• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Vicente de Pontes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lancman, Selma (Presidente)
Cruz, Daniel Marinho Cezar da
Ferretti, Eliana Chaves
Monteiro, Carlos Bandeira de Mello
Título em português
Adequação postural em cadeiras de rodas de pessoas com deficiência: estudo retrospectivo
Palavras-chave em português
Cadeiras de rodas
Equipamentos de autoajuda
Pessoas com deficiência
Política de saúde
Serviços de saúde
Sistema único de saúde
Resumo em português
Introdução: Os sistemas de adequação postural ou as adaptações em cadeiras de rodas proporcionam ao seu usuário o controle postural necessário para a realização de atividades cotidianas, manutenção da independência e interação com o ambiente. Alem disso, evitam complicações respiratórias e o surgimento de deformidades nos indivíduos. A indicação do melhor sistema de adequação postural é uma das tarefas mais desafiadoras aos profissionais de saúde especializados na sua prescrição pois pode ser difícil avaliar quais componentes melhor atendem às necessidades de um indivíduo. Dessa forma, observa-se a preocupação com o desenvolvimento de evidências nessa área, e, portanto, a coleta de informações sobre prescrição de cadeiras de rodas e dos seus componentes de adequação postural são essenciais para a construção de séries históricas, avaliação de seu uso e possibilidade de novas ações e políticas nesse sentido. Objetivo: Caracterizar e quantificar as adaptações em cadeiras de rodas prescritas e dispensadas por um serviço de terapia ocupacional de hospital ortopédico especializado em relação as necessidades oriundas dos diagnósticos atendidos, dos anos 2005 a 2013. Métodos: Estudo observacional descritivo transversal e retrospectivo, realizado no serviço de terapia ocupacional do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, a partir dos prontuários de todos os indivíduos usuários de cadeiras de rodas, atendidos pelo grupo de prescrição de cadeiras de rodas e sistemas de adequação postural do campo de estudo. Foram coletadas informações sociodemográficas (gênero e idade), diagnóstico, recebimento ou não de cadeira de rodas nova, recebimento ou não de adaptações em cadeiras de rodas e as adaptações prescritas. Resultados: Um total de 1480 prontuários de usuários foram investigados, a maioria do sexo masculino (62,1%) e a idade média da amostra foi de 24,1 anos (DP = 17,2). Destes, (30,9%) apresentava o diagnóstico de paralisia cerebral, seguido pela lesão medular (22,6%), distrofia muscular de Duchenne (13,8%), amputação decorrentes de traumas e outras patologias (8,3%) e mielomeningocele (4,2%). Dos 1480 usuários, 69,3% receberam CR novas e ainda 30,7% já possuíam CR doadas por outros serviços e/ou compradas pelo próprio paciente. Quase todas as cadeiras necessitaram de adaptações em sua estrutura (96,1%). Apenas 57 cadeiras de rodas (3,9%) não necessitaram de um SAP conjunto. A adaptação mais frequente é o cinto pélvico (96,1%), seguida do assento e encosto de base rígida (95,1% e 94,5% respectivamente). Conclusões: Nota-se que a amostra estudada necessitou de muitos itens de adequação postural junto de suas cadeiras de rodas. Apesar da grande demanda por esses recursos de tecnologia assistiva, as investigações nessa área são escassas. Diante disso, a investigação proposta por este estudo produziu importantes evidências para a prática clínica de terapeutas ocupacionais que atuam na prescrição de cadeiras de rodas e de sistemas de adequação postural para pessoas com deficiência, apresentando dados que contribuem para uma melhor indicação desses equipamentos
Título em inglês
Positioning system in wheelchairs of people with disabilities: a retrospective study
Palavras-chave em inglês
Disabled persons, Self-help devices
Health policy
Health services
Unified health system
Wheelchairs
Resumo em inglês
Introduction: The positioning system or adaptations in wheelchair provide the user with the postural control necessary for daily activities, the maintenance of independence, and interaction with the environment. In addition, they avoid respiratory complications and the appearance of deformities in individuals. Indicating the best positioning system is one of the most challenging tasks for healthcare professionals specializing in its prescription because it can be difficult to assess which components best meet the needs of an individual. Thus, we are concerned with the development of evidence in this area, and therefore the collection of information about wheelchair prescription and its components of postural adequacy are essential for the construction of historical series, evaluation of their use, and the possibility of new actions and policies in this regard. Objective: To characterize and quantify wheelchair adaptations prescribed and dispensed by an occupational therapy service of a specialized orthopedic hospital in relation to the needs arising from the diagnoses attended from 2005 to 2013. Methods: A cross-sectional and retrospective descriptive observational study performed at the Occupational Therapy Service of the Orthopedics and Traumatology Institute of the Clinics Hospital of the Medical School of the University of São Paulo using the patient records of all wheelchair users, attended by the wheelchair prescription group and positioning system of the field of study. Were collected sociodemographic information (gender and age), diagnosis, whether a new wheelchair was received, whether wheelchair adaptations were received, and the adaptations prescribed. Results: A total of 1480 patient records were investigated, the majority of which were male (62.1%); the mean age of the sample was 24.1 years (SD = 17.2). Of these, 30.9% had a diagnosis of cerebral palsy, followed by spinal cord injury (22.6%), Duchenne muscular dystrophy (13.8%), amputation due to trauma and other pathologies (8.3%). and myelomeningocele (4.2%). Of the 1480 users, 69.3% received a new wheelchair and 30.7% already had one donated by other services and / or purchased by the patient. Almost all the chairs needed adaptations in their structure (96.1%), and only 57 wheelchairs (3.9%) did not require any. The most frequent adaptation was the pelvic belt (96.1%), followed by the rigid base seat, and backrest (95.1% and 94.5%, respectively). Conclusions: It is noted that the sample studied required many positioning items for their wheelchairs. Despite the high demand for these assistive technological resources, research in this area is scarce. Therefore, the research proposed by this study has produced important evidences for the clinical practice of occupational therapists that act on the prescription of wheelchairs and systems of postural adequacy for people with disabilities, presenting data that contribute to a better indication of these equipment's
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.