• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2001.tde-17072013-224945
Documento
Autor
Nome completo
Ruth Terezinha Kehrig
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Seixas, José Carlos (Presidente)
Almeida, Eurivaldo Sampaio de
Carvalheiro, Jose da Rocha
Nemes, Maria Ines Baptistella
Sa, Evelin Naked de Castro
Título em português
Integralidade da atenção à saúde: suas expressões na organização tecnológica do trabalho em serviços locais de saúde
Palavras-chave em português
Gestão Local em Saúde
Integralidade em Saúde
Modelo de Atenção à Saúde
Práticas de Saúde
Transformação Organizacional em Serviços de Saúde
Resumo em português
Objetivo. A integralidade das ações, diretriz finalística do Sistema Único de Saúde brasileiro, é mnuito referenciada no plano discursivo, mas pouco estudada. Este trabalho buscou apreender teórica e empiricamente princípios, mecanismos e desenhos organizacionais que possam contribuir para operacionalização dessa diretriz, à luz de proposições de modelos de atenção inseridos em práticas municipais. Essa apreensão se faz nas dimensões política ético-normativa, tecnológica, e sobretudo no plano organizacional-gerencial implicado. A tese defende o espaço organizacional enquanto dimensão privilegiada da condução do processo de transformar as diretrizes políticas do modelo de atenção em conjuntos de processos de trabalho com ações de saúde informadas pela integralidade da atenção. Recuperação Bibliogrática. Foi realizada uma revisão em publicações especializadas sobre o uso da expressão integralidade em saúde ou equivalente (integração assistencial, medicina integral, ações integradas em saúde, atenção integral à saúde, integração sanitária, e similares). Discriminou-se como suas principais modalidades conceituais: dimensão coletiva do objeto de trabalho em saúde; integralidade dos cuidados ao indivíduo; integração sanitária, integralidade da promoção à saúde; e, integralidade da atenção, enquanto prestação integrada das ações de um sistema local de serviços de saúde para resolver problemas de saúde de sua área de abrangência. O movimento historicamente recente da saúde pública brasileira permite afirmar que a integralidade em saúde é um princípio ético que se define no campo filosófico do direito à saúde, o que informa sua tradução em uma diretriz política, e que tem uma proposição organizacional e tecnológica. Metodologia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa desenvolvida em uma secretaria municipal de saúde selecionada entre os maiores municípios do estado de Santa Catarina, que mostraram no estudo exploratório possuir um plano de saúde tendo como prioridade a mudança do modelo de atenção de acordo com o princípio e diretriz da integralidade em saúde. Para a apreensão empírica fez-se um estudo de caso organizacional, desenvolvido através de 17 entrevistas abertas realizadas em profundidade. Os entrevistados foram selecionados em razão de sua inserção no movimento de mudança do modelo de atenção no SUS do respectivo município. Para análise do material empírico procedeu-se ao ordenamento dos dados, no seu processamento foram sendo delineadas categorias evidenciadas nos relatos e os resultados se apresentam através da construção de um discurso do sujeito coletivo, com adapações metodológicas próprias. Resultados. A análise do material empírico, iluminada pelo quadro teórico construído, permite organizar a partir das dimensões política, tecnológica e organizacional teoricamente constatadas, a formulação de um desenho para contribuir em processos de transformação organizacional, referidos à mudança do modelo de atenção em saúde. Trata-se de sete vias organizacionais que, em seu conjunto articulado apresentam potencialidade de operar a integralidade em saúde, quais sejam: um trabalho a partir da rede básica, o processo de planejamento no sistema municipal de saúde, funcionamento da estrutura organizacional, comunicação da estratégia, gerenciamento loco-regional, participação democrático-popular na gestão e a via pedagógica. Considerações Finais. Por referência às evidências relatadas são enunciados princípios e mecanismos potencialmente construtores de concepções e condições organizacionais na perspectiva da integralidade em saúde. Discute-se, finalmente, a necessidadde de considerar tais concepções enquanto arranjos históricos específicos apontando para a determinação social e histórica da integralidade como conceito e como prática. As implicações para futuras pesquisas são aventadas, recomendando-se estudos adicionais
Título em inglês
Integrality (comprehensiveness) of health attention: its expressions in the technological organization of the work in health service sites
Palavras-chave em inglês
Comprehensive Health Care
Health Practices
Health Service Organization
Local Management of Health Systems
Resumo em inglês
Objective. The idea of integrality has been the most important ethical and normative principle of the Brazilian Health System (Sistema Único de Saúde). Nevertheless it has not been well studied. This work tried to identify the organizational conditions required carrying out activities in such a way as to aim municipal health systems to reach the principle. This thesis advocates the management features as a special dimension in reaching effective integrality. Bibliographic review. It was done a review of specialized publications on the use of the expression integrality of health or any expression with a similar meaning. The main concepts identified were briefly described. The review also described the ideas and practices on comprehensiveness in the recent history of Brazilian health system. Methodology. This is a qualitative research developed in one of the major municipal health secretariats located in the state of Santa Catarina, Brazil. Data was collected through open interviews with health professionals. The professionals were selected in terms of their participation in the movement for changing the working model of health services. They were interviewed using open questions. The analysis of the empirical data was carried out through the construction of a collective discourse, using the appropriate methodological adjustments. Results. The analysis and discussion of the empirical data enabled the organization of seven different ways, which together present the potential for operating integrality: health attention centered on a primary care net; political-organization, local-regional management, democracy, learning organizations and pedagogy. Final considerations. Using the discussion above, it was possible to define the principles and tools that can help to carry out the integrality in a right way. Implications of that in future research are discussed, and additional studies are recommended
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.