• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2008.tde-29102008-170626
Documento
Autor
Nome completo
Alexandra Mussolino de Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Assed, Sada (Presidente)
Araujo, Ney Soares de
Consolaro, Alberto
Percinoto, Celio
Souza, Ivete Pomarico Ribeiro de
Título em português
Materiais obturadores de canais radiculares de dentes decíduos: avaliação da atividade antibacteriana in vitro e da compatibilidade tecidual in vivo
Palavras-chave em português
Atividade antibacteriana
Biocompatibilidade
Calen®
EndoREZTM
Óxido de zinco e eugenol
Sealapex®
Resumo em português
Avaliou-se a atividade antibacteriana e a compatibilidade tecidual dos seguintes materiais obturadores de canais radiculares de dentes decíduos: cimento de óxido de zinco e eugenol, pasta Calen® espessada com óxido de zinco, cimento Sealapex® e cimento EndoREZTM. A atividade antibacteriana foi avaliada in vitro, por meio do teste de difusão em ágar, frente a 5 microrganismos indicadores (Kocuria rizophila, Enterococcus faecalis, Streptococcus mutans, Escherichia coli e Staphylococcus aureus), sendo os resultados submetidos à análise de variância (ANOVA) e ao pósteste de Tukey. A compatibilidade tecidual foi avaliada in vivo, por implantação subcutânea, em camundongos isogênicos BALB/c, de tubos de polietileno contendo os materiais obturadores. Foram efetuadas análises descritiva e semi-quantitativa do fibrosamento e do infiltrado inflamatório e quantitativa da área e maior espessura do tecido reacional granulomatoso. Os resultados foram submetidos à análise estatística por meio dos testes de Kruskal-Wallis, análise de variância (ANOVA) e pós-teste de Tukey. Para todos os testes o nível de significância foi de 5%. Com relação à atividade antibacteriana, evidenciaram-se diferenças estatisticamente significantes (p<0,0001) entre os halos de inibição ocasionados pelos diferentes materiais, para todos os microrganismos avaliados. A Kocuria rizophila foi inibida mais eficazmente pelo cimento de óxido de zinco e eugenol (p<0,05), enquanto que o Enterococcus faecalis foi inibido mais eficazmente pela pasta Calen® espessada com óxido de zinco (p<0,05). O Streptococcus mutans foi inibido pela pasta Calen® espessada com óxido de zinco, cimento Sealapex® e cimento de óxido de zinco e eugenol na mesma intensidade (p>0,05). A Escherichia coli foi inibida mais eficazmente pelo cimento de óxido de zinco e eugenol, seguido pela pasta Calen® espessada com óxido de zinco e pelo cimento Sealapex® (p<0,05). O Staphylococcus aureus foi inibido pela pasta Calen® espessada com óxido de zinco e pelo cimento de óxido de zinco e eugenol na mesma intensidade (p>0,05), e menos intensamente pelo cimento Sealapex® (p<0,05). O cimento EndoREZTM apresentou atividade antibacteriana apenas frente a Kocuria rizophila e ao Staphylococcus aureus. Com relação à compatibilidade tecidual, não observou-se diferença entre os materiais, com relação ao fibrosamento e à maior espessura do tecido reacional granulomatoso (p>0,05). A pasta Calen® espessada com óxido de zinco foi o material que apresentou infiltrado inflamatório de menor intensidade (p<0,05). A área do tecido reacional granulomatoso foi menor para a pasta Calen® espessada com óxido de zinco e para o cimento Sealapex® (p>0,05) em comparação aos cimentos EndoREZTM e óxido de zinco e eugenol (p<0,05). Com base nos resultados obtidos nas metodologias empregadas pôde-se concluir que: 1- A atividade antibacteriana, in vitro, em ordem decrescente foi: cimento de óxido de zinco e eugenol, pasta Calen® espessada com óxido de zinco, cimento Sealapex® e cimento EndoREZTM; 2- A pasta Calen® espessada com óxido de zinco foi o material que apresentou a melhor compatibilidade tecidual, seguido pelos cimentos Sealapex® e de óxido de zinco e eugenol. O cimento EndoREZTM apresentou resposta tecidual insatisfatória.
Título em inglês
Root canal filling materials for primary yeeth: evaluation of the in vitro antibacterial activity and in vivo tissue compatibility
Palavras-chave em inglês
Antibacterial activity
Biocompatibility
Calen®
EndoREZTM
Óxido de zinco e eugenol
Sealapex®
Resumo em inglês
This study evaluated the antibacterial activity and tissue compatibility of the following root canal filling materials for primary teeth: zinc oxide and eugenol cement, Calen® paste thickened with zinc oxide, Sealapex® sealer and EndoREZTM sealer. The antibacterial activity of these materials against 5 indicator microorganisms (Kocuria rizophila, Enterococcus faecalis, Streptococcus mutans, Escherichia coli and Staphylococcus aureus) was evaluated in vitro using the agar diffusion test. The results were analyzed statistically by the analysis of variance (ANOVA) and Tukeys post-hoc test. Tissue compatibility was evaluated in vivo by the implantation of polyethylene tubes containing the root canal filling materials in the subcutaneous tissue of isogenic BALB/c mice. Descriptive and semi-quantitative analyses of the rate of fibrosis and the inflammatory infiltrate were performed, as well as a quantitative analysis of the area and the greater thickness of the granulomatous reactionary tissue. The results were analyzed statistically by the Kruskal-Wallis test, ANOVA and Tukeys post-hoc test. For all tests, the significance level was set at 5%. Regarding the antibacterial activity, there were statistically significant differences (p<0.0001) among the zones of inhibition of microbial growth produced by the different materials for all target microorganisms. Kocuria rizophila was inhibited more effectively by the zinc oxide and eugenol cement (p<0.05), while Enterococcus faecalis was inhibited more effectively by the Calen® paste thickened with zinc oxide (p<0.05). Streptococcus mutans was inhibited by the Calen® paste thickened with zinc oxide, Sealapex® sealer and zinc oxide and eugenol cement in the same intensity (p>0.05). Escherichia coli was inhibited more effectively by the zinc oxide and eugenol cement, followed by the Calen® paste thickened with zinc oxide and Sealapex® sealer (p<0.05). Staphylococcus aureus was inhibited by the Calen® paste thickened with zinc oxide and by the zinc oxide and eugenol cement in the same intensity (p>0.05), and was less effectively inhibited by Sealapex® sealer (p<0.05). EndoREZTM sealer presented antibacterial activity only against Kocuria rizophila and Staphylococcus aureus. Regarding tissue compatibility, there was no statistically significant difference among the materials with respect to the rate of fibrosis or the greater thickness of the granulomatous reactionary tissue (p>0.05). The Calen® paste thickened with zinc oxide produced the inflammatory infiltrate with lowest intensity of all materials (p<0.05). The area of the granulomatous reactionary tissue was smaller for the Calen® paste thickened with zinc oxide and Sealapex® sealer (p>0.05) compared to EndoREZTM sealer and the zinc oxide and eugenol cement (p<0.05). Based on the results obtained with the methodologies employed in the present study, it may be concluded that: 1- The in vitro antibacterial activity in a decreasing order was: zinc oxide and eugenol cement, Calen® paste thickened with zinc oxide, Sealapex® sealer and EndoREZTM sealer; 2- The in vivo tissue compatibility in a decreasing order was: Calen® paste thickened with zinc oxide, Sealapex® sealer, zinc oxide and eugenol cement and EndoREZTM sealer. The Calen® paste thickened with zinc oxide permitted the occurrence of an adequate tissue response, while Sealapex® sealer and the zinc oxide and eugenol cement produced a fair tissue response. EndoREZTM sealer did not induce tissue repair.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.