• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2018.tde-27062018-075957
Documento
Autor
Nome completo
Beatriz Tinoco Franceschi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Torqueti, Maria Regina (Presidente)
Machado, Cleni Mara Marzocchi
Silveira, Marcia Maria Chiquitelli Marques
Valente, Valeria
Título em português
Avaliação do efeito de resveratrol associado ao tamoxifeno na proliferação e apoptose de células de câncer de mama
Palavras-chave em português
Câncer de mama; Tamoxifeno; Resveratrol; Apoptose
Resumo em português
Introdução: O câncer se tornou um grande problema de saúde pública mundial, sendo o câncer de mama o mais incidente em mulheres. A terapia endócrina com o tamoxifeno, um modulador seletivo do receptor de estrógeno (SERM), é aplicada em câncer de mama receptor de estrógeno (RE) positivo, porém, pacientes tratadas por um longo período podem desenvolver resistência ao medicamento. O tratamento padrão para o câncer de mama triplo negativo é a quimioterapia com antraciclinas e taxanos, individual ou em combinação com cirurgia e/ou radioterapia, porém muitos fatores devem ser considerados. Assim, aumenta a necessidade por novas estratégias terapêuticas para o tratamento do câncer de mama, especialmente para o fenótipo triplo-negativo e, consequentemente, abre-se uma grande área para a aplicação de produtos naturais, como o resveratrol. Estudos tem demonstrado que fitoquímicos, como o resvetatrol, podem ser usados em combinação com agentes quimioterapêuticos, aumentando sua eficácia e diminuindo sua toxicidade. Objetivos: Avaliar os efeitos citotóxicos do resveratrol e dos metabólitos do tamoxifeno (N-desmetiltamoxifeno e 4-hidroxitamoxifeno), em tratamentos isolados e em associação, na proliferação e apoptose de células de câncer de mama RE-positivo (MCF-7) e células de câncer de mama triplo negativo (MDA-MB-231). Materiais e Métodos: A avaliação dos efeitos citotóxicos de resveratrol e metabólitos do tamoxifeno na proliferação e apoptose das células de câncer de mama foi realizada a partir do Ensaio de Viabilidade Celular (método de análise colorimétrica utilizando o Metil Tiazol Tetrazolium - MTT), cálculo de Coeficiente de Interação entre Drogas (CID) para avaliar o grau de sinergia entre os tratamentos, marcação celular com anexina V e iodeto de propídeo, Hypotonic Fluorescent Solution e western-blot (caspase 3, 8 e 9). Resultados: O tratamento associado de resveratrol 165 ?M + desmetiltamoxifeno 30 ?M e resveratrol 165 ?M + hidroxitamoxifeno 40 ?M mostrou diminuir significativamente a viabilidade celular de MCF-7 e MDA-MB-231, quando comparado com o tratamento isolado de desmetiltamoxifeno 30 ?M e hidroxitamoxifeno 40 ?M, respectivamente. Os tratamentos associados também mostraram aumento de células MCF-7 e MDA-MB-231 marcadas com anexina V e iodeto de propídeo e aumento de núcleos hipodiplóides, porém, a maior ativação de caspase 3, 8 e 9 ocorreu apenas em MCF-7. Conclusões: Os resultados obtidos indicam que os tratamentos associados reduziram a viabilidade de células MCF-7 e MDA-MB-231 e induziram ativação de apoptose somente em MCF-7. Assim, sugere-se que a redução na viabilidade de MDA-MB-231 deve estar relacionada com mecanismos independentes de ativação de caspases.
Título em inglês
Evaluation of the effect of resveratrol combined with tamoxifen on the proliferation and apoptosis of breast cancer cells
Palavras-chave em inglês
Breast cancer; Tamoxifen; Resveratrol; Apoptosis
Resumo em inglês
Introduction: Cancer has become a major public health problem worldwide, with breast cancer being the most common in women. Endocrine therapy with tamoxifen, a selective estrogen receptor modulator (SERM), is used in estrogen receptor (ER)-positive breast cancer, but patients treated over a long period may develop resistance to the drug. The standard treatment for triple negative breast cancer is chemotherapy with anthracyclines and taxanes, either alone or in combination with surgery and / or radiotherapy, but many factors must be considered. Thus, there is a growing need for new therapeutic strategies for the treatment of breast cancer, especially for the triple-negative phenotype and, consequently, opens up a great area for the application of natural products, such as resveratrol. Studies have shown that phytochemicals, such as resvetatrol, can be used in combination with chemotherapeutic agents, increasing their efficacy and decreasing their toxicity. Objectives: To evaluate the cytotoxic effects of resveratrol and the metabolites of tamoxifen (N-desmetiltamoxifen and 4-hydroxytamoxifen) in isolated and combined treatments on the proliferation and apoptosis of ER-positive breast cancer cells (MCF-7) and cancer cells of triple negative breast (MDA-MB-231). Materials and methods: The evaluation of the cytotoxic effects of resveratrol and metabolites of tamoxifen on the proliferation and apoptosis of breast cancer cells was performed from the Cell Viability Assay (colorimetric analysis using Methyl Thiazole Tetrazolium - MTT), Coefficient of Drug Interaction (ICD) to assess the degree of synergy between treatments, cell marking with annexin V and propidium iodide, Hypotonic Fluorescent Solution and western blot (caspase 3, 8 e 9). Results: The associated treatment of resveratrol 165 ?M + desmethyltamoxifen 30 ?M and resveratrol 165 ?M + hydroxytamoxifen 40 ?M showed a significant decrease in the cellular viability of MCF-7 and MDA-MB-231 when compared to the isolated treatment of desmethyltamoxifen 30 ?M and hydroxytamoxifen 40 ?M, respectively. Associated treatments also showed increase of MCF-7 and MDA-MB-231 cells labeled with annexin V and propidium iodide and increase of hypodiploid nuclei, but the greater activation of caspase 3, 8 and 9 occurred only in MCF-7. Conclusions: The results indicate that the associated treatments reduced the viability of MCF-7 and MDA-MB-231 cells and induced activation of apoptosis only in MCF-7. Thus, it is suggested that the reduction in the viability of MDA-MB-231 should be related to independent mechanisms of caspase activation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-06-26
Data de Publicação
2018-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.