• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2009.tde-20022009-082854
Documento
Autor
Nome completo
Cesar Penazzo Lepri
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Dibb, Regina Guenka Palma (Presidente)
Silva, Cláudia Helena Lovato da
Zaroni, Wanessa Christine de Souza
Título em português
Influência de bebidas e escovação nas propriedades físicas de uma resina composta
Palavras-chave em português
escovação
propriedades físicas
resina composta
soluções
Resumo em português
Objetivo: Este estudo avaliou a influência de bebidas e escovação na estabilidade de cor, rugosidade superficial e microdureza em profundidade de uma resina composta. Materiais e Método: 120 discos (10mm de diâmetro X 2mm de espessura) de resina composta (Filtek- Z250) foram preparados e polidos após 24 horas. A cor inicial e a rugosidade superficial inicial foram mensuradas e os espécimes foram divididos aleatoriamente em quatro grupos (vinho tinto, refrigerante, aguardente, ou saliva artificial controle) e três subgrupos (sem escovação; escovação com Colgate, ou escovação com Close Up Whitening). Os espécimes foram imersos na sua respectiva solução, 5x ao dia, por 5 minutos, durante 30 dias, sendo dois subgrupos escovados ao final de cada dia (120 movimentos/dia). A cor foi mensurada no 15º e no 30º dia de imersão; a rugosidade superficial final foi medida no 30º dia. Após o período de imersão, os espécimes foram armazenados em saliva artificial por 7 dias, quando a superfície dos mesmos foi polida e imediatamente realizou-se uma mensuração de cor. A alteração de cor foi mensurada com um espectrocolorímetro e analisada pelos valores de ΔE, ΔL, Δa, e Δb. Os valores de rugosidade (Ra-μm) foram medidos com um rugosímetro. Com relação à microdureza, os espécimes primeiramente foram incluídos em resina de poliéster e seccionados no sentido transversal. Após o polimento destas superfícies, foram realizadas mensurações nas profundidades de 30μm, 60μm, 90μm, 120μm e 250μm, empregando os parâmetros 25gf/40s de microdureza Knoop. Os dados foram submetidos à ANOVA e teste de Fisher's (α=5%). Resultados: Os valores de alteração de cor foram estatisticamente diferentes após a imersão nas bebidas; o vinho tinto promoveu a maior alteração, seguido pelo refrigerante e aguardente, que foram similares entre si e diferentes da saliva artificial. Nenhuma diferença foi observada com ou sem escovação, independentemente do dentifrício utilizado. Ao 30º dia, os espécimes apresentaram uma mudança de cor mais intensa do que ao 15º dia, após o repolimento, a cor dos espécimes foi similar à cor do 15º dia. As bebidas e a escovação influenciaram negativamente na rugosidade da superfície. Em relação à microdureza, não houve diferença significativa entre os grupos, independentemente da profundidade analisada. Conclusões: A mudança de cor da resina composta foi influenciada apenas pelas bebidas; a escovação não afetou a propriedade analisada. O repolimento não foi suficiente para promover o retorno da cor dos espécimes aos valores iniciais. A rugosidade superficial foi influenciada negativamente tanto pelas bebidas quanto pela escovação. Para a microdureza, a resina composta apresentou resultados similares independentemente das bebidas utilizadas e da presença ou ausência de escovação nos espécimes avaliados.
Título em inglês
Influence of beverages and brushing on the physical properties of a composite resin
Palavras-chave em inglês
beverages
brushing
composite resin
physical properties
Resumo em inglês
Objective: This study evaluated the influence of beverages and brushing on the color change, surface roughness and microhardness in depth of a composite resin. Methods: 120 composite resin disks (10mm-øX2mm-thickness; Filtek-Z250) were prepared and polished after 24h. Initials color and surface roughness were measured and specimens were randomly assigned into four groups (red wine, soft drink, sugar cane spirit, or artificial saliva control) and three subgroups (without brushing; brushing with Colgate, or brushing with Close Up Xtra Whitening). Specimens were immersed in the beverage 5x/day, for 5 minutes, over 30 days, being two subgroups brushed at the end of every day (120 moving/day). Color was measured at the 15th and 30th days of immersion; final surface roughness was measured at the 30th day. After the immersion period, specimens were stored in artificial saliva for 7 days, when their surfaces were repolished and immediately assessed by color. Color change was measured with a spectrocolorimeter and analyzed by ΔE, ΔL, Δa, and Δb values. The values of roughness (Ra - μm) were measured with a rugosimeter. As regard microhardness, the specimens were firstly included in polyester resin and sectioned in the transverse direction. After polishing these surfaces, measurements were realized at depths of 30μm, 60μm, 90μm, 120μm and 250μm, employing the parameters 25gf/40s of microhardness Knoop. Data were submitted to ANOVA and Fisher's tests (α=5%). Results: Color change values were statistically different after immersion in the beverages; red wine promoted the highest alteration, followed by soft drink and sugar cane spirit, which presented similar results among them and different from saliva. No difference was observed with or without brushing independently of the toothpaste used. At 30th day, specimens exhibited a color change higher than 15th day; after repolishing, the color of the specimens was similar to 15th day. Beverages and brushing negatively influenced the surface roughness. In relation to microhardness, there was no significant difference among groups, regardless of the depth examined. Conclusions: Color change of the composite resin was influenced only by the beverages and brushing did not affect the analyzed property. The repolishing was not sufficient to promote the return of the specimens color to their initial values. The surface roughness was negatively influenced both by the beverage as brushing. For microhardness, the composite resin showed similar results regardless of the beverages used and the presence or absence of brushing in the specimens tested.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
me_cesar_lepri.pdf (770.46 Kbytes)
Data de Publicação
2009-03-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.