs identification. It means that they bring a health conception associated to diseases. As far as the decision for facing needs the decision for rendering services belongs to the Professional who has had the first contact with the situation as much as the health team, having as a starting point the home visits data or consultation with the Basic Health Unit (UBS). It is possible to conclude that the ways that the Family Health Teams recognize and face the health needs presented by the population are linked to the health and sickness conceptions which are present in the assistance model in which the service is organized, as well as the quotidian service practices are developed in the working process of the health teams. Thus, such conceptions represent one of the limits to be overcome in order to advance towards an assistance pattern whose practices aim at integrating care having health needs as their guidelines
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Teresa_Morais.pdf (2.00 Mbytes)
Data de Publicação
2009-05-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.