• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2009.tde-20022009-090834
Documento
Autor
Nome completo
Giovana Cherubini Venezian
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Mazzetto, Marcelo Oliveira (Presidente)
Camparis, Cinara Maria
Felicio, Claudia Maria de
Título em português
Efeito do laser de baixa intensidade na dor à palpação, amplitude dos movimentos mandibulares e atividade eletromiográfica de portadores de disfunção temporomandibular
Palavras-chave em português
Disfunção Temporomandibular
Dor à palpação
Eletromiografia de superfície
Laser de Baixa Intensidade
Movimentos mandibulares
Resumo em português
O laser de baixa intensidade tem sido utilizado atualmente como terapia alternativa para alívio da dor em disfunções musculares e articulares por induzirem um efeito analgésico, antiinflamatório e biomodulador das funções fisiológicas celulares. O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito do laser de GaAlAs (780nm) na dor à palpação dos músculos masseter e temporal anterior e articulação temporomandibular (ATM), amplitude dos movimentos mandibulares e atividade eletromiográfica dos músculos masseter e temporal anterior em pacientes com disfunção temporomandibular (DTM). As aplicações foram feitas no músculo temporal e masseter e na ATM 2 vezes/semana (durante 4 semanas). 48 pacientes com dor miofascial e artralgia distribuídos aleatoriamente entre tratamento real e placebo e entre doses energéticas de 25 J/cm² e 60 J/cm² foram avaliados utilizando-se uma Escala Analógica Visual (VAS) e um paquímetro digital antes, imediatamente após a última aplicação e 30 dias após o tratamento com laser. A eletromiografia de superfície foi realizada em máximo apertamento voluntário em rolos de algodão e máximo apertamento voluntário em posição intercuspidal antes e após a laserterapia. Os resultados mostraram que não houve diferença estatística significante na atividade eletromiográfica na comparação entre os grupos antes e após o tratamento com laser. Em relação à dor na palpação, houve diferença significante antes e após o tratamento em todos os grupos. A diminuição dos níveis de dor muscular foi mais acentuada nas pontas ativas, entretanto, não houve diferença estatística significante entre o grupo real e placebo. A dor articular mostrou melhora significante apenas na palpação do pólo lateral da ATM direita nos grupos ativos. A amplitude dos movimentos mostrou melhora no grupo ativo, principalmente, na dose de 60 J/cm². Em conclusão, o laser de baixa intensidade não promoveu mudanças na atividade eletromiográfica. Embora tenha sido encontrada uma superioridade da terapia laser em relação aos grupos placebos, não houve diferença estatística significante entre todos os grupos.
Título em inglês
Effect of low intensity laser in the pain on palpation, amplitude of the mandibular moviments and electromyographic activity of patients with temporomandibular disorder
Palavras-chave em inglês
Low Intensity Laser
Mandibular movements
Pain to palpation
Surface electromyography
Temporomandibular Disorders
Resumo em inglês
Low intensity laser have been used currently as an alternative pain-relief therapy for muscle and joint pain since it induces analgesic, anti-inflammatory and biomodulation effects of the physiological cell functions. The purpose of this study was to evaluate the effect of GaAlAs laser (780nm) on pain to palpation of the masseter and anterior temporalis muscles and the temporomandibular joint (TMJ), amplitude of the mandibular movements and electromyographic activity of the masseter and anterior temporalis muscles in patients with temporomandibular disorders (TMD). The laser was applied on the temporalis, masseter muscles and TMJ twice a week (during four weeks). Forty-eight patients with miofascial pain and arthralgia were randomly assigned between real and placebo treatment and between the energetic doses of 25 J/cm² and 60 J/cm², and were evaluated using Visual Analogue Scale (VAS) and digital paquimeter before, immediately after the final application, and 30 days after the laser treatment. Surface electromyography was performed with maximum voluntary clench on cotton rolls and maximum voluntary clench in intercuspal before and after laser therapy. The results show there were no significant statistical differences in the electromyographic activity between the groups before and after laser treatment. As to the pain at palpation, there was a significant difference before and after treatment in every group. There were sharper reductions in muscle pain level for the active probes; however, there was no significant statistical difference between the real and placebo groups. Joint pain showed significant improvement only in the palpation of the lateral pole of right TMJ in the active groups. The amplitude of the movements showed improvement in the active group, mainly, in the dose of 60 J/cm². As conclusion, low intensity laser did not promote any changes in the electromyographic activity. Although this study has found a superiority of laser therapy over placebo, there were no statistically significant differences between all groups.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.