• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2018.tde-17102018-091104
Documento
Autor
Nome completo
Maria Thereza Viana Reis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Cuenca, Angela Maria Belloni (Presidente)
Alvarez, Maria do Carmo Avamilano
Barata, Germana Fernandes
Sarubbi Junior, Vicente
Título em português
O conhecimento científico no Facebook: revistas brasileiras de saúde pública e as interações com seus seguidores
Palavras-chave em português
Comunicação em Saúde
Internet
Publicações de Divulgação Científica
Rede Social
Saúde Pública
Resumo em português
As redes sociais na internet são utilizadas por pessoas e instituições e, mais recentemente, por periódicos científicos para a divulgação de seus artigos. Tais iniciativas são fundamentais para a democratização do conhecimento e para o desenvolvimento da ciência. No Brasil, na área da saúde pública, alguns periódicos criaram suas páginas em redes sociais online e seus editores temem não contar com infraestrutura para a administração dessas páginas. Objetivo. Caracterizar a divulgação das revistas científicas brasileiras de saúde pública no âmbito do Facebook. Método. Etnografia virtual e análise de redes sociais virtuais de quatro revistas da área de saúde pública, abordando a interação entre a página e seus seguidores, tipo de postagens, recursos utilizados, frequência das postagens e temas divulgados. Além da observação das páginas, foram feitas entrevistas com os editores científicos das revistas, para investigar as motivações da decisão de divulgar o conhecimento científico via Facebook e a rotina de trabalho para esse fim. Resultados. As páginas são diferentes quanto ao número de seguidores e de postagens. As postagens que utilizam mais recursos, como texto, foto e link, geram mais interação com os seguidores. No entanto, a reação mais frequente é a mais simples - Curtir. Os temas em saúde pública mais frequentes nas postagens são Sociedade e Saúde e Atenção à Saúde. Conclusão. Os achados mostram que há interesse dos editores em disseminar o conhecimento científico via redes sociais na internet. Entretanto, a infraestrutura das revistas brasileiras de saúde pública é precária no que se refere a recursos financeiros e humanos e isso se reflete na política e na prática da divulgação científica em redes sociais, principalmente no Facebook. Há certa expectativa de que o número de citações dos artigos possa aumentar com a inserção deles nas redes sociais. Poucas revistas têm política editorial instituída para redes sociais.
Título em inglês
Scientific knowledge on Facebook: brazilian public health journals and interactions with their followers
Palavras-chave em inglês
Health Communication
Internet
Public Health
Publications for Science Diffusion
Social Networking
Resumo em inglês
Social networks on the Internet are used by people and institutions and, more recently, by scientific journals for the dissemination of their articles. Such initiatives are fundamental for the democratization of knowledge and for the development of science. In Brazil, in the area of public health, some journals have created their pages in online social networks and its editors fear not having the infrastructure for the administration of these pages. Goal. To characterize the dissemination of the Brazilian public health scientific journals within the context of Facebook. Method. Virtual ethnography and virtual social network analysis of four journals in the area of public health, addressing the interaction between the page and its followers, type of posts, resources used, frequency of postings and topics covered. In addition to the observation of the pages, interviews were conducted with the scientific editors of the journals to investigate the motivations of the decision to disseminate scientific knowledge via Facebook and the work routine for this purpose. Results. Pages are different in terms of number of followers and posts. Posts that use more resources, such as text, photo, and link, generate more interaction with followers. However, the most frequent reaction is the simplest - Like. The most frequent public health topics in the posts are Society and Health and Health Care. Conclusion. The findings show that editors are interested in disseminating scientific knowledge via social networks on the Internet. However, the infrastructure of Brazilian public health journals is precarious in terms of financial and human resources and this is reflected in the policy and practice of scientific dissemination in social networks, especially on Facebook. There is some expectation that the number of citations of articles may increase with the insertion of them in the social networks. Few magazines have published editorial policy for social networks.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.