• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.61.2015.tde-20072015-162708
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Freire Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Suedam, Ivy Kiemle Trindade (Presidente)
Carreira, Daniela Gamba Garib
Pimenta, Luiz Andre Freire
Título em português
Análise tridimensional das vias aéreas superiores de pacientes com fissura labiopalatina e discrepância maxilomandibular
Palavras-chave em português
Faringe
Fissura palatina
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Resumo em português
Objetivos: As fissuras labiopalatinas constituem a malformação congênita de maior prevalência na espécie humana. O fechamento cirúrgico do lábio e do palato, que visa restaurar a forma e a função, paradoxalmente impacta negativamente sobre o crescimento maxilar e, consequentemente, sobre a morfofisiologia nasal, levando à deformidades como desvio de septo e hipertrofia das conchas nasais. Estas alterações reduzem as dimensões internas da cavidade nasal e aumentam a resistência ao fluxo aéreo respiratório. Assim, foi objetivo do presente estudo avaliar tridimensionalmente o espaço aéreo faríngeo dos pacientes com fissura labiopalatina unilateral completa por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico. Material e Métodos: Foram avaliados exames tomográficos de dois grupos de pacientes: 1) Grupo Controle (GC): 30 tomografias de pacientes sem FLP + discrepância maxilomandibular do tipo classe III de Angle, e, 2) Grupo Fissura (GF): 30 tomografias de pacientes com FLP unilateral completa + discrepância maxilomandibular do tipo classe III de Angle. Dois avaliadores treinados e calibrados avaliaram, em dois tempos distintos, as imagens por meio do software Dolphin Imaging 11.0, no qual foram obtidos valores de volume (V) faríngeo e da área seccional mínima faríngea (ASM). Os valores médios da ASM e do V, obtidos nas duas medições do avaliador 1, foram considerados para análise. A reprodutibilidade intra e interexaminador foram calculadas pelo oeficiente de Correlação Intraclasse. A significância das diferenças entre os grupos foram avaliadas pelo teste t de Student para amostras independentes. A correlação entre as variáveis foi aferida pelo Coeficiente de correlação de Pearson. Valores de p<0.05 foram considerados significantes. Resultados: Os valores médios de V (mm3) do GF (20,9±5,0) foram significantemente menores que os do GC (26,9±9,6) (p=0,004). Apesar de estatisticamente não significante, os indivíduos do GF apresentam as ASMs dimensionalmente menores (158,6±99,1) que as do GC (188,8±110,2). Constatou-se forte correlação positiva entre as variáveis ASM e V, nos grupos GC e GF (p<0.001) e forte correlação negativa entre as variáveis ASM e idade, apenas no grupo GF (p=0.017). Conclusão: A faringe do paciente com fissura labiopalatina unilateral completa com discrepância dento-esquelética classe III de Angle é volumetricamente menor que a de indivíduos sem fissura labiopalatina com o mesmo tipo de discrepância dento-esquelética. Este resultado sugere maior chance de colapsabilidade da faringe, e, consequentemente, maior risco para apneia obstrutiva do sono nesta população.
Título em inglês
Three-dimensional analysis of the upper airways of patients with cleft palate and maxillomandibular discrepancy
Palavras-chave em inglês
Cleft palate
Cone beam computed tomography
Pharynx
Resumo em inglês
Objective: Cleft lip and palate (CLP) is the most prevalent congenital malformation in humans. Primary plastic surgeries, which main objective is to repair the anatomy and the function of the lip and palate, paradoxically, impair maxillary growth and, consequently, impact negatively on the nasal morphophysiology, leading to deformities such as septal deviation and turbinate hypertrophy. These changes reduce the internal nasal dimensions and increase the resistance to respiratory airflow. The aim of the present study was to evaluate three-dimensionally the pharyngeal airway space of individuals with complete unilateral cleft lip and palate by means of cone beam computed tomography. Materials and Methods: Two groups were evaluated: 1) Control group (CoG): 30 CT scans of individuals without CLP + Angle class III malocclusion, and 2) Cleft group (ClG): 30 CT scans of individuals with CLP + Angle class III malocclusion. Two trained and calibrated examiners assessed the images, in two different moments, by means of Dolphin Imaging 11.0 software. Mean values of pharyngeal volumes (V) and minimal cross-sectional areas (CSA) obtained by examiner 1 were considered for analysis. Intra and inter-examiner reproducibility were assessed by Intraclass correlation coeficiente test. The significance of differences between groups was evaluated by Student "t" test for independent samples. The correlation between variables was assessed using Pearson's correlation coefficient. P values <0.05 were considered significant. Results: Mean values of V (mm3) for the ClG (20,9±5,0) were significantly lower than for the CoG (26,9±9,6) (p=0,004). Although not statistically significant, individuals from the ClG presented with lower ASMs (158,6±99,1) than the CG individuals (188.8±110,2). A strong positive correlation was observed between the ASM and V variables in both groups (p <0.001) and a strong negative correlation was observed between the variables ASM and age, only for the ClG (p = 0.017). Conclusion: The pharynx of the patients with complete unilateral cleft lip and palate and with Angle Class III malocclusion is volumetrically smaller than that of individuals without cleft lip and palate and with the same type of skeletal discrepancy. This result suggests a greater chance for pharyngeal collapsibility in individuals with cleft lip and palate and, consequently, a greater risk for obstructive sleep apnea in this population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-07-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.