• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2014.tde-01122014-231252
Documento
Autor
Nome completo
Marco Antonio Balbino
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Martinis, Bruno Spinosa de (Presidente)
Iamamoto, Yassuko
Veiga, Márcia Andreia Mesquita Silva da
Costa, Carla Regina
Rodrigues, Emanuel Carlos
Título em português
Estudo do comportamento eletroquímico do 9-tetraidrocanabinol derivatizado com Fast Blue B
Palavras-chave em português
9-tetraidrocanabinol
detecção
Química Forense
voltametria
Resumo em português
A maconha é a droga ilícita mais consumida no mundo, tem como substância psicoativa o delta-9-tetraidrocanabinol (9-THC). Os testes colorimétricos são normalmente realizados em amostras de maconha (e para qualquer outra droga ilícita) apreendidas. A adição de reagentes específicos em uma solução de extrato de maconha pode indicar a presença de substância ilícita mediante mudança de cor. No entanto, a literatura recentemente tem relatado ocorrências de resultados falso-positivos quando os testes colorimétricos são aplicados em algumas folhagens de diversas espécies de plantas. Este estudo utilizou as técnicas voltamétricas em meio orgânico N-N-dimetilformamida utilizando tetrafluoroborato de tetrabutilamônio como eletrólito de suporte e eletrodos de trabalho de disco de carbono vítreo e platina. Aplicando-se um potencial de pré concentração em - 0,5 V, verifica-se um pico de corrente anódica em ± 0,01 V vs Ag/AgCl ,KCl(sat). Utilizando eletrodo de disco de carbono vítreo como eletrodo de trabalho, na modalidade de onda quadrada, obteve-se uma dependência linear na faixa de concentração entre 1,0 x 10-9 mol L-1 a 2,2 x 10-8 mol L-1, com um coeficiente de correlação linear em 0,999 e um limite de detecção de 6,2 x 10-10 mol L-1. Tais resultados possibilitaram a determinação de 9-THC na ordem de nmol L-1.
Título em inglês
Study of electrochemical behavior of 9-tetrahydrocannabinol derivatizated with Fast Blue B
Palavras-chave em inglês
9-tetrahydrocannabinol
detection.
Forensic Chemistry
voltammetry
Resumo em inglês
Marijuana, the illicit drug that is most consumed worldwide, contains 9-tetrahydrocannabinol (9-THC) as the main psychoactive substance. Presumptive colorimetric tests are usually performed on seized marijuana (or any illicit drug) samples: the addition of specific reagents to the marijuana extract solution prompts a change in. This study was developed using voltammetric techniques in organic medium (N,N-dimethylformamide) using tetrabutylammonium tetrafluoroborate (TBATFB) as supporting electrolyte, and glassy carbon and platinum disc as working electrode. Applying a pre-concentration potential of -0.5 by square-wave voltammetry, we detected a well-defined anodic peak current in ± 0.01 V versus Ag/AgCl, KCl(sat); 9-THC detection presented linear dependence at concentrations ranging from 1.0 × 10-9 mol L-1 to 2.2 × 10-8 mol L-1, with a linear correlation coefficient 0.999 and a detection limit of 6.2 × 10-10 mol L-1, using the glassy carbon disc working electrode.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.