• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.61.2006.tde-25102006-151046
Documento
Autor
Nome completo
Regina Celia Meira Garcia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2006
Orientador
Banca examinadora
Graciano, Maria Ines Gandara (Presidente)
Oliveira, Lilia Christina de
Souza, Jeniffer de Cassia Rillo Dutka
Título em português
Aspectos psicossociais e familiares de indivíduos com e sem distúrbios da comunicação decorrentes da fissura labiopalatina
Palavras-chave em português
Aspectos psicossociais
Distúrbios da comunicação
Família
Fissuraslabiopalatinas
Resumo em português
Objetivo: Caracterizar e analisar os aspectos psicossociais e familiares de indivíduos com e sem distúrbios da comunicação decorrentes da fissura labiopalatina. Modelo: Estudo descritivo e comparativo de dois grupos: GI - com distúrbios da comunicação decorrentes da disfunção velofaríngea, alterações dento-oclusais e/ou atrasos no desenvolvimento da fala e GII - indivíduos sem distúrbios da comunicação. Local: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais - Universidade de São Paulo, Bauru. Participantes: 38 indivíduos distribuídos: GI - 20 e GII - 18; acima de 4 anos participantes do “Projeto Flórida”, com fissura transforame unilateral, sem outras deficiências e/ou anomalias associadas. Intervenções: Análise documental e entrevista abordando questões sobre estratificação social, histórico e dinâmica familiar, relações sociais de indivíduos e família, tratamento reabilitador e recursos organizacionais e comunitários. Resultados/Conclusão: Não foram constatadas relações significativas entre os resultados pós tratamento no que se refere a fala e a condição socioeconômica dos pacientes. Não foram detectadas diferenças significativas entre os aspectos psicossociais e familiares entre os grupos com e sem distúrbios exceto no cotidiano escolar de uma minoria de pacientes (com distúrbios). Embora algumas categorias não apresentaram significância estatística, todas se configuraram como expressivas, e determinantes para o conhecimento qualitativo dos aspectos psicossociais e familiares e para a atuação da equipe de reabilitação que, com sua visão de totalidade, busca com os pais e a sociedade, a inclusão social do paciente.
Título em inglês
Psychosocial and familiar aspects of individuals with and without communication disorders related to cleft lip and palate
Palavras-chave em inglês
cleft lip and/or palate
communication disorders
Psychosocial and familiar aspects
Resumo em inglês
Objetive: To characterize and analyze the psychosocial and familiar aspects of individuals with and without communication disorders related to cleft lip and palate. Design: Descriptive and comparative study of two groups: GI – group of individuals with communication disorders related to velopharyngeal dysfunction, dento-occlusal alterations and/or delays in speech development, and GII - group of individuals without communication disorders. Research Site: Hospital for Rehabilitation of Craniofacial Anomalies, University of São Paulo, Bauru, Brazil. Participants: 38 individuals distributed into two groups (GI: N=20 and GII: N=18); all participants were at least four years of age and were enrolled in the “Florida Project”, presenting with unilateral transforame cleft not associated to other malformations or anomalies. Methods: Interview and data analysis focusing on socioeconomic status, family dynamics and history, individuals and family social relationship, care and management of anomaly and support community resources. Results/Conclusion: There were no significant differences in the socioeconomic status between children with and without communication disorders. There were no significant differences in the psychosocial and familiar aspects between children with and without communication disorders except regarding school routine which was distinct for a minority in the group with communication disorders. Even though some of the aspects studied did not show significant, the findings provided qualitative information regarding the psychosocial and familiar aspects supporting team management in a search for patient’s inclusion in a partnership with the parents and the community.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DissertRegina.pdf (1,001.07 Kbytes)
Data de Publicação
2006-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.