• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marcos de Mendonça Invernici
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Messora, Michel Reis (Presidente)
Cavagni, Juliano
Salvador, Sergio Luiz de Souza
Santamaria, Mauro Pedrine
Título em português
Efeitos clínicos, microbiológicos e imunológicos do probiótico Bifidobacterium animalis subsp. lactis com terapia adjuvante no tratamento não cirúrgico da periodontite crônica: estudo clínico controlado e aleatorizado
Palavras-chave em português
Periodontite crônica
Probiótico
Raspagem dentária
Resumo em português
O propósito deste estudo foi avaliar o efeito adjuvante da terapia probiótica (TProb) no tratamento periodontal não cirúrgico em pacientes com Periodontite Crônica generalizada (PCg). Em um estudo clínico aleatorizado, duplo-cego e placebo-controle, 41 pacientes com PCg foram tratados com TProb associada à raspagem e alisamento radicular (RAR Grupo Teste) ou apenas RAR (Grupo Controle). Os pacientes do Grupo Teste consumiram pastilhas contendo Bifidobacterium animalis subsp. lactis (B. lactis) HN019 durante 4 semanas. Os pacientes do Grupo Controle receberam pastilhas placebo (sem probiótico). Parâmetros clínicos periodontais foram avaliados no baseline (período pré-intervenção) e em 30 e 90 dias após a RAR. Nestes mesmos períodos foram coletadas amostras de placa subgengival para contagem de 40 espécies bacterianas (checkerboard DNA-DNA hybridization) e detecção do genoma de B. lactis HN019 (Reação em cadeia da polimerase em tempo real - q-PRC), amostras do fluido crevicular gengival para avaliação dos níveis de Interleucina (IL)-1beta, IL-8 e IL-10 (Imunoensaios multiplex) e amostras de saliva para avaliação dos níveis de Imunoglobulina A (IgA) (Nefelometria). Foram realizadas, também, biópsias de tecido gengival para determinação da expressão de beta-defensina (BD)-3 e receptores do tipo Toll (TLR)-4 (reações imunohistoquímicas - estreptavidina-biotina-peroxidase). Os dados obtidos foram estatisticamente analisados (p<0,05). O Grupo Teste apresentou, aos 90 dias, redução de profundidade de sondagem (PS) e ganho de inserção clínica significativamente maiores que aqueles do Grupo Controle. O Grupo Teste também apresentou menor quantidade de bolsas periodontais moderadas (aos 30 e 90 dias) e profundas (aos 90 dias) que o Grupo Controle (p<0,05), bem como menor quantidade de pacientes (p<0,05) apresentando 3 ou mais sítios com PS ≥ 6 mm ou PS = 5mm e sangramento à sondagem (SS) positivo. O Grupo Teste apresentou menor SS (aos 30 e 90 dias) e menor IP (aos 30 dias) quando comparado ao Grupo Controle (p<0,05). Na análise microbiológica, o Grupo Teste apresentou proporções significativamente menores de espécies microbianas dos complexos vermelho (ao 30 e 90 dias) e do complexo laranja (aos 30 dias), bem como maiores proporções de espécies do complexo azul (aos 90 dias) quando comparado ao Grupo Controle. A análise por meio de q-PCR mostrou que o Grupo Teste apresentou um aumento no número de cópias/μL do genoma da cepa probiótica B. lactis HN019 no biofilme subgengival aos 30 e 90 dias (p<0,05). Na análise imunológica, o Grupo Teste apresentou menor razão (valores ajustados ao baseline) de IL-1β (aos 30 e 90 dias) e de IL-8 (aos 30 dias) do que o Grupo Controle (p<0,05). Apenas o Grupo Teste apresentou valores de IL-10 significativamente maiores que aqueles do baseline aos 30 dias. Não foram observadas diferenças entres os grupos nas razões de IgA aos 30 e 90 dias. Na análise imunohistoquímica, o Grupo Teste apresentou expressões significativamente maiores de BD-3 e TLR-4 em sítios doentes quando comparado ao Grupo Controle aos 30 dias. Pode-se concluir que a utilização do probiótico B. lactis HN019 como recurso adjuvante à RAR promove benefícios clínicos, microbiológicos e imunológicos adicionais no tratamento de pacientes com PCg
Título em inglês
Clinical, microbiological and immunological effects of probiotic Bifidobacterium animalis subsp. lactis as adjuvant therapy in the non-surgical treatment of chronic periodontitis: a randomized controlled clinical trial
Palavras-chave em inglês
Chronic periodontitis
Probiotic
Scaling and rootplaning
Resumo em inglês
The purpose of this study was to evaluate the adjuvant effect of probiotic therapy (ProbT) in non-surgical periodontal treatment in patients with generalized chronic periodontitis (GCP). In this randomized, double-blind, placebo-control, 41 patients with GCP were treated with ProbT associated with scaling and root planing (SRP - Test Group) or SRP only (Control Group). The patients in the Test Group consumed lozenges containing Bifidobacterium animalis subsp. lactis (B. lactis) HN019 during 4 weeks. The patients in the Control Group received placebo (lozenges without probiotic). Periodontal clinical parameters were evaluated at baseline (pre-intervention) and at 30 and 90 days after SRP. Samples of subgingival plaque were collected to count 40 bacterial species (checkerboard DNA-DNA hybridization) and detection of genome of B. lactis HN019 (polymerase chain reaction in real time - q-PCR). Gingival crevicular fluid samples were collected for assessing levels of interleukin (IL)-1beta, IL-8 and IL-10 (multiplex immunoassays). Saliva samples were collected to measure levels of immunoglobulin A (IgA) (nephelometry). Also, biopsies of gingival tissues were performed to determine the expression of beta-defensina (BD)-3 and Toll-Like receptors (TLR)-4 (immunohistochemical reactions - streptavidin-biotin-peroxidase). The data obtained were statistically analyzed (p < 0.05). The Test Group presented, at 90 days, reduction of probing pocket depth (PPD) and clinical attachment gain significantly higher when compared to the Control Group. The Test Group also presented a lower number of moderate (at 30 and 90 days) and deep (90 days) periodontal pockets than the Control Group (p < 0.05), as well as a lower number of subjects (p < 0.05) with 3 or more sites with PPD ≥6 mm or PPD = 5mm and bleeding on probing (BOP) positive. The Test Group presented lower BOP (at 30 and 90 days) and lower PI (at 30 days) when compared to the Control Group (p<0.05). In the microbiological analysis, the Test Group showed significantly lower proportions of microbial species of red (at 30 and 90 days) and the orange (at 30 days) complexes, as well as higher proportions of species of blue complex (at 90 days) when compared to the Control Group. q-PCR analysis showed that the Test Group presented an increase in the number of copies/μL of the genome of the probiotic strain B. lactis HN019 in subgingival biofilm at 30 and 90 days (p < 0.05). In the immunological analysis, the Test Group presented a lower ratio of IL-β1 (at 30 and 90 days) and IL-8 (30 days) than the Control Group (p < 0.05). Only the Test Group presented values of IL-10 significantly higher than those of the baseline at 30 days. No differences were observed between the groups on the ratios of IgA at 30 and 90 days. In the immunohistochemical analysis, the Test Group showed significantly higher expression of BD-3 and TLR-4 in sites with periodontitis when compared to the Control Group at 30 days. It can be concluded that the use of probiotic B. lactis HN019 as an adjuvant to SRP promotes clinical, microbiological and immunological additional benefits in the treatment of patients with GCP
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.