• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Peres Ferreira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Dioneia Camilo Rodrigues de (Presidente)
Debonsi, Hosana Maria
Lopes, Marcia Nasser
Título em português
Análises químicas qualitativas e quantitativas de duas espécies de 'Mikania: Mikania glomerata' Sprengel e 'Mikania laevigata' Schultz Bip
Palavras-chave em português
guaco.
Mikania glomerata
Mikania laevigata
Resumo em português
Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz Bip, (Asteraceae, Eupatorieae, Mikaniinae), popularmente conhecidas como guaco, têm sido muito estudadas devido aos empregos medicinais das mesmas. São usadas para o tratamento da febre, reumatismo, gripe e doenças do trato respiratório. As monografias de ambas espécies encontram-se na Farmacopéia Brasileira. M. laevigata muitas vezes é confundida com M. glomerata, sendo comercializada como tal, ocorrendo principalmente no sul do país, onde este vegetal tem sua maior área de dispersão. Apesar de seu grande uso medicinal, sua fitoquímica clássica ainda tem se mostrado pouco estudada. Foi proposto neste trabalho o estudo fitoquímico das folhas secas de M. laevigata, sendo isoladas e identificadas por técnicas espectroscópicas as substâncias lupeol, taraxerol, cumarina, ácido orto-[(5-hidroxi)-cis-cinamoila]-transcinâmico, siringaldeído, trans-melilotosido, cis-melilotosido, 3,5-dicafeoilquinato de metila, 3,3,5 triidroxi 4,6,7- trimetoxiflavona, 3-O-b-D-glicosil-patuletina, 3-O-b-D-glicosilquercetina, 3-O-b-D-glicosil-caempferol, adenosina, ent-3a-O-b-D-glicopiranosídeo,16a,17- diidroxicaurano, e ácido 2b-[[3-O-(3-hidroxi-1-oxo-3-fenilpropil)-2-(3- metil-1- butiriloxi) - 4- O-(a-L-ramnopiranosil)-b- D-glicopiranosil] oxi]-13,15a-diidroxi-19-norcaur-16-en-18- óico. Além desses, identificou-se por GC-MS as substâncias ácido beierenóico, ácido caurenóico, óxido do cariofileno, espatulenol, diidrocumarina, e o acetato de lupeol. Foi proposta também a avaliação química dos extratos da lavagem foliar de M. glomerata e M. laevigata. A análise qualitativa desses extratos nos permitiu identificar como substâncias majoritárias, cumarina e lupeol, em M. laevigata, e lupeol e uma substância não identificada em M. glomerata. A padronização do método analítico em GC-MS permitiu a diferenciação das duas espécies, sendo utilizadas amostras de folhas de guaco de diversas regiões do país, e proposta suas identidades.
Título em inglês
Qualitative and quantivative chemical analysis of two species of Mikania: Mikania glomerata Sprengel and Mikania laevigata Schultz Bip.
Palavras-chave em inglês
guaco.
Mikania glomerata
Mikania laevigata
Resumo em inglês
Mikania glomerata Sprengel and Mikania laevigata Schultz Bip, (Asteraceae, Eupatorieae, Mikaniinae), commonly known as guaco, have been studied because of their medicinal activities. They are used to treat fever, rheumatism, flu and respiratory tract diseases. The monographies of both species are found in Brazilian Pharmacopoeia. For many times, M. laevigata is confused with M. glomerata, and it has been sold as the last. This occurs mainly at the south of this country, where this plant has been found. In spite of the important medicinal uses from M. laevigata, the literature has few studies about its phytochemistry. In this work, the phytochemical study from the dried leaves of M. laevigata was proposed and the compounds lupeol, taraxerol, coumarin, orto-[(5-hydroxy)-cis-cinnamoyl]-transcinnamic acid, syringaldehyde, trans-melilotoside, cis-melilotoside, methyl 3,5-di-O-caffeoyl quinate, 3,3,5-trihydroxy-4,6,7-trimethoxyflavone, patuletin 3-O-b-D-glucopyranoside, quercetin 3-O-b-D-glucopyranoside, kaempferol 3-O-b-D-glucopyranoside, adenosine, entkaurane- 3a,16b,17 triol 3-O-b-D-glucopyranoside and 19-norkaur-16-ene-18-oic acid, 2b- [[3-O-(3-hydroxy -1-oxo -3 phenypropyl ) - 2 - ( 3- methyl - 1- oxobutyl - 4 - O - (a - Lramnopyranosyl) - b- D-glucopyranosyl]oxy]-13,15a-hidroxy were isolated and identified by spectroscopic methods. The compounds beyerenoic acid, kaurenoic acid, caryophyllene oxide, spathulenol dihydrocoumarin, and lupeol acetate were also identified, by GC-MS. It was proposed the chemical evaluation from the leaves rinse extracts of M glomerata and M. laevigata too. In the quantitative analysis of these extracts, coumarin and lupeol were identified as the main compounds of M. laevigata and lupeol and an unidentified compound of M. glomerata. The standardization of the analytical method by GC-MS allowed to differentiate one species from the other. Thus, leaves of guaco from many places of this country were used, and their identities were proposed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (15.26 Mbytes)
Data de Publicação
2009-01-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.