• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2004.tde-03032011-144652
Documento
Autor
Nome completo
Regina Maura Cabral de Melo Abrahão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Nogueira, Pericles Alves (Presidente)
Almeida, Margarida Maria Mattos Brito de
Carandina, Luana
Pinheiro, Sonia Regina
Ruffino Netto, Antonio
Título em português
Diagnóstico da tuberculose na população carcerária dos Distritos Policiais da Zona Oeste da Cidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Distritos Policiais
Exames Laboratoriais
Prova Tuberculínica
Tuberculose em Presos
Resumo em português
Objetivo: A prevalência e incidência da tuberculose na população prisional é muito maior que na população geral. Conhecer a prevalência de infectados, doentes e características físicas, sociais e criminais dos presos, foram objetos deste estudo. Método: Realizou-se uma busca ativa de casos de tuberculose nos 1.052 detentos de 9 Distritos Policiais da Zona Oeste da Cidade de São Paulo, entre 2000-2001. Após a aplicação de um inquérito e da prova tuberculínica, foram realizados os exames de baciloscopia, cultura, identificação e teste de sensibilidade às drogas antituberculose. Resultados: Do total de 1.052 detentos 99,7 por cento eram homens; 71,3 por cento tinham entre 18 e 29 anos; 82,4 por cento eram solteiros ou amasiados; 51,4 por cento eram pretos ou pardos; 64,5 por cento não completaram o 1º grau; 40 por cento praticaram o roubo como principal delito; 3,7 por cento tiveram tuberculose no passado e 32,8 por cento eram sintomáticos respiratórios. Dos 932 que fizeram a prova tuberculínica, 64,5 por cento estavam infectados. Dos 1.017 escarros analisados, 8 (0,8 por cento) foram positivos na baciloscopia e 54 (5,3 por cento) na cultura. Das 54 cepas isoladas, 38,9 por cento eram M. tuberculosis e 61,1 por cento eram micobactérias não tuberculosas. Das 21 cepas de M. tuberculosis, 85,7 por cento eram sensíveis, 9,5 por cento eram resistentes à isoniazida e rifampicina e 4,8 por cento à isoniazida, rifampicina e pirazinamida. Conclusões: Pela baciloscopia, o coeficiente de prevalência de tuberculose (por 100.000 detentos) foi de 787, e pela cultura de 5.310, cerca de 30 e 203 vezes mais que o da população da cidade de São Paulo, respectivamente. O fato de haver 3 detentos com cepas multirresistentes às drogas antituberculose é uma ameaça à saúde pública
Título em inglês
Tuberculosis diagnosis in inmates of the County Jails of the West Section of the City of São Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
County Jails
Laboratory Investigations
Tuberculin Skin Test
Tuberculosis in Inmates
Resumo em inglês
Purpose: The prevalence and incidence of tuberculosis in inmates population is much larger than in the general population. The purpose of this study was acquiring good knowledge of the prevalence of infected person and tuberculosis patients, as well as the physical, social and criminal characteristics of inmates. Method: An active search of tuberculosis cases was conducted among the 1,052 inmates of 9 County Jails of the West Section of the São Paulo City between 2000-2001. After application of an inquiry and the tuberculin skin test, laboratory investigations were also conducted such as sputum bacilloscopy, culture, identification and the test of sensitivity to anti-TB drugs. Results: Out of the total number of 1,052 inmates, 99.7 per cent were males; 71.3 per cent were in the group of ages 18 and 29 years old; 82.4 per cent were single or had sexual mates; 51.4 per cent were negroes or mulattos; 64.5 per cent had low education level; 40 per cent had been engaged in thefts/robberies; 3.7 per cent had tuberculosis episodes in the past and 32.8 per cent displayed respiratory symptoms. Out of the 932 which underwent the tuberculin skin test, 64.5 per cent were infected. Out of the 1,017 sputum samples analyzed, 8 (0.8 per cent) had positive bacilloscopy and 54 (5.3 per cent) positive culture. Of the 54 strains isolated, 38.9 per cent were M. tuberculosis and 61.1 per cent were non-tuberculosis mycobacteria. Of the 21 M. tuberculosis strains 85.7 per cent were sensitive, 9.5 per cent were resistant to isoniazide and rifampicin and 4.8 per cent to isoniazide, rifampicin and pyrazinamide. Conclusions: Based on the bacilloscopy, the tuberculosis prevalence rate (per 100,000 inmates) was 787 and based on the culture was 5,310 inmates, around 30 and 203 times higher than that of the São Paulo city population, respectively. The fact that 3 inmates had strains multi-resistant to anti-TB drugs can be deemed a threat to the public health
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DOUTORADO.pdf (8.56 Mbytes)
Data de Publicação
2011-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.