• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2018.tde-22052018-150650
Documento
Autor
Nome completo
Debora Munhoz Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Bastos, Jairo Kenupp (Presidente)
Fonseca, Maria Jose Vieira
Cavalheiro, Alberto Jose
Heleno, Vladimir Constantino Gomes
Título em português
Baccharis dracunculifolia: Formação de pasto apícola, estudo das interações com Apis mellifera e insetos galhadores na produção de própolis verde
Palavras-chave em português
A. mellifera
B. dracunculifolia
Insetos galhadores
Própolis verde
Resumo em português
Baccharis dracunculifolia (Asteraceae), conhecida popularmente como "alecrim do campo" ou "vassourinha", é uma planta nativa brasileira amplamente distribuída nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Esta espécie tem se destacado pela rica interação com insetos, galhadores e especialmente Apis mellifera, e na produção de metabólitos secundários com inúmeras atividades biológicas. A interação com as abelhas A. mellifera possibilita a produção da própolis verde, produzida a partir de fragmentos vegetativos, material resinoso e balsâmico da B. dracunculifolia. Esta espécie também possui uma rica interação com insetos galhadores, os quais formam estruturas atípicas no tecido vegetal, conhecidas como galhas. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi investigar as correlações existentes entre os metabólitos secundários da B. dracunculifolia com os insetos galhadores e a visitação de abelhas A. mellifera na produção de própolis verde. Os indivíduos de B. dracunculifolia foram cultivados na região de cerrado no estado de Minas Gerais, Bambuí-MG. Dentre as 400 espécies plantadas, 48 indivíduos de B. dracunculifolia, sendo 24 fêmeas e 24 machos, foram investigados quanto ao grau de infestação por galhas, número de abelhas visitantes e o tempo de coleta de resina pelas abelhas. As folhas da B. dracunculifolia e as própolis verdes foram analisadas tanto por cromatografia gasosa (CG-DIC), avaliação dos componentes voláteis, quanto por cromatografia liquida (CLAE-DAD), avaliação dos componentes fixos. Os dados de observações de campo e as quantificações dos componentes majoritários foram analisados frente aos testes estatísticos de Wilcoxon-Mann-Whitney e Spearman para diferenças e correlações estatísticas, respectivamente. Estatisticamente foi possível observar diferenças significativas entre os indivíduos machos e fêmeas, sendo que os machos apresentaram maior infestação por insetos galhadores e as fêmeas foram mais visitadas pelas abelhas, nas quais também permanecem mais tempo coletando resina para a produção da própolis verde. Correlações entre o trans-cariofileno e a substância D (substância fenólica ainda não identificada), com o número de abelhas e o tempo de coleta de resina também foram observadas. Essas duas substâncias apresentaram valores de concentrações maiores nas fêmeas e parecem ter uma pequena contribuição para as diferenças de visitação encontradas entre os indivíduos machos e fêmeas de B. dracunculifolia. A galha de maior infestação foi quantificada e coletada, sendo identificada como sendo do inseto Baccharophelma dracunculifolia. Importante destacar também que houve sucesso na criação do pasto apícola, uma vez que as abelhas estão coletando resina das plantas cultivadas no campo de pesquisa em Bambuí- MG possibilitando maior produtividade e qualidade da própolis verde produzida nesta região
Título em inglês
Baccharis dracunculifolia: Bee pasture formation, study of interactions with Apis mellifera and galling insects in the production of green propolis
Palavras-chave em inglês
A. mellifera
B. dracunculifolia
Galling insects
Green propolis
Resumo em inglês
Baccharis dracunculifolia (Asteraceae), popularly known as "alecrim do campo" or "vassourinha", is a Brazilian native plant widely distributed in the states of São Paulo and Minas Gerais. This species stands out for the rich interaction with insects, galling insects and especially Apis mellifera, and in the production of secondary metabolites, which display important pharmacological activities. The interaction with bees A. mellifera allows the production of green propolis, produced from vegetative fragments, resinous and balsamic material of B. dracunculifolia. This species also has a rich interaction with galling insects, which form atypical structures in the plant tissue, known as galls. Therefore, the aim of this work was to investigate the correlations between the secondary metabolites of B. dracunculifolia with galling insects and the visitation of A. mellifera in the production of green propolis. The individuals of B. dracunculifolia were cultivated in the cerrado region of the State of Minas Gerais, Bambuí-MG, and among the 400 planted species, 48 individuals of B. dracunculifolia, 24 females and 24 males, were investigated for the degree of galls infestation, number of visiting bees and the time of resin collection by the bees. Samples from plants and green propolis were analyzed by gas chromatography (GC-FID), for volatile components evaluation, and by liquid chromatography (HPLC-PDA), for evaluation of fixed components. Statistically, the data from field observations and quantifications of major components were analyzed by Wilcoxon-Mann-Whitney and Spearman for statistical differences and correlations, respectively. Statistically significant differences were observed between males and females, with males showing higher infestation by galling insects and females more visited by bees, in which they also spent more time collecting resin for the production of green propolis. Correlations between trans-caryophyllene and compound D (phenolic compound not yet identified), with the number of bees and the time of resin collection were also observed. These two compounds had higher concentration values in females and seem to have a small contribution to the differences in visitation found between males and females of B. dracunculifolia. The gall with highest infestation was quantified and collected, being identified as the insect Baccharophelma dracunculifolia. It is also important to note that there was success in the bee pasture formation, since the bees are collecting resin from the plants cultivated in the research field in Bambuí - MG, allowing greater productivity and quality of the green propolis produced in this region
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-05-21
Data de Publicação
2018-07-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.