• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2007.tde-14052007-102547
Documento
Autor
Nome completo
Maria Laura Costantini Gomes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Campos, Patricia Maria Berardo Gonçalves Maia (Presidente)
Lopez, Renata Fonseca Vianna
Matteo, Miguel Angel Sala di
Título em português
Influência de diferentes concentrações de reinóides em formulações dermocosméticas nos efeitos benéficos e/ou colaterais na pele de camundongos sem pêlo
Palavras-chave em português
ácido retinóico
bioengenharia cutânea
cosméticos
eficácia.
histopatologia
palmitato de retinila
Resumo em português
Os retinóides têm sido amplamente utilizados na clínica dermatológica e nos produtos cosméticos com finalidades preventivas e reparadoras dos efeitos indesejáveis do envelhecimento cutâneo. Considerando que a concentração de retinóides, como por exemplo, o ácido retinóico ou o palmitato de retinila, pode influenciar na eficácia e segurança de uso dos mesmos em formulações tópicas, é de fundamental importância o desenvolvimento e avaliação dos efeitos benéficos e/ou colaterais de formulações dermocosméticas contendo diferentes concentrações de ácido retinóico (0,025%, 0,05% e 0,1%) e palmitato de retinila (0,25%, 0,5% e 1,0%), visando a obtenção de uma concentração que proporcione a máxima eficácia possível e risco mínimo à pele. Assim, o presente trabalho tem por objetivos avaliar a influência de diferentes concentrações de retinóides (ácido retinóico ou palmitato de retinila) em formulações dermocosméticas com finalidades antienvelhecimento, na pele de camundongos sem pêlo, por estudos histopatológicos, morfométricos, estereológicos e por Bioengenharia Cutânea. Para tal foram preparadas três formulações de géis creme à base de hidroxietilcelulose (HEC) e microemulsão de silicone e octanoato de octila (formulações de nos 1 e 3) e à base de complexo lipídico contendo álcool batílico e lecitina de soja, HEC e octanoato de octila (formulação de nº 2) as quais foram submetidas a testes preliminares de estabilidade. A formulação de nº 1 (F1) foi considerada a mais estável e, portanto, selecionada como veículo para a avaliação dos efeitos do ácido retinóico e do palmitato de retinila na pele de camundongos sem pêlo. Para a realização do ensaio biológico, amostras das formulações, acrescidas ou não (veículo) de 0,025; 0,05 ou 0,1% ácido retinóico ou 0,25; 0,5 ou 1,0% de palmitato de retinila foram aplicadas no dorso de camundongos sem pêlo. Após cinco dias da aplicação diária destas formulações, foram obtidas medidas de índice de eritema pelo equipamento Mexameter® MX16 e medidas do conteúdo aquoso do estrato córneo pelo equipamento Corneometer® CM825. Em seguida, os camundongos foram mortos e posteriormente foram colhidos fragmentos de pele das áreas que receberam aplicação das formulações, bem como da área que não foi aplicada nenhuma formulação (controle) e, a seguir, obtidos cortes histológicos para a realização dos estudos histopatológicos, morfométricos e estereológicos. De acordo com as metodologias empregadas, foi possível observar que, na avaliação do conteúdo aquoso do estrato córneo, somente as formulações que continham ácido retinóico em diferentes concentrações, provocaram mudanças significativas, reduzindo este conteúdo, ou seja, ocasionou um ressecamento na superfície da pele. Apenas as formulações contendo 0,025 e 0,1% de ácido retinóico e 1,0% de palmitato de retinila provocaram um aumento no índice de eritema. Além disso, tanto o ácido retinóico quanto o palmitato de retinila, atuaram na epiderme, porém de modo e intensidade diferentes, sendo que, o ácido retinóico teve um efeito mais pronunciado em relação às variáveis estudadas. As três diferentes concentrações de ácido retinóico e de palmitato de retinila ocasionaram aumento significante da espessura das camadas epiteliais, sem alteração da camada córnea. O ácido retinóico e o palmitato de retinila atuaram ainda aumentando os volumes nuclear, citoplasmático e celular, um dos fatores que ocasionou aumento da espessura do epitélio. Finalizando, ao analisar todas as variáveis histopatológicas, morfométricas e estereológicas, bem como o índice de eritema e o conteúdo aquoso do estrato córneo estudados, podemos sugerir que as formulações que continham as concentrações intermediárias, tanto do ácido retinóico (0,05%) quanto do palmitato de retinila (0,5 %), foram as que apresentaram melhores resultados, principalmente no que se refere a uma relação risco / benefício adequada e aceitável.
Título em inglês
Influence of different concentrations of retinoids in dermocosmetic formulations in their beneficial and/or collateral effects in hairless mice skin.
Palavras-chave em inglês
cosmetics
efficacy
histopathology
retinoic acid
retinyl palmitate
skin bioengineering techniques
Resumo em inglês
Retinoids has been widely used in dermatological clinic and in cosmetics products with preventive purposes as well as for the repairmen of the cutaneous aging undesirable effects. Considering that the concentration of retinoids, i.e., the retinoic acid or the retinyl palmitate, can influence their efficacy and safety in topical formulations, the development and evaluation of the beneficial and/or collateral effect of dermocosmetic formulations containing different concentrations of retinoic acid (0.025%, 0.05% e 0.1%) and retinyl palmitate (0.25%, 0.5% e 1.0%) is very important, aiming at the attainment of a concentration that provides to the maximum possible efficacy and minimum risk to the skin. Thus, the aim of this study was to evaluate the influence of different concentrations of retinoids (retinoic acid or retinyl palmitate) in dermocosmetics formulations with antiaging purposes, in hairless mice, using histopathological, morphometric and stereologic studies and Skin Bioengineering Techniques. For this purpose, three gel cream formulations were developed, containing hydroxyethylcellulose (HEC) and silicone microemulsion and octyl octanoate (formulations nº 1 and 3) and a complex lipidic based formulation containing batyl alcohol and lecithin, HEC and octyl octanoate (formulation nº 2), which were submitted to preliminary stability tests. The formulation nº1 (F1) was considered the most stable, therefore, it was selected as the vehicle for the evaluation of the effects of the retinoic acid and the retinyl palmitate in hairless mice skin. For the accomplishment of the biological assay, samples of the formulations, supplemented or not (vehicle) of 0.025, 0.05 or 0.1% retinoic acid or 0.25, 0.5 or 1.0% retinyl palmitate were applied in the dorsal skin of hairless mice. After five days of daily application of these formulations, the erythema index was measured by reflectance spectrophotometry using a Mexameter® MX16 as well as the water content of the stratum corneum using Corneometer® CM825. After that, the hairless mice were sacrificed and later skin fragments were obtained for each area that received application of the formulations, as well as of the area that was not applied any formulation (control) and, after that histologic sections were obtained and submitted to histopathological, morphometric and stereologic studies. In accordance with the used methodologies, it was possible to observe that in the evaluation of the water content of the stratum corneum, only the formulations that contained retinoic acid in different concentrations provided significant changes, enhancing skin surface dryness. Only the formulations containing 0.025 and 0.1% of retinoic acid and 1.0% of retinyl palmitate provided an increase in erythema index. Moreover, both retinoic acid and retinyl palmitate acted in the epidermis, however in different intensity and way, since retinoic acid had more pronounced effects in relation to the studied variables. The three different concentrations of retinoic acid and retinyl palmitate caused a significant increase of the epithelial layers thickness, without alteration of the horny layer. Retinoic acid and retinyl palmitate also increased the nucleus, cytoplasmic and cell volumes, which was one of the factors that influenced the increase of the epithelium thickness. Finishing, when analyzing all the histopathological, morphometric and stereologic variables, as well as the erythema index and the water content of the stratum corneum studied, we can suggest that the formulations that contained the intermediate concentrations (such as 0.05% of retinoic acid and 0.5% of retinyl palmitate) presented the best results, mainly when an adequate and acceptable risk/ benefit relationship is considered.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.