• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2018.tde-09082016-115255
Documento
Autor
Nome completo
Umberto Demoner Ramos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Novaes Junior, Arthur Belem (Presidente)
Muglia, Valdir Antonio
Vidigal Junior, Guaracilei Maciel
Wikesjo, Ulf Me
Título em português
Comparação entre dois métodos de descontaminação da superfície de implantes na re-osseointegração após a periimplantite induzida por ligadura. Estudo histomorfométrico e microbiológico em cães
Palavras-chave em português
Antibióticos
Periimplantite
Regeneração óssea guiada
Terapia fotodinâmica antimicrobiana
Resumo em português
Introdução: A doença periimplantar caracteriza-se pela perda óssea progressiva em implantes dentais osseointegrados. Sua origem é bacteriana, e acomete cerca de 20% da população com reabilitações implantossuportadas. O sucesso do tratamento parece depender da desinfecção da superfície dos implantes para resolução da inflamação, e da configuração dos defeitos ósseos para a regeneração dos tecidos. Até o momento, não há protocolos bem estabelecidos para a desinfecção da superfície de implantes osseointegrados. O objetivo deste estudo foi comparar dois métodos de desinfecção da superfície de implantes, e o efeito do uso da regeneração óssea guiada no tratamento da periimplantite induzida em cães. Materiais e Método: Oito cães beagle receberam 8 implantes cada. Após 8 semanas, ligaduras de seda foram posicionadas, e removidas após mais 8 semanas. O tratamento foi realizado após 10 semanas, por meio de desinfecção com a terapia fotodinâmica antimicrobiana ou aplicação tópica tetraciclina 50mg/ml, com ou sem procedimentos de regeneração óssea guiada associados. Durante o tratamento foram coletadas amostras microbiológicas por meio de um swab com microbrush estéril antes do tratamento, e imediatamente após o tratamento. A eutanásia ocorreu 12 semanas após o tratamento para processamento histológico. Os desfechos de tratamento analisados foram: ganho ósseo linear (mm), ganho ósseo (%), reosseointegração (%), redução bacteriana total e proporcional após o tratamento (%). Resultados: Os resultados gerais não demonstraram diferenças significantes entre os grupos quando comparados os métodos de desinfecção, e o uso ou não de procedimentos regenerativos. O uso da regeneração óssea guiada não resultou em melhoras no ganho ósseo, e sítios vestibulares apresentaram piores resultados regenerativos. A exposição precoce ao meio bucal afetou negativamente os resultados do tratamento, independente do grupo. Conclusão: Ambas terapias antiinfecciosas, associadas ou não a procedimentos regenerativos, obtiveram sucesso na resolução da inflamação e desinfecção da superfície dos implantes, com ganho ósseo parcial, sem o uso de antibioticoterapia sistêmica.
Título em inglês
Comparison of two implant surface decontamination protocols on reosseointegration of induced perimplantitis in beagle dogs. A microbiologic an histomorphometric study
Palavras-chave em inglês
Antibiotics
Antimicrobial photodynamic therapy
Guided bone regeneration
Periimplantitis
Resumo em inglês
Objectives: This study used a dog model to evaluate two anti-infective treatment protocols for the treatment of periimplantitis with or without the use of guided bone regeneration (GBR). Material and Methods: Eight beagle dogs received eight implants each. After 8 weeks, silk ligatures were installed and then removed after 8 weeks, and after the end of 10 weeks the lesions were treated either with antimicrobial photodynamic therapy (aPDT) or topical tetracycline hydrochloride 50mg/ml with and without guided bone regeneration. Microbiological samples were collected with sterile microbrush before, and immediately after treatment. The animals were euthanized 12 weeks after treatment and submitted to histological processing. The outcomes evaluated included: linear bone gain (mm), bone gain (%), re-osseointegration (%), bacteria total counts before and after each treatment, and proportions of microorganisms. The effects of the implant site, early exposure and type of anti-infective treatment on bone regeneration were evaluated. Results: Both treatment presented success on decontamination of implant surface, with no difference between them. The overall results failed to detect significant differences between the anti-infective treatments and the adjunctive use of guided bone regeneration failed provide better re-osseointegration or bone gain in either of the anti-infective treatments. Buccal sites and implant early exposure negatively affect bone regeneration. Conclusion: Both antiinfective therapies successfully decontaminated implant surface. Stand-alone or combined with guided bone regeneration allowed similar and partial bone gain, without the use of systemic antibiotics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO_Umberto_Ramos.pdf (10.74 Mbytes)
Data de Publicação
2018-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.