• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Carla Adriano Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Monteiro, Carlos Augusto (Presidente)
Castro, Inês Rugani Ribeiro de
Domene, Semíramis Martins Álvares
Garcia, Rosa Wanda Diez
Jaime, Patrícia Constante
Título em português
A influência das habilidades culinárias dos pais na alimentação de crianças em idade escolar
Palavras-chave em português
Alimentação
Criança
Culinária
Pais
Qualidade da Dieta
Resumo em português
Introdução Apesar da importância das habilidades culinárias para a alimentação saudável, estudos sobre este tema são escassos no Brasil. Objetivo Estudar a influência das habilidades culinárias dos pais (ou responsáveis) no consumo alimentar de crianças em idade escolar. Método Estudo epidemiológico observacional transversal seguido de estudo experimental, prospectivo, randomizado e controlado, envolvendo intervenção educativa para aperfeiçoamento das habilidades culinárias dos pais. A população do estudo observacional correspondeu a pares de pais-crianças em idade escolar de nove escolas da rede de ensino Sesi-SP, sendo cinco delas sorteadas como grupo-intervenção e quatro como grupo-controle. Como parte desta tese, desenvolveu-se e avaliou-se o Índice de Habilidades Culinárias - Brasil (IHC-Brasil), que mensura com uma escala entre zero e cem o grau de confiança das pessoas quanto ao desempenho de dez habilidades culinárias consideradas facilitadoras da implementação das recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira. Nas nove escolas, 755 pais responderam por telefone o questionário do IHC-Brasil e questões sobre o consumo alimentar da criança no jantar do dia anterior à entrevista (recordatório alimentar). Todos os pais do grupo-intervenção que responderam o questionário (n=341) foram convidados a participar de curso de dez horas idealizado pela autora desta tese e ministrado por nutricionistas da rede Sesi- SP visando aperfeiçoamento de habilidades culinárias. Os pais que aceitaram participar (n=81) foram pareados a pais do grupo controle segundo variáveis sociodemograficas. Utilizou-se regressão linear para testar a associação transversal entre habilidades culinárias dos pais e participação de alimentos ultraprocessados no jantar da criança, ajustando-se para variáveis sociodemográficas. O impacto da intervenção educativa nas habilidades culinárias dos pais e na alimentação da criança foi avaliado por mudanças temporais intra e inter-grupos utilizando-se modelos de regressão linear brutos e ajustados. Resultados O IHC-Brasil apresentou alpha de Cronbach > 0,70, kappa ponderado de 0,55 e kappa ajustado de 0,89. No estudo transversal, a idade média dos pais foi de 38,3 anos e a dos filhos de 7,8 anos. Os pais eram majoritariamente mulheres, brancos, casados, com ensino superior, empregados e com renda familiar per capita de 1-3 salários mínimos/mês. A média do IHC-Brasil desses pais (78,8) foi relativamente elevada. A média de energia consumida pelas crianças no jantar foi de 672,2kcal, sendo 31,3 por cento de alimentos ultraprocessados. No estudo transversal, evidenciou-se diminuição significativa do percentual de participação de alimentos ultraprocessados no jantar das crianças com o aumento do IHC-Brasil (= -2,9; p= 0,014; ajustado= -2,6; p=0,035). No estudo prospectivo não houve diferença significativa entre os grupos intervenção e controle com relação à mudança nas habilidades culinárias dos pais e à mudança na contribuição de alimentos ultraprocessados no jantar das crianças. Conclusões O IHC-Brasil apresentou elevada consistência interna e alta reprodutibilidade, recomendando-se seu uso em estudos que avaliem habilidades culinárias no Brasil. Os achados do estudo transversal mostram associação significativa e inversa entre habilidade culinária dos pais e consumo de alimentos ultraprocessados pelos filhos, mas a intervenção educativa não resultou em aumento nas habilidades culinárias dos pais nem no padrão alimentar do jantar das crianças
Título em inglês
The influence of parents cooking skills on the diet of school-age children
Palavras-chave em inglês
Child
Culinary
Dietary Quality
Feeding
Parents
Resumo em inglês
Introdução Apesar da importância das habilidades culinárias para a alimentação saudável, estudos sobre este tema são escassos no Brasil. Objetivo Estudar a influência das habilidades culinárias dos pais (ou responsáveis) no consumo alimentar de crianças em idade escolar. Método Estudo epidemiológico observacional transversal seguido de estudo experimental, prospectivo, randomizado e controlado, envolvendo intervenção educativa para aperfeiçoamento das habilidades culinárias dos pais. A população do estudo observacional correspondeu a pares de pais-crianças em idade escolar de nove escolas da rede de ensino Sesi-SP, sendo cinco delas sorteadas como grupo-intervenção e quatro como grupo-controle. Como parte desta tese, desenvolveu-se e avaliou-se o Índice de Habilidades Culinárias - Brasil (IHC-Brasil), que mensura com uma escala entre zero e cem o grau de confiança das pessoas quanto ao desempenho de dez habilidades culinárias consideradas facilitadoras da implementação das recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira. Nas nove escolas, 755 pais responderam por telefone o questionário do IHC-Brasil e questões sobre o consumo alimentar da criança no jantar do dia anterior à entrevista (recordatório alimentar). Todos os pais do grupo-intervenção que responderam o questionário (n=341) foram convidados a participar de curso de dez horas idealizado pela autora desta tese e ministrado por nutricionistas da rede Sesi- SP visando aperfeiçoamento de habilidades culinárias. Os pais que aceitaram participar (n=81) foram pareados a pais do grupo controle segundo variáveis sociodemograficas. Utilizou-se regressão linear para testar a associação transversal entre habilidades culinárias dos pais e participação de alimentos ultraprocessados no jantar da criança, ajustando-se para variáveis sociodemográficas. O impacto da intervenção educativa nas habilidades culinárias dos pais e na alimentação da criança foi avaliado por mudanças temporais intra e inter-grupos utilizando-se modelos de regressão linear brutos e ajustados. Resultados O IHC-Brasil apresentou alpha de Cronbach > 0,70, kappa ponderado de 0,55 e kappa ajustado de 0,89. No estudo transversal, a idade média dos pais foi de 38,3 anos e a dos filhos de 7,8 anos. Os pais eram majoritariamente mulheres, brancos, casados, com ensino superior, empregados e com renda familiar per capita de 1-3 salários mínimos/mês. A média do IHC-Brasil desses pais (78,8) foi relativamente elevada. A média de energia consumida pelas crianças no jantar foi de 672,2kcal, sendo 31,3 por cento de alimentos ultraprocessados. No estudo transversal, evidenciou-se diminuição significativa do percentual de participação de alimentos ultraprocessados no jantar das crianças com o aumento do IHC-Brasil (= -2,9; p= 0,014; ajustado= -2,6; p=0,035). No estudo prospectivo não houve diferença significativa entre os grupos intervenção e controle com relação à mudança nas habilidades culinárias dos pais e à mudança na contribuição de alimentos ultraprocessados no jantar das crianças. Conclusões O IHC-Brasil apresentou elevada consistência interna e alta reprodutibilidade, recomendando-se seu uso em estudos que avaliem habilidades culinárias no Brasil. Os achados do estudo transversal mostram associação significativa e inversa entre habilidade culinária dos pais e consumo de alimentos ultraprocessados pelos filhos, mas a intervenção educativa não resultou em aumento nas habilidades culinárias dos pais nem no padrão alimentar do jantar das crianças
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.