• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.55.2015.tde-11092015-094738
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Vicente de Pierro
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2015
Orientador
Banca examinadora
Traina Junior, Caetano (Presidente)
Fileto, Renato
Rodrigues Junior, José Fernando
Título em português
Consultas por similaridade no modelo relacional
Palavras-chave em português
Consultas por similaridade
k-NN
Modelo relacional
SGBDR
Resumo em português
Os Sistemas de Gerenciamento de Bases de Dados Relacionais (SGBDR) foram concebidos para o armazenamento e recuperação de grandes volumes de dados. Tradicionalmente, estes sistemas suportam números, pequenas cadeias de caracteres e datas (que podem ser comparados por identidade ou por relações de ordem { RO), porém vem se tornando necessário organizar, armazenar e recuperar dados mais complexos, como por exemplo dados multimídia (imagens, áudio e vídeo), séries temporais etc. Quando se trata de dados complexos há uma mudança de paradigma, pois as comparações entre elementos são feitas por similaridade em vez das RO utilizadas tradicionalmente, tendo como mais frequentemente utilizados os operadores de comparação por abrangência (Rq) e por k-vizinhos mais próximos (k-NN). Embora muitos estudos estejam sendo feitos nessa área, quando lidando com consultas por similaridade grande parte do esforço é direcionado para criar as estruturas de indexação e dar suporte às operações necessárias para executar apenas o aspecto da consulta que trata da similaridade, sem focar em realizar uma integração homogênea das consultas que envolvam ambos os tipos de operadores simultaneamente nos ambientes dos SGDBRs. Um dos principais problemas nessa integração é lidar com as peculiaridades do operador de busca por k-NN. Todos os operadores de comparação por identidade e por RO são comutativos e associativos entre si. No entanto o operador de busca por k-NN não atende a nenhuma dessas propriedades. Com isso, a expressão de consultas em SQL, que usualmente pode ser feita sem que a expressão da ordem entre os predicados seja importante, precisa passar a considerar a ordem. Além disso, consultas que utilizam comparações por k-NN podem gerar múltiplos empates, e a falta de uma metodologia para resolvê-los pode levar a um processo de desempate arbitrário ou insensível ao contexto da consulta, onde usuários não tem poder para intervir de maneira significativa. Em alguns casos, isso pode levar a uma mesma consulta a retornar resultados distintos em casos onde a estrutura interna dos dados estiver sujeita a modificações, como por exemplo em casos de transações concorrentes em um SGBDR. Este trabalho aborda os problemas gerados pela inserção de operadores de busca por similaridade nos SGBDR, mais especificamente o k-NN, e propõe novas maneiras de representação de consultas com múltiplos predicados, por similaridade ou RO, assim como novos operadores derivados do k-NN que são mais adequados para um ambiente relacional que permita consultas híbridas, e permitem também controle sobre o tratamento de empates.
Título em inglês
Similarity queries in the relational model
Palavras-chave em inglês
k-NN
RBDMS
Relational model
Similarity queries
Resumo em inglês
The Relational Database Management Systems (RDBMS) were originally conceived to store and retrieve large volumes of data. Traditionally, these systems support only numbers, small strings of characters and dates (which could be compared by identity and a Order Relationship { OR). However it has been increasingly necessary to organize, store and retrieve more complex data, such as multimedia (images, audio and video), time series etc. Dealing with those data types requires a paradigm shift, as the comparisons between each element are made by similarity, and not by the traditionally used identity or OR, with the most common similarity operators used being the range (Rq) and k-Nearest Neighbors (k-NN). Despite many studies in the field, when dealing with similarity queries a large part of the effort has been directed towards the data structures and the necessary operations to execute only the similarity side of the query, not paying attention to a more homogenous integration of queries that involve both operator types simultaneously in RDBMS environments. One of the main problems for such integration is the peculiarities of the k-NN operator. Both identity and OR operators possess the commutative and associative properties amongst themselves, but the k-NN operator does not. As such, expressing SQL queries, that usually can disregard the order in which predicates appear, now needs to be aware of the ordering. Furthermore, queries that use k-NN might generate multiple ties, and the lack of a methodology to solve them might lead to an arbitrary or context-detached untying process, where users have little or no control to intervene. In some applications, the lack of a controlled untying process may even lead to each query yielding distinct results if the underlying structures ought be subject to change, as it is be the case of the concurrent transactions in a relational database management system (RDBMS). This work focuses on the problems that arise from the integration of similarity based operators into RDBMS, more specifically the k-NN, and proposes new ways to represent queries with multiple predicates, including similarity, identity or OR, as well as new operators derived from k-NN that are better suited for a RDBMS environment containing hybrid queries, and also enable control over the untying process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-11
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.