• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Ligia Lopes Simões Baptista
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Szarfarc, Sophia Cornbluth (Presidente)
Abreu, Luiz Carlos de
Adami, Fernando
Fujimori, Elizabeth
Título em português
Prática alimentar e determinantes sociais na anemia em famílias atendidas pela Estratégia Saúde da Família no estado do Maranhão - estudo de base populacional
Palavras-chave em português
Anemia
Estratégia Saúde da Família
Mulheres
Segurança Alimentar e Nutricional
Resumo em português
Introdução: A anemia é extremamente relevante no contexto da saúde pública. As prevalências em países em desenvolvimento, como o Brasil, são altas e, a despeito de todo o avanço no conhecimento, no diagnóstico e no tratamento, ainda são subestimadas pelo poder público no seu impacto. Objetivo: Avaliar a prática alimentar e determinantes sociais na anemia em mães atendidas pela Estratégia Saúde da Família no estado do Maranhão. Método: Estudo transversal de base populacional que fez parte do projeto "Prevalência e Determinantes da Anemia em Mulheres e Crianças no Estado do Maranhão". Foram utilizados dados do questionário socioeconômico e demográfico, do questionário de frequência alimentar (QFA), dados bioquímicos referentes à dosagem de hemoglobina das mulheres e escore de altura para idade das crianças. Para a análise das informações com base no QFA das mulheres (n=779), verificou-se a associação das variáveis com a presença ou ausência de anemia e seus determinantes sociais, a presença de marcadores de alimentação saudável (n=779) e o crescimento linear e anemia com os determinantes sociais (n=966). Resultados: As condições socioeconômicas das famílias não favoreceram o consumo regular de alimentos fonte de ferro e a proteção contra a anemia. A presença frequente de marcadores de alimentação saudável foi destacada pelo consumo de feijão (83,4%), peixe (53,7) e laranja (55,2%). A prevalência de baixa estatura para a idade foi de 9,7% para o estado e entre as variáveis estudadas apenas o Programa Bolsa Família atuou como uma proteção contra a anemia (p<0,003). Conclusão: A elevada demanda de ferro seria facilmente alcançada pela dieta desde que os alimentos considerados fonte fossem consumidos regularmente. Os resultados do estado do Maranhão e os determinantes sociais não mostraram associação direta, pois estão permeados pela pobreza. O Programa Bolsa Família contribuiu para amenizar a vulnerabilidade social da população beneficiária e a inserção na atenção básica, por meio da ESF, como forma de proteção.
Título em inglês
Food practice and social determinants of anemia in families attended by Family Health Strategy in the state of Maranhão - a population-based study
Palavras-chave em inglês
Anemia
Family Health Strategy
Food and Nutrition Security
Women
Resumo em inglês
Introduction: Nutritional anemia is extremely relevant in the context of public health. Its prevalence in developing countries, such as Brazil, are high and, in spite of all advances in knowledge, diagnosis and treatment, its impact is still underestimated by the public power. Objective: To evaluate the feeding practice and social determinants of anemia in mothers assisted by Family Health Strategy (FHS) in the state of Maranhão. Methods: A population-based cross-sectional study that was part of the project "Prevalence and Determinants of Anemia in Women and Children in the State of Maranhão". Data from the socioeconomic and demographic questionnaire, the food frequency questionnaire (FFQ), biochemical data on the hemoglobin dosage of women and height-for-age children´s score were used. For the analysis of information based on women FFQ (n = 779), the association of the variables with the presence or absence of anemia and its social determinants was verified, the presence of healthy food markers (n = 779) and linear growth and anemia with social determinants (n = 966). Results: Socioeconomic conditions of families did not favor the regular consumption of iron source foods and the protection against anemia. The frequent presence of healthy food markers was highlighted by the consumption of beans (83.4%), fish (53.7) and orange (55.2%). The prevalence of short stature for age was 9.7% for the state and among the variables studied only Bolsa Família Program acted as a protection against anemia (p <0.003). Conclusion: High demand for iron would be easily achieved by the diet provided that the foods considered as source were consumed regularly. The results of the state of Maranhão and the social determinants showed no direct association, since they are permeated by poverty. Bolsa Família Program helped to alleviate the beneficiary population social vulnerability and the insertion in primary care, through the ESF, as a form of protection.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.