• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Rafaela Pravato Colato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Prado Junior, Jose Clovis do (Presidente)
Anibal, Fernanda de Freitas
Franci, Janete Aparecida Anselmo
Gomes, Patricia Moreira
Malafronte, Rosely dos Santos
Stabile, Angelita Maria
Título em português
Consequências da imunossenescência frente à infecção experimental por Trypanosoma cruzi
Palavras-chave em português
Imunossenescência
Linfócitos
Trypanosoma cruzi
Resumo em português
Apesar de todo o avanço científico nas últimas décadas, a doença de Chagas ainda é um importante problema em saúde pública. A expectativa de vida no Brasil tem aumentado a cada ano e esse crescimento permite o surgimento de uma população idosa em risco de contrair essa doença. Diante disso, os objetivos deste trabalho foram avaliar a resposta imune em ratos Wistar senescentes, infectados pela cepa Y de T. cruzi. O presente estudo mostrou alterações na imunidade inata, quando avaliamos a população de macrófagos peritoneais, bem como a sinalização (expressão de RT1B) e da molécula coestimulatória (CD80) das células APC nos animais senis. A imunidade celular também foi reduzida, uma vez que os animais senis apresentaram uma diminuição significativa na porcentagem de linfócitos T CD4+ e T CD8+, quando comaprados aos jovens. Além disso, foi observado que o envelhecimento reduz a expressão da principal molécula de sinalização, o CD28+, responsável pela ativação de células T. Nos nossos estudos, o envelhecimento foi associado a um aumento no percentual de linfócitos CD4+CD25lowFOXP3+, que representam as células T regulatórias instáveis. Por outro lado, os animais senis não infectados apresentaram uma redução significante no percentual de linfócitos CD4+CD25highFOXP3+, as células T regulatórias estáveis. A senesescência, bem como, o processo infeccioso ocasionaram um aumento nos níveis de corticosterona e no percentual de esplenócitos em apoptose inicial e tardia em animais senis infectados. O envelhecimento também regulou negativamente a transição DN1-DN2, bem como, as subpopulações de timócitos DN3 e DN4 em animais senis, infectados ou não. Observou-se uma redução no percentual de timócitos viáveis nos animais senis, tanto controles quanto infectados. Com relação aos parâmetros do estresse oxidativo, a senilidade elevou os níveis de TBARS, reduziu a atividade da principal enzima antioxidante SOD e na concentração de 8-isoprostano. O substrato da enzima glutationa peroxidase GSH aumentou nesses animais senis, comparados aos jovens. A análise da produção de citocinas evidenciou um aumento nos níveis de TGF-? em animais senis. No 16° dia após a infecção, um aumento nos níveis de IL-12 foram observados apenas nos animais senis infectados. Entretanto, este mesmo grupo apresentou uma redução na produção de IL-2 no 9º dia após a infecção. As concentrações de IL-17 foram maiores nos animais senis infectados e controles, quando comparados aos animais jovens. Tanto a infecção por T. cruzi quanto o envelhecimento ocasionaram um aumento nos níveis de TNF-? nos animais jovens e senis infectados. Com o presente estudo, conseguimos avançar na compreensão dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos nas modificações da imunidade ao longo da vida e seus reflexos frente à doença de Chagas. Inúmeras alterações foram observadas, incluindo resposta imune ineficiente, aumento do estresse oxidativo, bem como diminuição da atividade de enzimas antioxidantes e comprometimento no processo de maturação celular intratímica, os quais afetam etapas essenciais no desenvolvimento dos timócitos e exportação de células T para a periferia. Foi observado um desequilíbrio funcional do eixo neuroendócrino, bem como a diminuição da viabilidade celular. Além disso, as mudanças no perfil da produção de citocinas promoveram implicações diretas na competência imunológica desses animais.
Título em inglês
Consequences of immunosenescence against the experimental infection by Trypanosoma cruzi
Palavras-chave em inglês
Immunosenescence
Lymphocytes
Trypanosoma cruzi
Resumo em inglês
Despite all the scientific advances in the last decades, Chagas disease is still an important public health problem. Every year, the life expectancy in Brazil has increased and this growth tops with the emergence of an elderly population at risk of contracting this disease. Therefore, the objectives of this study were to evaluate the immune response in senescent Wistar rats, infected with T. cruzi Y strain. Changes in innate immunity was observed in the population of peritoneal macrophages, as well as signaling (RT1B expression) and the costimulatory molecule (CD80) of APC cells in senile animals. Cellular immunity was also reduced, since senile animals showed a significant decrease in the percentage of CD4+ T and CD8+T lymphocytes when compared to young counterparts. A reduced expression of the major signaling molecule, CD28+, responsible for T cell activation was also observed as long as animals age. Aging was associated with an increase in the percentage of CD25+ CD25lowFOXP3+ lymphocytes, which represent T regulator cells. On the other hand, the uninfected senile animals presented a significant reduction in the percentage of CD4+ CD25highFOXP3+ lymphocytes. Senescence as well as the infectious process triggered an increase in corticosterone levels and in the percentage of splenocytes in early and late apoptosis in senile infected animals. Aging also negatively regulated the DN1-DN2 transition, as well as the subpopulations of thymocytes DN3 and DN4 in senile animals, infected or not. A reduction in the percentage of viable thymocytes was observed in control and infected senile animals. Regarding to oxidative stress, aging increased the levels of TBARS, reduced the activity of the main antioxidant enzyme SOD and the concentration of 8-isoprostane. Oppositely, aged animals displayed increased levels of the enzyme glutathione peroxidase GSH as compared to the young ones. The analysis of cytokine production evidenced an increase in TGF-? levels in senile animals. On the 16th day after infection, enhanced concentrations of IL-12 was observed only in senile infected animals. However, this same group showed a reduction in IL-2 production on the 9th day after infection. Senile and control animals displayed higher IL-17 concentrations when compared to young animals. Both T. cruzi infection and aging caused an increase in TNF-? levels in young and senile infected animals. The present study allowed us to better understand the cellular and molecular mechanisms involved in the immune response throughout life and its actions on Chagas' disease. For that, several alterations were observed such as an inefficient immune response, increased oxidative stress, decreased antioxidant enzyme activity and impairment in the intratymic cell maturation process, impairing thymocyte development and the export of T cells to the periphery, as well decreased cell viability. A functional imbalance of the neuroendocrine axis was also observed, as well as changes in the profile of cytokine production directly impairing the immune competence in these animals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2021-05-23
Data de Publicação
2019-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.