• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2011.tde-21092011-150827
Documento
Autor
Nome completo
Janisse Martinelli Borges de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Mattos, Maria da Gloria Chiarello de (Presidente)
Assunção, Wirley Gonçalves
Ferracioli, Renata Cristina Silveira Rodrigues
Neves, Flávio Domingues das
Sartori, Ivete Aparecida de Mattias
Título em português
Análise fotoelástica de tensões transmitidas a implantes curtos
Palavras-chave em português
Fotoelasticidade
Implantes Curtos
Implantes Osseointegrados
Resumo em português
O objetivo desse trabalho foi avaliar, pelo método fotoelástico, de que maneira cargas aplicadas sobre próteses metalocerâmicas implantossuportadas eram transmitidas a implantes de diferentes comprimentos, e como a proporção coroa/implante influenciaria essa distribuição de tensões. A partir de quatro modelos mestres em resina do tipo policarbonato foram confeccionados quatro modelos em resina fotoelástica (Araldite) simulando extremidade livre mandibular, com o dente 44 em resina (Luxatemp) e os dentes 45, 46 e 47 substituídos por implantes com 4 mm de diâmetro. O grupo 1 (G1) foi formado por 2 implantes de comprimento convencional ou longo (11 mm; Titamax Cortical CM, Neodent) substituindo o 45 e o 46, e 1 implante curto (5 mm; Ws Cortical CM, Neodent) substituindo o 47. O grupo 2 (G2) apresentava 1 implante com 11 mm (45) e 2 implantes com 5 mm (46 e 47). O grupo 3 (G3) foi reabilitado por 3 implantes de 5 mm e o grupo 4 (G4) por 3 implantes de 11 mm de comprimento. Nos grupos com implantes de 5 mm foi simulada reabsorção óssea de 4 mm de altura. Coroas metalocerâmicas unidas foram parafusadas sobre os minipilares intermediários. Foram realizados diferentes carregamentos oclusais sobre as coroas: oclusal balanceado de 150N, puntiforme de 100N na mesial do 45 e puntiforme de 100N na distal do 47. Análise fotoelástica quantitativa determinou a tensão transmitida (MPa) nos grupos: G1 (84.73), G2 (136.36), G3 (126.77) e G4 (164.72) para a carga oclusal balanceada; G1 (91.66), G2 (70.93), G3 (93.08) e G4 (119.82) para a carga na mesial do 45; e G1 (75.22), G2 (70.88), G3 (93.79) e G4 (117.56) para a carga na distal do 47. Para os implantes curtos, em todos os casos, a proporção coroa/implante foi maior que 2,5 e para os implantes de comprimento convencional essa proporção foi 1, em média. Após as análises realizadas, foi possível concluir que os maiores valores de tensões foram encontrados no grupo com 3 implantes longos (G4), e o aumento da proporção coroa/implante não mostrou correlação com maior concentração de tensões. Comparativamente, a utilização de implantes curtos reduziu as tensões transmitidas ao redor dos implantes.
Título em inglês
Photoelastic analysis of tensions transmitted to short implants
Palavras-chave em inglês
Fotoelasticity
Osseointegrated Implants
Short Implants
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate by the photoelastic method, stress transmission to implants of different lengths by metal-ceramic crowns under different loads, and how crown/implant ratio influenced this stress distribution. From four matrixes, four photoelastic models (Araldite) were made simulating free mandibular end, with teeth 44 in resin (Luxatemp) and tooth 45, 46 and 47 replaced by implants with 4 mm in diameter. Group 1 (G1) was formed by two implants with conventional length or long (11 mm; Titamax Cortical CM, Neodent) replacing tooth 45 and 46, and one short implant (5 mm; Ws Cortical CM, Neodent) replacing the 47. Group 2 (G2) had one implant with 11 mm (45) and 2 implants with 5 mm (46 and 47). Group 3 (G3) was rehabilitated by three implants of 5 mm and group 4 (G4) for 3 implants of 11 mm in length. In the groups with 5 mm implants was simulated 4 mm bone resorption in height. Metal-ceramic fixed prosthesis was bolted on the abutments. Different oclusal loads were performed over the crowns, 150N in occlusal balanced, 100N on the 45 mesial, and 100N on the 47 distal. Quantitatively photoelastic analysis determined the stress transmitted (MPa) on the groups: G1 (84.73), G2 (136.36), G3 (126.77) and G4 (164.72) for the occlusal load balanced, G1 (91.66), G2 (70.93), G3 (93.08) and G4 (119.82) for charging on the 45 mesial, and G1 (75.22), G2 (70.88), G3 (93.79) and G4 (117.56) to the load on the 47 distal. Crown/implant ratio for short implants was greater than 2.5 and for long implants was about 1. After analysis, it was concluded that the highest values of strains were found in the group with three long implants (G4), and the increased crown/implant ratio showed no correlation with the highest stress concentration. Comparatively, the use of short implants reduced stress around the implants.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.