• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Aline Melina Vaz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Schmidt, Andreia (Presidente)
Título em português
Leitura compartilhada de histórias e a aprendizagem incidental de vocabulário
Palavras-chave em português
aprendizagem de vocabulário
aprendizagem incidental
comportamento verbal.
leitura compartilhada de livros
responder por exclusão
Resumo em português
A leitura repetida de uma mesma história favorece a aprendizagem incidental de vocabulário. Possivelmente, um dos processos envolvidos nesta aprendizagem seja o responder por exclusão (seleção de um estímulo indefinido dentre estímulos conhecidos) que pode ocorrer a partir da exposição a palavras indefinidas em contextos naturais diversos, como a leitura de livros. Muitos estudos indicam que o nível de vocabulário prévio da criança interfere na aprendizagem de novas palavras. Além disso, outros processos estão envolvidos neste tipo de aprendizagem, mas ainda não há clareza quanto às variáveis que podem favorecê-la ou dificultá-la. Este trabalho investigou a aprendizagem de novos substantivos em contexto de leitura compartilhada de livro infantil, manipulando a seguinte variável independente: a apresentação ou não da função/utilidade dos referentes (objetos desconhecidos que apareceram nas ilustrações) no contexto da história para crianças de três e sete anos (com desenvolvimento típico). Além disso, foi investigado: a) se as crianças aprenderiam quatro pseudopalavras; b) se as pseudopalavras e seus referentes apresentados na história sustentariam o posterior responder por exclusão na apresentação de uma nova pseudopalavra, e c) se a aprendizagem se mantinha em testes de retenção posteriores. Para tanto, uma história infantil (especialmente elaborada para esta pesquisa) foi lida para 10 crianças de cada grupo etário (3 e 7 anos), para as quais foram apresentadas quatro pseudopalavras (substantivos). Para duas palavras, a história definiu a função dos referentes; para as outras duas palavras, não foi apresentada essa definição. Sondas de Aprendizagem, Exclusão, Nomeação e Descrição da função foram aplicadas logo após a Fase de Leitura e uma semana após, verificando a aprendizagem imediata das pseudopalavras e a consolidação desta aprendizagem. Apenas o grupo de crianças mais velhas respondeu de forma consistente às sondas de exclusão. Os participantes de ambos os grupos demonstraram terem aprendido parcialmente as pseudopalavras apresentadas, desempenho que se manteve uma semana depois. Não foram encontradas diferenças significativas entre as pseudopalavras que haviam sido apresentadas com uma função específica daquelas que não tinham função. Parte das crianças mais velhas descreveu adequadamente a função das pseudopalavras. Pesquisas futuras devem investigar melhor o papel da apresentação da função/utilidade de uma palavra e de outras dicas contextuais neste tipo de aprendizagem.
Título em inglês
Shared book reading and the incidental vocabulary learning
Palavras-chave em inglês
responding by exclusion
shared book reading
verbal behavior.
vocabulary learning
Resumo em inglês
Reading the same book more than once induces an improvement in the incidental vocabulary learning. One of the vocabulary learning process is denominated responding by exclusion (selection of an undefined stimulus among known stimuli) that may occur incidentally, when undefined words are exposed in natural contexts, such as shared book reading. Many studies indicate that childs prior vocabulary levels interfere in the process of learning a new word. Many processes are involved in vocabulary learning from shared book reading, and a series of variables can affect the learning process positively or negatively. This study investigated the learning of new nouns in the context of shared book reading manipulating the presentation of the function/utility of the referents (unknown objects that appeared in the illustrations) in the context of the story to three and seven years old children (with typical development). Furthermore, this study investigated: a) if children would be able to learn four pseudowords; b) if the pseudowords presented in the story would sustain the subsequent exclusion responding in the presentation of a new pseudoword, and c) if the learning would endure in later retention tests. Therefore, a children's story book (especially made for this research) was read to ten children in each age group (3 and 7 years old), in which four pseudowords were presented. Only two of the four words had their referents function explicitly defined in the story while the others did not. Learning probes, Exclusion probes, Nomination and function description probes were applied firstly after the reading phase and also a week later, checking the immediate learning and its consolidation. Only the group of older children responded consistently to the exclusion probes. Participants in both groups showed they have partially learned the pseudowords presented, and the results remained the same a week later. No significant differences were found between the pseudowords that had been presented with a specific function and those which had not, part of the older children properly described the function of the former. Futher researches should investigate more the role of the presentation of the function/utility of a word and other contextual clues in this type of learning.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2.pdf (1.33 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.