• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2011.tde-16032012-124743
Documento
Autor
Nome completo
Isis Tande da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Damasceno, Nágila Raquel Teixeira (Presidente)
Passarelli, Marisa
Queiroz, Maria Goretti Rodrigues de
Rondo, Patricia Helen de Carvalho
Vivolo, Sandra Roberta Gouvea Ferreira
Título em português
Associação da atividade de Lp-PLA2 e de antioxidantes lipossolúveis com marcadores cardiometabólicos em adolescentes
Palavras-chave em português
Adolescente
Antioxidantes
Lp-PLA
Obesidade
Risco Cardiovascular
Resumo em português
Introdução: A obesidade se caracteriza como um processo oxidativo e inflamatório, que predispõe adolescentes, de modo precoce, a eventos até recentemente pouco frequentes nessa faixa etária. Assim, a ação da enzima Fosfolipase A associada às lipoproteínas (Lp-PLA ), que reduz fosfolipídios oxidados e gera lisofosfolipídios, bem como a disponibilidade de antioxidantes plasmáticos, representam um importante tema de pesquisa no contexto cardiovascular. Objetivo: Verificar se a atividade da LP-PLA 2 2 e a concentração de antioxidantes lipossolúveis se associam com os principais marcadores de risco cardiovascular em adolescentes. Métodos: Duzentos e quarenta e dois adolescentes (10 a 19 anos), de ambos os sexos foram distribuídos, segundo o índice de massa corporal (IMC), em três grupos: Eutróficos (n=77), Sobrepeso (n=82) e Obesos (n=83). A amostra foi caracterizada através de parâmetros sócio-econômicos, estado de saúde, uso de medicamentos, antedecentes familiares de doenças crônicas e prática de atividade física. Foram avaliados ainda os dados antropométricos (peso, altura e composição corporal - bioimpedância), e o consumo alimentar por meio de três recordatórios 24 h. A partir de uma amostra de sangue coletada após jejum (12h), realizaram-se as análises da atividade da Lp-PLA , LDL(-) e seus auto-anticorpos, perfil lipídico (colesterol total, LDL-C, HDL-C e triglicerídeos), tamanho da HDL, proteína transportadora de éster de colesterol (CETP), ácidos graxos não esterificados (NEFAs), adipocitocinas, assim como antioxidantes (retinol, licopeno, -tocoferol e -caroteno) no plasma. Resultados: Artigo 1: Lp-PLA maybe an important cardiovascular biomarker in obese adolescents. Verificou-se que o perfil lipídico, insulina, HOMA-IR (resistência à insulina) e LDL(-) evidenciaram um maior risco cardiovascular nos adolescentes obesos. A atividade da enzima Lp-PLA 2 mostrou uma variação proporcional ao IMC, circunferência da cintura e porcentagem de gordura. Essa tendência foi, ainda, reforçada pelas associações positivas entre a enzima e HOMA-IR, glicose, insulina e as variáveis lipídicas. Adicionalmente, associação negativa foi encontrada para ApoAI. As associações mais relevantes foram observadas para ApoB e Apo B / Apo AI (=0,293; P<0,001, =0,343; P<0,001, respectivamente). O melhor modelo preditor para a atividade da enzima incluiu Apo B/Apo AI (= 0,327; P<0,001), tamanho da HDL (=-0,326; P<0,001), circunferência da cintura (=0,171; P=0,006) e glicose (= 0,119; P=0,038). A análise de Odds Ratio mostrou que a mudança de uma unidade na razão entre Apo B/Apo AI esteve associada a 73.5 maior risco para elevada atividade de Lp-PLA 2 . Conclusão: A enzima Lp-PLA , em adolescentes, varia em função do estado nutricional e está relacionada a vários marcadores de risco cardiovascular, especialmente a Apo B/Apo AI. Assim, a atividade da enzima pode representar um importante biomarcador de risco cardiovascular na adolescência. Artigo 2: Antioxidant, and inflammatory aspects of phospholipase A 2 associated to lipoprotein (Lp-PLA ): A review. Esta revisão descreve os principais aspectos relacionados à enzima Lp-PLA 2 e seu impacto no perfil inflamatório e oxidativo da doença aterosclerótica. Artigo 3: Plasma antioxidants, but not the dietary ones, are associated with cardiometabolic risk in adolescents. Neste artigo, observou-se que 2 os antioxidantes -caroteno, licopeno, retinol e -tocoferol variam em função do IMC. Verificou-se que -caroteno e -tocoferol apresentaram valores reduzidos para o grupo obeso em comparação ao eutrófico e ao sobrepeso. Para o -caroteno, verificou-se que essa diferença pôde ser observada inclusive quando comparados sobrepesos e eutróficos. Quando esses antioxidantes foram ajustados pelo colesterol total ou pelo LDL-C essas diferenças se mantiveram. Correlações importantes foram obtidas entre os antioxidantes ajustados por colesterol ou por LDL-C e as variáveis de risco cardiometabólico (perfil lipídico (colesterol total e frações, CETP), resistência à insulina (HOMA-IR, insulina, glicose) e LDL(-)). A obesidade representou um importante fator para a existência dessas correlações, pois após o ajuste por IMC foram reduzidas. Apesar desses resultados, os antioxidantes availados pelo recordatório de 24h não apresentaram nenhuma correlação com os fatores de risco cardiometabólico. Conclusão: Antioxidantes plasmáticos estão relacionados ao risco cardiometabólico em adolescentes, sendo que o IMC desempenha um papel importante para a existência dessas correlações. Tais biomarcadores representam uma melhor maneira de estimar a influência de um padrão dietético sobre o risco cardiometabólico em adolescentes do que a avaliação do inquérito alimentar
Título em inglês
Association of Lp-PLA activity and fat-soluble antioxidants with cardiometabolic markers in adolescents
Palavras-chave em inglês
Adolescent
Antioxidants
Cardiovascular Risk
Lp-PLA
Obesity
Resumo em inglês
Introduction: Obesity is characterized as an oxidative and inflammatory process, which precociously predisposes adolescents to events until recently uncommon in this age group. Thus, the action of Lipoprotein-associated phospholipase A (LpPLA ), which reduces oxidized phospholipids and generates lysophospholipids, as well as the availability of plasma antioxidants, represent important subjects of cardiovascular research. Objetive: To evaluate if the activity of Lp-PLA 2 and the concentration of fat-soluble antioxidants are associated with the most important cardiovascular risk markers in adolescents. Methods: 242 adolescents (10 to 19 years old), from both sexes, were distributed according to Body mass index (BMI) in three groups: Health Weigth (HW, n=77), Overweigth (OV, n=82) and Obeses (OB, n=83). The sample was characterized by socioeconomic parameters, health condition, use of medications, family history of chronic diseases and physical activity. It were evaluated also the anthropometric data (weigth, heigth, body composition - bioimpedance) and the food intake through three 24h-recall. From a blood sample collected after fasting (12h), were analized the Lp-PLA activity, the levels of LDL(-) and it antibodies, the lipid profile (total cholesterol, LDL-C, HDL-C and triglycerides), HDL-size, Non-Esterified Fatty Acids (NEFAs), Cholesteryl Ester Transfer Protein (CETP), adipocytokines, as well as plasma antioxidants (retinol, licopene, -tocopherol e -carotene). Results: Article 1: Lp-PLA as an important biomarker of cardiovascular risk in obese adolescents. It was observed that the lipid profile, the insulin, the HOMA-IR (insulin resistance) and the LDL(-) represented a higher cardiovascular risk in obese adolescents. The activity of Lp-PLA 2 has shown a variation proportional to BMI, waist circumference and fat mass percentage. This tendency was reinforced by positive associations of the enzyme with HOMA-IR, glucose, insulin and lipid variables. Additionaly, a negative association was observed for Apo AI. The most relevant associations were observed for ApoB and Apo B / Apo AI (=0,293; P<0,001, =0,343; P<0,001, respectively). The best predictor model for the enzyme activity included Apo B/Apo AI (= 0,327; P<0,001), HDLsize (=-0,326; P<0,001), waist circumference (=0,171; P=0,006) and glucose (= 0,119; P=0,038). The Odds Ratio analysis showed that the change of one unit in the ratio of Apo B/Apo AI was related to a 73.5 times higher risk of elevated Lp-PLA activity. Conclusion: The enzyme Lp-PLA , in adolescents, varies in function of the nutritional status and it is related to several cardiovascular risk markers, especially to Apo B/Apo AI. Thus, this enzyme activity may represent an important biomarker of cardiovascular risk in adolescence. Article 2: Antioxidant and inflammatory aspects of phospholipase A 2 2 associated to lipoprotein (Lp-PLA ): a review. This review describes the main aspects related to the enzime Lp-PLA 2 and its impact to inflammatory and oxidative profiles of atherosclerotic disease. Article 3: Plasma antioxidants, but not the dietary ones, are associated with cardiometabolic risk in 2 adolescents. It was observed that the antioxidants -carotene, licopene, retinol and -tocopherol vary in function of BMI. It was verified that -carotene and - tocopherol presented reduced values for the OB group in comparison with the HW and OV groups. For -carotene, it was observed that this difference was also verified when OB and OV were compared. These differences remained alike when the antioxidants were adjusted by total cholesterol or by LDL-C. Important correlations were obtained between the antioxidants adjusted by total cholesterol or by LDL-C, and cardiometabolic risk variables (lipid profile (total cholesterol and fractions, CETP), insulin resistance (HOMA-IR, insulin, glucose) and LDL(-)). The obesity represented an important factor to the occurrence of these correlations, since they were reduced after BMI adjustment. Despite these results, the antioxidants evaluated by 24h-diet recall did not show any correlations with cardiometabolic risk. Conclusion: Plasma antioxidants are related to cardiometabolic risk in adolescents, where the BMI represents an important factor. These biomarkers are better than the food intake to estimate the influence of a dietary pattern on the cardiometabolic risk in adolescents
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Isis.pdf (3.40 Mbytes)
Data de Publicação
2012-03-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.