• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2015.tde-06082015-120144
Documento
Autor
Nome completo
Munick Linhares Pierre
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Elizabeth Alves Gonçalves (Presidente)
Casarotto, Raquel Aparecida
Zanetti, Miriam Raquel Diniz
Título em português
Comparação de protocolos de eletroestimulação do nervo tibial para tratamento da bexiga hiperativa: ensaio clínico randomizado cego
Palavras-chave em português
Bexiga urinária hiperativa
Estimulação elétrica nervosa transcutânea
Fisioterapia
Nervo tibial
Saúde da mulher
Resumo em português
INTRODUÇÃO: No tratamento da síndrome bexiga hiperativa (SBH) a eletroestimulação do nervo tibial é uma terapêutica conservadora, eficaz, de baixo custo, de boa aderência pelas pacientes e com resultados satisfatórios. Não há consenso na literatura quanto à periodicidade e ao número de pontos para aplicação da técnica. OBJETIVO: Comparar a eficácia de protocolos de eletroestimulação do nervo tibial para tratamento fisioterapêutico da SBH não neurogênica. MÉTODOS: ensaio clínico randomizado cego com 138 mulheres portadoras da SBH há seis meses ou mais, randomizadas em cinco grupos: eletrodos posicionados em uma perna com sessões de uma ou duas vezes por semana, eletrodos posicionados em duas pernas com sessões de uma ou duas vezes por semana e um grupo controle. Foram utilizados os instrumentos: King's Health Questionnaire (KHQ), International Consultation on Incontinence Questionnarie - Short Form, Overactive Bladder Questionnaire (OAB-V8), Diário Miccional e uma Ficha de Avaliação Contínua. RESULTADOS: A média de idade foi de 61(±9), sendo que 91% estavam na menopausa. Na frequência urinária o protocolo de duas sessões foi melhor do que o de uma vez por semana (p=0,026). Para o sintoma de urgência e incontinência uma vez por semana teve melhor resultado (p=0,046 e p=0,0001, respectivamente). No sintoma de noctúria a aplicação nas duas pernas foi mais eficaz (p=0,005). Em relação a qualidade de vida, apenas o domínio 'limitações físicas' do KHQ apresentou diferença significativa (p=0,0411). Conclusão: É importante identificar o sintoma mais frequente da SBH para individualizar a conduta fisioterapêutica. A forma de aplicação dos eletrodos e a frequência do tratamento devem ser modificadas de acordo com as necessidades de cada paciente
Título em inglês
Comparison of protocols tibial nerve electrostimulation for treatment of overactive bladder: a randomized blinded clinical trial
Palavras-chave em inglês
Physical therapy specialty
Tibial nerve
Transcutaneous electric nerve stimulation
Urinary bladder overactive
Women's health
Resumo em inglês
BACKGROUND: In the treatment of overactive bladder (OAB) electrical stimulation of the tibial nerve is a conservative therapeutically effective, low cost, good adherence of the patients with satisfactory results. There is no consensus in the literature regarding the periodicity and the number of points for the technical implementation. PURPOSE: To compare the efficacy of electrical stimulation of the tibial nerve protocols to physical therapy for neurogenic OAB not. METHODS: blind randomized clinical trial in 138 women suffering from OAB six months or more randomized into five groups: electrodes positioned on one leg sessions with one or two times per week, electrodes positioned on both legs sessions once or twice per week and a control group. The instruments used were: King's Health Questionnaire (KHQ), International Consultation on Incontinence Questionnaire - Short Form, Overactive Bladder Questionnaire (OAB-V8), Voiding Diary and a Continuous Assessment Form. RESULTS: The mean age was 61 ( ± 9), and 91% were in the menopause. In the urination two protocol sessions was better than the once a week (p = 0.026). For the symptom of urgency and incontinence once a week had better result (p = 0.046 and p = 0.0001, respectively). In the application nocturia symptom in both legs was more effective (p = 0.005). In relation to quality of life, only the domain 'physical limitations' KHQ showed a significant difference (p = 0.0411). Conclusion: It is important to identify the most common symptom of OAB to individualize the practice of physical therapy. The form of application of the electrodes and the frequency of treatment should be modified according to the needs of each patient
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.