• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2005.tde-20042005-122832
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Roberto da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Santos, Jair Licio Ferreira (Presidente)
Cardoso, Maria Regina Alves
Meneghim, Marcelo de Castro
Orenha, Eliel Soares
Sundefeld, Maria Lúcia Marçal Mazza
Título em português
"Influência dos aspectos socioeconômicos e ambientais na prevalência da cárie dentária e sua distribuição geográfica no Estado de São Paulo em 1998"
Palavras-chave em português
cárie dentária
epidemiologia
fatores socioeconômicos
Resumo em português
Este estudo mostrou uma forte influência dos fatores socioeconômicos e ambientais na prevalência da cárie dentária. Vinte e duas variáveis socioeconômicas e ambientais foram relacionadas a um indicador de saúde bucal. Este indicador consiste na soma dos índices CPO-D e ceo-d nos grupos de alunos de 5 a 12 anos para os 131 municípios que fizeram parte do Levantamento de Saúde Bucal do Estado de São Paulo em 1998. Destes 131 municípios estudados, 9% apresentaram Indicador baixo ( 2,6); 55% dos municípios, Indicador moderado (2,7 - 4,4); 34% dos municípios, Indicador considerado alto (4,5 - 6,5) e 2% apresentaram indicador muito alto (> 6,6). A prevalência de cárie dentária no Estado de São Paulo para esta faixa etária de 5 a 12 anos, medida por meio do Indicador, mostrou correlação significativa (p<0,05) com 17 das variáveis utilizadas. O modelo de regressão multifatorial mostrou correlação direta de 63% com três fatores principais: presença de flúor na água de abastecimento público, porte populacional do município e Índice de Desenvolvimento Humano Municipal para Educação. Este modelo final pode explicar 38% da variação da prevalência da cárie dentária no Estado de São Paulo em 1998. Em relação aos aspectos geográficos, a epidemiologia espacial evidenciou que os maiores índices de cárie dentária encontraram-se nas regiões Sudoeste, Central e Nordeste do Estado de São Paulo. Os resultados mostraram que condições socioeconômicas e ambientais satisfatórias podem contribuir de maneira importante para a saúde bucal. Mostraram, também, que o emprego da epidemiologia espacial pode contribuir para a identificação de áreas com maior necessidade de cuidados odontológicos e preventivos.
Título em inglês
Influence of socioeconomic and environmental aspects on the prevalence of dental caries and its geographic distribution in the Sao Paulo State in 1998
Palavras-chave em inglês
dental caries
epidemiology
socioeconomic factors
Resumo em inglês
The result of this study showed a strong influence of socioeconomic and environmental background in the dental caries. Twenty-two socioeconomic and environmental variables were correlated to an oral health indicator. This indicator consisted of the sum of the DMFT and dmft indices in students from 5 to 12 years old in 131 cities, which were participants in the Epidemiological Survey of Oral Health in São Paulo State in 1998. Out of the 131 cities studied, 9% had a low indicator ( 2,6); 55% had a medium indicator (2,7 - 4,4); 34% had a considerable high indicator (4.5 - 6.5) and 2% had a very high indicator (> 6.6). The indicators showed that the prevalence of dental caries in the Sao Paulo State for this age range is significantly related (p<0.05) to 17 of the variables used. The regression multifactor model showed direct correlation of 63% with three main factors: the presence of fluoride in public water, population size of each city and Municipal Human Development index in education. This final model could explain 38% of the variation of the presence of dental decay in the São Paulo State in 1998. With regard to the geographical aspects, spatial epidemiology pointed out that the higher dental caries indices are located in the southwest, central and northwest areas of the studied State. The results showed that the socioeconomic and environmental conditions might greatly contribute to the dental health. In addition to this, the use of spatial epidemiology can contribute to identify the areas in need of oral health promotion and dental care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (1.70 Mbytes)
Data de Publicação
2005-07-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.