• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.55.2018.tde-06032018-164600
Documento
Autor
Nome completo
Maria Helena Barriviera e Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 1999
Orientador
Banca examinadora
Aluisio, Sandra Maria (Presidente)
Nunes, Maria das Graças Volpe
Silva, Bento Carlos Dias da
Título em português
A Abordagem de Críticas para a Construção de Sistemas de Aprendizado da Escrita Técnica
Palavras-chave em português
Não disponível
Resumo em português
Problemas com a escrita podem afetar o desempenho de profissionais de maneira marcante, principalmente no caso de pesquisadores e acadêmicos que precisam escrever com proficiência e desembaraço não apenas na língua materna, mas também em uma ou mais línguas estrangeiras. Atualmente, o inglês é a língua dominante para a escrita e divulgação de pesquisas técnicas e científicas. Para amenizar os problemas desses usuários da língua inglesa, que sofrem interferência da língua materna quando escrevem em inglês ou se sentem incapazes de gerar construções e composições lingüísticas de tal idioma, foi desenvolvido o ambiente modular de auxílio e ensino da escrita técnica, chamado AMADEUS (Alvfiable Árticle DEvelopment for User Support). A estrutura do AMADEUS consiste em várias ferramentas inter-relacionadas ferramenta de referência, ferramenta de suporte, ferramenta de crítica e ferramenta tutorial. A ferramenta de critica, objeto de estudo deste trabalho, fornece conhecimento estrutural em um nível textual maior que um parágrafo, ou seja, visa indicar o conjunto mais apropriado de componentes das estruturas esquemática e de componentes específicos de cada uma das 'tias seções de um artigo. Essa ferramenta proporciona o desenvolvimento da criatividade no processo de escrita de um texto, assim como a escrita de textos apropriados a um propósito e audiência específicos (por exemplo, para a comunidade de Inteligência Artificial). Este trabalho explora a abordagem de críticas para ensinar a escrita técnica utilizada por uma comunidade de pesquisa específica, a CHI (Conference on Human Factors in Computing Systems). Apresentamos tanto um modelo para a construção de ferramentas de critica para a escrita técnica, quanto um modelo de documentos (artigos técnicos) que deixa explícito os objetivos e convenções da comunidade escolhida e usamos essa teoria explícita para ensinar a escrita de novos artigos neste domínio. Baseado neste modelo de ferramenta foi construído um protótipo de uma ferramenta de crítica para a comunidade CHI, utilizando um corpus de artigos da CHF96. Finalmente, o protótipo foi avaliado de acordo com os critérios de operacionalidade e praticidade. A questão da operacionalidade foi avaliada através da análise da interação de usuários com diferentes graus de competência da escrita técnica em inglês. Para a questão da praticidade, a estendibilidade, portabilidade, personalização, e custo de implementação foram estudados.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not availabe
Resumo em inglês
Writing scientific papers in English, the língua franca of Science, is often a severe limitation for the career of many a non-native English user. In addition to difficulties in choosing appropriate sentences and collocations which appear with high frequency in scientific texts, non-natives also face problems related to interference from their mother tongue (L1 interference). In order to overcome some of these difficulties, we developed a leaming environment for scientific writing named AMADEUS (Amiable Article DEvelopment for User Support). AMADEUS targets the understanding of the diverse processes involved in the creation of successfill scientific papas. Its overall architecture embodies both advising and tutoring tools, which are called Reference, Support, Critic and Tutoring tools. The Critic Tool helps less-experienced writers to create sections of papers. The tool offers hints (or critiques) as to how better structure the section rather than offer a rigid frame of schematic and specific components for each section. It helps the writing of papers suitable for a purpose and specific audience (for example, the Artificial Intelligence community). The aim of this research is to explore the critiquing approach to teach the scientific writing used by a specific community. We present both, a model for the development of critiquing tools dedicated to the scientific writing and a model of documents which makes explicit the goals and idiosyncrasies of the target community. A prototype system lias been implemented and evaluated for the CHI community (Conference on Human Factors in Computing Systems). A critical analysis of the system's architecture and function focusses on two questions: does it work? and is it practical? To anwer the workability question, samples of the system's interaction with users with different writing backgrotmds are analyzed. To answer the practicality question, the extendibility, tailorability, portability, and cost-effectiveness of the system is studied.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.