• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2001.tde-09042002-123225
Documento
Autor
Nome completo
Clarice Heiko Muramatsu
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Merighi, Miriam Aparecida Barbosa (Presidente)
Bonadio, Isabel Cristina
Fernandes, Maria de Fatima Prado
Fonseca, Ariadne da Silva
Freitas, Janete Vieira de Moura
Título em português
Convivendo com a síndrome da tensão pré-menstrual: um enfoque da fenomenologia existencial.
Palavras-chave em português
fenomenologia
saúde da mulher
tensão pré-menstrual
Resumo em português
Este estudo teve como trajetória desvelar o fenômeno Convivendo com a síndrome da tensão pré-menstrual. Para tanto, optei pela pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica. Foram realizadas entrevistas com seis mulheres, cuja idade variou entre 18 a 44 anos. Três delas eram solteiras, uma casada com filhos, uma divorciada com filhos e uma separada com filhos. Utilizei-me das seguintes questões norteadoras para desvelar a essência do fenômeno: "Como é para você ter a síndrome da tensão prémenstrual?"; e "Descreva como é conviver com a síndrome da tensão prémenstrual." Os discursos foram analisados, segundo o referencial fenomenológico existencial fundamentado nos filósofos Merleau Ponty e Martin Heidegger. Emergiram desta análise seis unidades temáticas, que convergiram para três grandes categorias: O corpo existindo nas relações com o mundo, Vivendo a angústia da situação e Necessitando ser cuidada. Essas categorias desvelaram que as mulheres encontram-se no limiar do desconforto físico e emocional advindo da STPM e que essa condição está relacionada ao corpo por meio da qual buscam adequar-se às flutuações psicoemocionais, às suas experiências e conseqüentemente à sua vivência individual e, ao mesmo tempo, social, como ser-aí, ser-com. A construção deste estudo possibilitou vislumbrar novos caminhos no assistir/cuidar da mulher com a síndrome da tensão pré-menstrual, além de direcionar para um ensino centrado na dimensão humana/existencial. Palavras chave: Tensão pré-menstrual; fenomenologia; saúde da mulher.
Título em inglês
Coping with the premenstrual tension syndrome: an existential phenomenological approach.
Palavras-chave em inglês
phenomenology
premenstrual tension syndrome
woman's health.
Resumo em inglês
The present study, of phenomenological qualitative nature, was intended to unveil the phenomenon "Coping with the premenstrual tension syndrome". The interviewed subjects included six women, age range 18 to 44 years, three of them single, one married with children, one divorced with children, and one of them separated with children. The following guiding questions were used in this context: "How is it for you to have the premenstrual tension syndrome?"; "Describe the way you cope with that event". Discourses were analyzed in accordance with the existential phenomenological referents based in the Merleau Ponty and Martin Heidegger philosophers’studies. Six thematic units were seen to emerge from this analysis which converged towards three large categories: The body existing in relation with the world, Living with the anxiety caused by the situation, and The need to be cared for. These categories disclosed the fact that those women are found to be at the threshold of this discomfort and that this condition is related to the body which seeks to adequate itself to the psychoemotional fluctuations, its experiences and consequently to its personal experience, and, at the same time, to the social experience perceived as "being there' and "being with". The building of this study could disclose new paths to assist and care for the premenstrual tension syndrome shown by those women, and also, concentrate the teaching within the human/existential dimension.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tde.pdf (625.53 Kbytes)
Data de Publicação
2003-04-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.