• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2012.tde-09112012-085817
Documento
Autor
Nome completo
Katia Miguel Colus
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Amorim, Katia de Souza (Presidente)
Batista, Cecília Guarnieri
Gonçalves, Marlene Fagundes Carvalho
Título em português
Processos de estabelecimento da atenção conjunta em um bebê vidente e em outro com deficiência visual severa
Palavras-chave em português
atenção conjunta
bebê
cegueira
deficiência visual severa
visão
Resumo em português
A atenção conjunta é considerada, na literatura específica, como sendo uma habilidade fundamental do bebê para que este possa, a partir dela, estabelecer um conjunto de dimensões básicas no seu desenvolvimento cognitivo, social e afetivo. A atenção conjunta se refere a comportamentos como olhar na direção do olhar do outro, observar a face, a intenção e os interesses do outro, mostrar e compartilhar interativamente objetos com outros. Episódios de atenção conjunta, portanto, podem quase ser denominados de episódios de atenção visual conjunta. Esta capacidade, como dado eminentemente visual, tem sido considerada como crucialmente importante para o desenvolvimento da capacidade interativa do bebê, sendo indispensável para que este se socialize. Entretanto, ao se pensar estes processos em crianças cegas ou com deficiência visual severa, depara-se com a pouca quantidade de informação disponível em dados de pesquisas. Assim, a meta desta pesquisa foi investigar se ocorreu e como ocorreu a construção, o estabelecimento e a manutenção do processo de atenção conjunta em um bebê vidente e um bebê com deficiência visual severa, ambos em interação com os parceiros em seu entorno. Para tal, partiu-se da verificação de quais pistas sensoriais o bebê ou os parceiros circundantes se utilizam nas interações (se pistas visuais, táteis, vestibulares, auditivas, cinestésicas, olfativas ou gustativas) para iniciar, estabelecer e manter a atenção conjunta. Utilizou-se de estudo de casos múltiplos-exploratórios, envolvendo um bebê com deficiência visual severa e sua família vidente, fazendo-se um contraponto com um bebê vidente em uma família também vidente. O contraponto se mostrou importante para dar visibilidade a recursos e aspectos específicos do processo, e também preservar as características dos ambientes em que os bebês e suas famílias se encontram. A perspectiva sócio-interacionista permitiu a compreensão dos processos desenvolvimentais que ocorrem nestas situações. A construção do corpus se deu através de videogravações, posteriormente recortadas de acordo com sua relevância para a verificação da meta proposta, sendo as cenas selecionadas transcritas. Para a análise destes recortes considerou-se a abordagem microgenética, com aporte metodológico da Rede de Significações funcionando como proposta privilegiada e possibilitadora da compreensão da complexidade dos processos. Como resultados, verificou-se que para o bebê vidente, os dados encontrados confirmam o que a literatura específica indica como sendo o percurso típico para a construção da atenção conjunta. Para o bebê com deficiência visual severa, nota-se também, a partir de outras pistas que não as visuais, o estabelecimento e a manutenção do processo de atenção conjunta. Sugerem-se, entretanto, mais pesquisas a respeito destas questões, não só para se buscar mais dados a partir de outros bebês videntes e também com as mesmas características sensoriais diferenciadas da cegueira ou da deficiência visual severa, como também para contribuir com a construção de novos dados teóricos a respeito do tema.
Título em inglês
Establishment of joint attention in a seer baby and in a severe visual impairment baby
Palavras-chave em inglês
baby
blindness
joint attention
severe visual impairment
vision
Resumo em inglês
Joint attention is considered, in specific literature, as a fundamental skill of the baby. Through this ability, the baby sets up a group of basic dimensions in his cognitive, social and affective development. Joint attention refers to behaviors like looking in the direction of someone else's gaze, observe the face, the intent and the interests of the other, pointing out and sharing objects interactively with other. Joint attention episodes, therefore, can almost be called joint visual attention episodes. This ability, basically as a visual fact, has been considered as crucially important for the development of the interactive capabilities of the baby, becoming essential for his socialization. However, there is few survey data about joint attention in severe visual impairment or blind children. Therefore, this research aims to investigate if occurs and how occurs the construction, establishment and maintenance of joint attention process in a seer baby, and in a severe visual impairment baby, both in interaction with surrounding partners. This work is intended to check what sensorial cues are being used, by the baby or by the surrounding partners, in their interactions (whether visual, tactile, vestibular, auditory, kinesthetic, olfactory or gustatory) to initiate, establish and maintain joint attention. It was choosen the methodology Exploratory Multiple Case Study, involving a severe visual impairment baby and its seer family, as a counterpoint to a seer baby and its seer family. This approach offered additional visibility to some specific aspects in joint attention, and, in addition, to preserving surrounding characters in which babies and their families are involved. The Social-Interactionist Perspective allowed the understanding of such developmental processes. Corpus Construction were captured on digital video recordings, subsequently prepared accordingly to the work goal and its relevancy. The selected scenes were transcribed. For the analysis of these clippings was considered a microgenetic approach. The Network of Meanings sustained the comprehension of joint attention processes and offers methodological support. As an outcome for the seer baby, this work endorses what specific literature indicates for the establishment of joint attention in a typical development child. For this baby with severe visual impairment, it was observed establishment and maintenance of joint attention process, from non visual sensory cues. However, it suggests more research on these issues to generate new contribuitions over the theme joint attention, not only to seer babies, but also to severe visual impairment babies. These future works might contribute to build new theoretical data on joint attention, in typical or even atypical sensorial conditions of development.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao_Katia.pdf (4.51 Mbytes)
Data de Publicação
2013-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.