• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2015.tde-27042015-102025
Documento
Autor
Nome completo
Greiciane da Silva Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Mello Jorge, Maria Helena Prado de (Presidente)
Barros, Marilisa Berti de Azevedo
Peres, Maria Fernanda Tourinho
Scatena, João Henrique Gurtler
Whitaker, Iveth Yamaguchi
Título em português
Fatores associados, gravidade do trauma e sequelas de acidentes de transporte terrestre: um estudo a partir de egressos hospitalares
Palavras-chave em português
Acidentes
Gravidade do Trauma
Sequela
Trânsito
Vítimas
Resumo em português
Introdução: As lesões e mortes por acidentes de transporte terrestre vêm se distribuindo de forma genérica em todo mundo, tornaram-se alvo de grande preocupação. Isso ocorre porque é expressivo o número de vítimas acidentadas que chegam a óbito e, em número maior, as que ficam internadas, necessitando de um serviço de saúde especializado, muitas vezes com sequelas e traumas físicos que persistirão por um longo período ou até mesmo pela vida inteira. Objetivos: Identificar características relativas ao acidente e à vítima e sua associação com lesões e sua gravidade, além de sequelas/incapacidades e suas consequências decorrentes de acidentes de transporte terrestre ocorridos no Município de Rio Branco Acre. Métodos: Trata-se de um estudo transversal analítico-descritivo, realizado no Município de Rio Branco Acre. A população do estudo foi composta por 405 vítimas de acidentes de transporte terrestre residentes no Município, de todas as faixas etárias e sexo, que estiveram internadas pela primeira vez em decorrência do acidente, em hospitais públicos e de assistência da rede do Sistema Único de Saúde, conforme registro no Sistema de Informação Hospitalar e que tiveram alta entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2010. Consulta aos prontuários hospitalares e busca ativa das vítimas constituíram as fontes de dados utilizadas. Regressão logística hierárquica foi realizada para avaliar os fatores associados à gravidade do trauma e às sequelas. Resultados: Maior parte da população do estudo correspondeu a vítimas motociclistas (68,6 por cento ), do sexo masculino e de idade jovem na fase de adulto I (20 a 39 anos). Quanto aos fatores associados à gravidade do trauma, presença de lesão cerebrocraniana e presença de lesão de tórax/abdome/múltipla apresentaram-se significativamente associados (OR=7,32; IC95 por cento =3,47-15,46 e OR=5,76; IC95 por cento =2,54-13,06, respectivamente). Ter ficado internado na Unidade de Terapia Intensiva e passado mais que dez dias internados mostraram-se significativamenteassociados com a gravidade do trauma, expondo uma razão de chances quatro e três vezes de ter apresentado um trauma grave independente do tipo de acidente. Em relação ao desfecho sequelas, mostraram-se associados significativamente: fatores relativos à presença de limitação de atividade pós- acidente (OR=2,39; 2,39-6,76), tempo de internação em dias (OR=1,03; 1,01-1,06) e tratamento cirúrgico (OR=1,82; 1,03-3,21). Entre aqueles que apresentaram lesão de partes moles e nervos e lesão facial e de anexo evidenciou-se uma razão de chance de duas e quatro vezes de serem portadores de alguma sequela/incapacidades, independentemente da qualidade de vítima. Conclusão: Lesões de cabeça e de tórax contribuem de forma significativa para o incremento da gravidade do trauma, o mecanismo como esses padrões de lesão se originam explicam os fatores de exposição apresentados por cada qualidade de vítima e suas características. O mesmo fato aplica-se às lesões precursoras de sequelas/incapacidades que, pela sua natureza e proporção são capazes de modificar padrões de vida aparentemente saudáveis de vítimas jovens que rotineiramente são lesionadas no fluxo viário. Diante disso, políticas públicas de prevenção devem ser formuladas, reformuladas e implementadas levando em consideração cada qualidade de vítima e suas condições sociais, as quais estão intimamente relacionadas a seus hábitos e costumes, sendo esse, ponto e meio de partida para promoção de mudanças capazes de modificar a realidade com que se apresentam os acidentes de transporte terrestre na morbidade e mortalidade da população
Título em inglês
Road traffic accident: associated factors, trauma severity and sequelae.
Palavras-chave em inglês
Accidents
Sequel
Severity Trauma
Traffic
Victims
Resumo em inglês
Introduction: Injuries and deaths from road traffic accidents are being distributed in a generic way throughout the world have become target of great concern. This occurs because a significant number of victims who gets to death and more those who are hospitalized needing a specialized health service, often with sequels and physical traumas that will persist for a long period of time or even the whole of life. Objectives: To identify characteristics relating the accident and the victim and their association with lesions and its severity, sequels/incapacities and their consequences of land transport accidents that occurred in the city of Rio Branco Acre- Brazil. Methods: This is a transversal study analytical-descriptive conducted in the city of Rio Branco - Acre. The study population was composed of 405 victims of terrestrial transport accidents residents in the municipality, of all age groups and sex who were hospitalized for the first time due the accident, in a public hospital of Unified Health System, according to the registered from the Hospital Information System and who were discharged between January 1 and December 31, 2010. Consultation of hospital records and active search of the victims were sources of data used. Logistic regression hierarchical was performed to evaluate the factors associated to the severity of trauma and the sequels. Results: Most of the population of the study corresponded to motorcyclists victims (68.6 per cent ), were males and young age in adult phase I (20-39 years). As for the factors associated with trauma severity, presence of cerebrum-cranial injury and presence of thoracic injury / abdomen / multiple were significantly associated (OR = 7.32, 95 per cent CI 3.47 to 15.46 and OR = 5.76 , 95 per cent CI 2.54-13.06 respectively). Have been hospitalized in the Intensive Therapy Unit and spent more than ten days interned were significantly associated with the severity of trauma exposing a chance of four to three times of having presented grave trauma independent of the type of accident. On relation "sequels", demonstrated significantly associated: factors relative the presence of activity limitation postaccident, time of hospitalization, surgical treatment were significant with (OR = 2.39; 2.39-6.76); internment period in days (OR = 1.03; 1.01-1.06) and surgical treatment (OR = 1.82; 1.03-3.21). Among those who presented soft parts lesions and nerves and facial injury and annex was evidenced an odds ratio of two to four times be bearers of any sequel/incapacity independent of quality of the victim. Conclusion: injuries to the head and chest, contribute significantly to increase the severity of the trauma, the mechanism how these lesion patterns originates explain the exposure factors of each quality of victim and their characteristics. The same fact applies to precursor lesions of sequels / incapacities that by its nature and proportion are able to modify patterns of life apparently healthy young victims who routinely are injured in road flow. Moreover, preventive public politics should be formulated, reformulated and implemented considering each quality of victim and their social conditions, which are closely related to their habits and customs being this point and means of departure for promotion of changes able to modify the reality present in terrestrial transport accidents in the morbidity and mortality of the population
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.