• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Jose Knoplich
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1993
Orientador
Banca examinadora
Candeias, Nelly Martins Ferreira (Presidente)
Barros Filho, Tarcisio Eloy Pessoa de
Fazzi, Aldo
Malik, Ana Maria
Santos, Jair Licio Ferreira
Título em português
Modelo de crenças em saúde aplicado a funcionários públicos com dores na coluna vertebral
Palavras-chave em português
Educação em Saúde
Fatores Sócio-demográficos e Emocionais
Modelo de Crenças em Saúde
Postura
Resumo em português
As afecções da coluna vertebral causam dores no jovem e trabalhador originando uma limitação na sua qualidade de vida. Para a sociedade, essas afecções são uma fonte de gastos devido a tendência a cronicidade e o absenteismo. Os inúmeros tratamentos são sintomáticos, o que dificulta a completa resolução dessas afecções doloridas. Muitos estudos têm demonstrado que é possível fazer a prevenção das recidivas das dores da coluna através da educação de pacientes como ocorre na denominada "Escola de Postura", por nós introduzida no país em 1973. A fim de analisar os fatores sócio-demográficos e emocionais que motivam a participação das pessoas na Escola de Postura, aplicou-se um questionário baseado no Modelo de Crenças de Saúde. Foi construido um questionário, contendo 66 perguntas (11 abertas e 55 fechadas) o qual foi aplicado, em duas etapas, em 166 funcionários públicos, trabalhadores ligados ao Estado, que frequentam o Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. Na primeira etapa exploratória, 134 funcionários foram entrevistados. Ao aplicar-se a análise estatística de regressão logística foi possível determinar um ponto de corte adequado, em 10 questões do modelo estatisticamente significantes, considerada como possíveis fatores preditivos em relação ao comparecimento ou não à Escola de Postura. O sexo e o fumo foram as duas únicas variáveis dos fatores sócio-demográficos e emocionais que tiveram significância estatística ao nível de 5 por cento . Essas 12 questões apresentaram um valor preditivo de 88 por cento de acerto em relação aos 134 funcionários públicos entrevistados, numa ação de saúde voltada para prevenção de novas recidivas de dores na coluna. Na 2ª etapa, chamada probatória, foi aplicado probatória, foi aplicado funcionários públicos um questionário reduzido de doze questões, duas sobre fumo e sexo e dez perguntas do Modelo de Crenças. Constatou-se que houve um acerto de 65,6 por cento da previsão do comportamento. Dentro das premissas básicas do modelo as questões que tratavam da gravidade e barreiras, como era de se esperar, foram as que mais permitiram prever os participantes ou não da Escola de Postura.
Título em inglês
Health belief model applied to public employees with spinal pain
Palavras-chave em inglês
Health Education
Model of Health Beliefs
Posture
Socio-demographic and Emotional Factors
Resumo em inglês
Spine conditions cause young individuals and in workmen, causing a limitation in the quality of life. For society, these diseases are the source of extra expenses to the tendency of chronicity and absenteeism. The countless treatments are symptomatic and the painful condition rather arduous to be solved. Several studies have demonstrated that it is possible to prevent a relapse of the back bone conditions, by teaching and training the patients at the called "Back School" that we introduced in Brazil in 1973 ("Escola de Postura"). In order to analyze which were the socio-demographic and emotional factors that stimulated participation of the individuais in the "Dack School", a questionnaire based on the HEALTH BELIEF MODEL was applied. An original questionnaire of 66 items (11 opened and 55 closed was prepared and applied at two different periods 166 public servants, workmen related to the State ande attending the "Hospital do Servidor Publico Estadual" de Sao Paulo. During the first exploratory term, 134 public servants were interviewed and when the multiple statistical analyses of logistic regression was made, it was possible to determine an adequate score value, in 10 questions that showed to be statistically significant as predictive factors in relation to attendance frequency to the "Black School". Sex and smoking were the only two items of the socio demographic and emotional factors that offered a significative statistic. Those 12 questions had a right predictive value 88 per cent in relation to the 134 public servants interviewed, in a health action aiming prevention of new relapses of spine pain. During the 2nd. step called probation, 32 public servants took a test reduced to 12 questions, two on smoking and sex and 10 questions of the HEALTH BELIEF MODEL, a percentage of 65,6 per cent was correct on the behavior assumption. Within the basic premises of the model, the questions dealing with barriers and severity as expected, were the ones that really permi tted to foresee who participated or did not in the "Back School".
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.