• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2007.tde-19122007-163401
Documento
Autor
Nome completo
Alba Idaly Muñoz Sanchez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bertolozzi, Maria Rita (Presidente)
Martins, Cleide Lavieri
Nichiata, Lucia Yasuko Izumi
Takahashi, Renata Ferreira
Villa, Tereza Cristina Scatena
Título em português
O tratamento diretamente observado "dots" e a adesão ao tratamento da tuberculose: significados para os trabalhadores de unidades de saúde da região central do município de São Paulo-São Paulo-Brasil
Palavras-chave em português
Controle de doenças transmissíveis
Relações profissional-paciente
Tuberculose (tratamento)
Resumo em português
A tuberculose ainda prevalece no cenário epidemiológico mundial e nacional e sua permanência relaciona-se a vários processos, dentre os quais, as desigualdades sociais. A adesão ao tratamento é um aspecto chave para o controle da doença, já que contribui para a diminuição da multirresistência aos fármacos e para o decréscimo da mortalidade. Em função desse panorama que evidencia ainda, a ineficácia dos programas de controle, a Organização Mundial da Saúde-OMS propôs um novo marco para controle da enfermidade, introduzindo a Estratégia do Tratamento Diretamente Observado-DOTS ou Tratamento Supervisionado (TS). Dada a carência de estudos qualitativos sobre o tema no Município de São Paulo, este estudo teve como objetivos: identificar os significados que trabalhadores da saúde manifestam em relação à tuberculose, à adesão ao tratamento e ao Tratamento Diretamente Supervisionado; identificar as potencialidades e os limites da estratégia DOTS numa região do Município de São Paulo; além de apontar alternativas que contribuam no aprimoramento do Programa de Controle da Tuberculose. Após aprovação do projeto por Comitê de Ética em Pesquisa, foram entrevistados 15 trabalhadores da saúde da Subprefeitura da Sé da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo, de agosto a dezembro de 2004, por meio de roteiro semi-estruturado. O estudo foi conduzido sob o referencial da Hermenêutica-dialética, tendo sido aplicada técnica apropriada de análise de discurso. Os achados revelam persistência de preconceito, com impacto sobre a assistência e à adesão. Observou-se que esta ultima é influenciada por processos relacionados ao doente (que se referem à sua inserção social), aos serviços de saúde (principalmente quanto à acessibilidade e comunicação com os usuários). A DOTS é apreendida como estratégia que contribui na adesão ao tratamento, ainda que apresente algumas limitações, como a falta de flexibilidade em sua operacionalização em algumas unidades de saúde, assim como a irregularidade dos incentivos. Entretanto, aponta-se sua importante potencialidade, que se revela na perspectiva da formação de vínculo entre o doente e o trabalhador de saúde. Assim, propõe-se o DOTS como interface de encontro e conversa entre trabalhadores e usuários, no âmbito institucional e territorial, o que possibilita a identificação de necessidades de saúde, assim como o encaminhamento de intervenções apropriadas
Título em inglês
The treatment directly observed ,SST,(Strictly Supervised Treatment") and the adhesion to the treatment of tuberculosis:Meanings to health workers of units at the central region of the municipality of Sao Paulo, São Pablo City - Brazil
Palavras-chave em inglês
Adhesion to the treatment
Health-illness
Primary attention in health
Social representations
SST
Supervised treatment
Tuberculosis
Resumo em inglês
Tuberculosis still remains in the national and world-wide epidemiological scene and its permanence becomes related to some processes, amongst others, the social inequities. The adhesion to the treatment is a key aspect for the control of the disease given the fact that it contributes to the reduction of the multi-resistance to the pharmacotherapy and to decrease the mortality. In function of this panorama that still evidences, the inefficacy of the control programs, the World Health Organization (WHO) proposes a new frame in order to control the disease, introducing the Strategy Observed Treatment (DOTS) or Strictly Supervised Treatment (SST). Given the lack of qualitative studies about this issue in the municipality of Sao Paulo, this study has as objectives: to identify the meaning that health workers express in relation to tuberculosis the adhesion to treatment, and Strictly Supervised Treatment; to identify the potential and limitations of the strategy in a region of the municipality of Sao Paulo; at the same time to point alternatives that contribute to the improvement of the Program of Control of Tuberculosis. After approval of the project by the Committee of Ethics in Research, 15 health workers of the Secretary of Health of the City of São Paulo were interviewed, from August to December 2004, by means of a half-structuralized survey. The study was lead under the referential of the hermeneutics dialectic applying an appropriate technique of speech analysis. The findings disclose the persistence of preconception, which shows an impact on the assistance and to the adhesion to the treatment. It was noticed that these findings are influenced by related processes to the ill person (which refers to their social insertion), and to the health services (mainly related to the accessibility and the communication with the users). The SST is understood as an strategy that contributes to the adhesion to the treatment, but still presents some limitations, as for example as the lack of flexibility in its operationalization in some health units, as well as the irregularity of the incentives. Meanwhile its important potential is pointed which reveals itself in the perspective. However, its important potentiality is pointed, that if disclosed in the perspective of the conformation of a bond between the ill person and the health worker. Thus, the SST is considered as an interface of meeting and colloquy between health workers and ill people at the institutional and territorial scope, which makes possible the identification of health necessities, as well as the guiding of appropriate interventions
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Alba_Idaly.pdf (3.08 Mbytes)
Data de Publicação
2008-01-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Beyond DOTS (Directly Observed Treatment Short-Course) in tuberculosis' control: interfacing and sharing needs [doi:10.1590/S0104-11692009000500014]. Revista Latino-Americana de Enfermagem (USP. Ribeirão Preto. Impresso) [online], 2009, vol. 17, p. 689-694.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Conhecimentos e atitudes sobre a tuberculose por estudantes universitários. Boletim da Campanha Nacional Contra a Tuberculose, 2004, vol. 12, nº 1, p. 19-26.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Operacionalização do conceito de vulnerabilidade à tuberculose em alunos universitários [doi:10.1590/S1413-81232011000200031]. Saúde Coletiva (Barueri) [online], 2011, vol. 16, p. 669-675.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Pode o conceito de vulnerabilidade apoiar a construção do conhecimento em Saúde Coletiva?. Ciência & Saúde Coletiva , 2006, vol. on lin, p. 249.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e Bertolozzi, Maria Rita. Percepção dos trabalhadores de unidades básicas de saúde de São Paulo (Brasil) sobre a tuberculose. Avances en Enfermería, 2009, vol. XXVII, p. 19-24.
  • BERTOLOZZI, M. R., e SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz. A adesão ao tratamento da tuberculose na perspectiva da estratégia do Tratamento Diretamente Observado (. In Não se aplica. V Inventário de Pesquisas em DST e AIDs..São Paulo : Prefeitura do Município de São Paulo, 2007. Resumo.
  • BERTOLOZZI, M. R., e SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz. Vulnerabilidade à tuberculose em alunos moradores do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo (CRUSP). [CD-Rom]. In VIII Congresso Paulista de Saúde Pública, Ribeirão Preto, 2003. Anais.São Paulo : APSP, 2003. Resumo.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Conhecimentos e atitudes de universitários em relação à Tuberculose. [CD-Rom]. In VI Congresso Brasileiro de Epidemiologia, Recife, 2004. Resumos.Rio de Janeiro : ABRASCO, 2004. Resumo.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Migração e vulnerabilidade à Tuberculose. [CD-Rom]. In VI Congresso Brasileiro de Epidemiologia, Recife, 2004. Resumos.Rio de Janeiro : ABRASCO, 2004. Resumo.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Vulnerabilidade à tuberculose em alunos moradores do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo (CRUSP). In VIII Congresso Paulista de Saúde Pública, Ribeirão Preto, 2003. Anais.São Paulo : APSP, 2003.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Vulnerabilidade à tuberculose em alunos moradores do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo (CRUSP). [CD-Rom]. In VIII Congresso Paulista de Saúde Pública, Ribeirão Preto, 2003. Anais.São Paulo : APSP, 2003.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e BERTOLOZZI, M. R. Vulnerabilidade do Programa de Contrrole da Tuberculose. [CD-Rom]. In VI Congresso Brasileiro de Epidemiologia, Recife, 2004. Resumos.Rio de Janeiro : ABRASCO, 2004. Resumo.
  • SÁNCHEZ, Alba Idaly Muñoz, e Bertolozzi, Maria Rita. Além da DOTS: Interface potencial de conversa e compartilha de necessidades. In XVIII International Epidemiology Association World Congress of Epidemiology/ VII Brazilian Congress of Epidemiology, Porto Alegre-RS, 2008. Revista Brasileira de Epidemiologia (versão eletrônica)., 2008. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.