• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2014.tde-27082014-124349
Documento
Autor
Nome completo
Ludmila Macêdo Naud
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Lotufo, Paulo Andrade (Presidente)
Pititto, Bianca de Almeida
Santos, Itamar de Souza
Título em português
Avaliação do estado nutricional e hábito alimentar de pacientes com síndrome coronariana aguda do projeto ERICO
Palavras-chave em português
Análise de sobrevida
Brasil/epidemiologia
Estado nutricional
Hábitos alimentares
Índice de massa corporal
Inquéritos sobre dietas
Questionário
Reprodutibilidade dos testes
Síndrome coronariana aguda/epidemiologia
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo descrever a dieta e o estado nutricional de uma população com síndrome coronariana aguda no Projeto Estratégia de Registro da Insuficiência Coronariana (Projeto ERICO) na unidade de emergência do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo e estimar o número de óbitos em decorrência de doenças cardiovasculares em um ano de acompanhamento desses pacientes. Foram selecionados 290 pacientes de uma população de 841 indivíduos com diagnóstico de síndrome coronariana aguda. Foram avaliados dados demográficos, IMC e variáveis de nutrição a partir de um Questionário de Frequência Alimentar previamente validado e posterior análise do Índice de Qualidade da Dieta Revisado. As variáveis de nutrição utilizadas foram valor calórico total, carboidrato, proteína, lipídeo, ácidos graxos polinsaturados, ácidos graxos monoinsaturados, ácidos graxos saturados, ácidos graxos trans, ácidos graxos linolênico, ácidos graxos linoléico, colesterol e fibras. O cálculo do valor nutritivo dos alimentos consumidos e registrados foi realizado utilizando o programa Virtual Nutri com banco de dados de alimentos da tabela de composição química da United States Departement of Agriculture. Com exceção do colesterol e fibras, todas as variáveis tiveram seus valores absolutos e ajustados para a dieta descritos nas análises. Para a avaliação da qualidade da dieta, foi utilizado o Índice de Qualidade da Dieta Revisado e análise dos 12 componentes que caracterizam diferentes aspectos de uma dieta saudável. Cada componente foi avaliado e uma pontuação foi atribuída variando de zero a vinte. Os valores intermediários foram calculados proporcionalmente à quantidade de alimento consumido. Os indivíduos que possuíram ingestão igual ou superior ao nível recomendado atingiram a pontuação máxima (cinco, dez ou 20 pontos), a depender do componente em questão. No final, a pontuação de todos os componentes foi somada gerando o Índice de Qualidade da Dieta revisado. O valor máximo do Índice de Qualidade da Dieta Revisado é 100 pontos. As variáveis dependentes foram os três tipos de síndrome coronariana aguda: angina instável, infarto agudo do miocárdio sem elevação e infarto agudo do miocárdico com elevação do segmento ST no eletrocardiograma de repouso e para a análise de sobrevida, o óbito após um ano de arrolamento a partir da data de entrada no Hospital Universitário. Para análise dos dados foi feita inicialmente uma análise exploratória dos dados, mostrada em forma de tabelas, gráficos e medidas descritivas, com o intuito de obter uma visualização. Para mensuração do nível de associação entre variáveis nominais (sexo e etnia) com o tipo de síndrome coronariana aguda, foi utilizado o teste de quiquadrado de Pearson. As variáveis contínuas foram categorizadas de acordo com o valor de corte estabelecido na literatura, independente da distribuição dos dados na amostra e para estas, também foi aplicado o teste qui-quadrado com nível de significância (alfa) de 5%, excetuando-se o valor energético total que utilizou a mediana da população. Os dados categóricos foram representados em frequências absoluta (n) e relativa (%). As variáveis quantitativas foram submetidas ao teste Kolmogorov-Smirnov para verificar o grau de aderência à distribuição normal. O teste de variância Levene foi utilizado para analisar a homocedasticidade. As variáveis quantitativas foram descritas por frequências, medidas de tendência central e de dispersão. Os dados paramétricos foram representados por média e desvio padrão e comparados por análise de variância para medidas não repetidas (one way ANOVA) com teste post-hoc de Bonferroni para comparação de três variáveis e teste-T não pareado para comparação de duas variáveis. Os dados foram analisados de acordo com o gênero. Os dados não paramétricos foram representados por mediana e comparados com o teste de Kruskal-Wallis com post-hoc Dunn para comparação de três variáveis e teste de Mann-Whitney para duas variáveis. Para analisar a relação do tipo de síndrome coronariana aguda (variável dependente) com as variáveis de nutrição foi feita uma análise de regressão logística binária, considerando a angina instável e IAM sem supra como uma variável e IAM com supra como outra variável dependente. As análises de regressão foram utilizadas para estimar a odds ratio e intervalo de confiança. Análises não ajustadas foram conduzidas para as variáveis separadamente. As variáveis de cada bloco foram analisadas simultaneamente usando o método Enter. Utilizou-se a abordagem da análise de sobrevivência considerando como evento de interesse o óbito com a probabilidade acumulada de sobrevida em dias. Nenhum paciente perdeu o seguimento durante a duração do estudo. Para a análise de tempo desde o dia de internação até a data de última ligação foi utilizado, inicialmente, o estimador produto limite de Kaplan Meier. Na análise univariada das variáveis qualitativas, para verificar a influência do Índice de Qualidade da Dieta Revisado no óbito, realizou-se a construção de curvas Kaplan-Meier e a comparação estatística foi feita pelo teste log-rank. O tempo de sobrevida foi determinado, contado em dias, entre o dia de entrada no Hospital Universitário e a data de óbito. O nível de significância estabelecido para a análise foi de 0,05. As curvas de Kaplan-Meier foram apresentas segundo o tercil de Índice de Qualidade da Dieta Revisado. A digitação e codificação das informações coletadas foram realizadas no programa Excel; posteriormente os dados foram analisados estatisticamente pelo programa SPSS versão 17.0. Os procedimentos para o desenvolvimento deste estudo respeitaram as diretrizes e normas que regulamentam as pesquisas envolvendo seres humanos, aprovadas pela Resolução n° 169, de 10 de outubro de 1996, do Conselho Nacional de Saúde. Desta forma, no banco de dados da pesquisa principal está mantido o anonimato e a confidencialidade dos dados. A maior parte dos indivíduos foram homens adultos com etnia branca, com sobrepeso e diagnóstico IAM sem supra. A dieta média foi considerada hipercalórica, hipoglicídica, normoprotéica e hiperlipídica com aumento da quantidade do valor calórico total em relação ao aumento da gravidade de síndrome coronariana aguda e relação inversa para proteína. Em relação aos micronutrientes, as quantidades foram adequadas para ácidos graxos polinsaturados, ácidos graxos monoinsaturados, ácidos graxos trans e colesterol e consumos abaixo do recomendado para ácidos graxos linolênicos e ácidos graxos linoleicos. O colesterol teve aumento de consumo médio em relação ao aumento da gravidade de síndrome coronariana aguda, enquanto ácidos graxos polinsaturados, ácidos graxos linoleicos e ácidos graxos trans tiveram aumento em relação à diminuição da gravidade da síndrome coronariana aguda. Além disso, qualidade da dieta necessita melhorar. Para os componentes cereal total, carne e derivados, leguminosas, leite e derivados, óleo e gorduras e sódio, o aumento dos mesmos, aumentou em relação à gravidade da doença. Não foi observada relação com a gravidade de síndrome coronariana aguda para os outros componentes, nem mesmo com a pontuação total do Índice de Qualidade da Dieta Revisado. Os valores médios mais baixos em relação à pontuação total foram para os componentes cereal integral, leite e derivados e gordura saturada enquanto os mais altos foram vegetal total, óleo e derivados e sódio
Título em inglês
Assessment of nutritional status and dietary habits of patients with acute coronary syndrome of ERICO study
Palavras-chave em inglês
Acute coronary syndrome/epidemiology
Body mass index
Brazil/epidemiology
Diet surveys
Food habits
Nutritional status
Questionnaires
Reproducibility of results
Survival analysis
Resumo em inglês
The present study aimed to describe the diet and nutritional status of a population with acute coronary syndrome in the Project Strategy Registry of Coronary Insufficiency (ERICO study) at the emergency unit of the University Hospital of the University of São Paulo and estimate the number of deaths in due to cardiovascular diseases in one year follow up of these patients. It was selected 290 patients from a population of 841 individuals diagnosed with acute coronary syndrome. It was evaluated variables of demographics, BMI and nutritional variables from a Food Frequency Questionnaire previously validated and further analysis of the Brazilian Healthy Eating Index-Revised. The variables used were total caloric value, carbohydrate, protein, fat, polyunsaturated fatty acids, monounsaturated fatty acids, saturated fatty acids, trans fatty acids, linolenic fatty acids, linoleic fatty acids, cholesterol and fiber. The calculation of the nutritional value of consumed foods was performed using the Virtual Nutri software with the food chemical composition of United States Departement of Agriculture database. With the exception of cholesterol and fiber, all variables and their absolute values described in the analyzes were adjusted to the diet. For the quality of the diet evaluation, the Brazilian Healthy Eating Index-Revised was used with its analysis of the 12 components featuring different aspects of a healthy diet was used. Each component was evaluated and was assigned with a score ranging from zero to twenty. Intermediate values were calculated in proportion to the amount of food consumed. Individuals who had intake with the limit or above the recommended level reached the maximum score (five, ten or 20 points ), according to the component in question . In the end, the scores of all components were added generating the Brazilian Healthy Eating Index-Revised. The maximum value of the Brazilian Healthy Eating Index-Revised is 100 points. The dependent variables were the three types of acute coronary syndrome: unstable angina, acute myocardial infarction STEMI and NSTEMI and for the survival analysi , death after one year of enrollment from the entry date into the University Hospital. For the data analysis, an exploratory analysis was first done and shown in tables, charts and descriptive measures. The level of association between nominal variables (gender and ethnicity) with the type of acute coronary syndrome was measured with the chi-squared test. Continuous variables were categorized according to the cutoff value established in the literature, regardless of the data distribution in the sample and for these, the chi- squared test with a significance level (alfa) of 5% was also applied, excepting the total caloric value which was used with the median value of the population. Categorical data were presented as absolute (n) and relative (%) frequencies. Quantitative variables were assessed by Kolmogorov-Smirnov test to check the level of normal distribution. The variance of Levene's test was used to analyze the homoscedasticity. Quantitative variables were described by frequencies, central tendency and dispersion measures. Parametric data were expressed as mean and standard deviation and compared by one way analysis of variance (one way ANOVA) and for post hoc analysis, Bonferroni test was used for comparison of three variables and Student's t-test was used for comparison of two variables. The data was analyzed according to gender. The non-parametric data were expressed by median and compared with the Kruskal-Wallis test with its post hoc called Dunn test to compare three variables. The Mann-Whitney test was used to compare two variables. The relationship of the type of acute coronary syndrome (dependent variable) with the variables of nutrition was examined with the binary logistic regression analysis of binary logistic regression, considering the unstable angina and NSTEMI myocardial infarction as a single variable and STEMI myocardial infarction as another dependent variable. Regression analyzes were used to estimate odds ratios and confidence intervals. Unadjusted analyzes were performed separately for the variables. The variables in each group were analyzed simultaneously using the Enter method. We used the approach of survival analysis as the event of interest considering death with a cumulative probability of survival expressed in days. No patients had follow-up lost during the study. It was considered the day of admission at the hospital until the last call date for the time analysis and the Kaplan-Meier method was estimated. To verify the influence of the Brazilian Healthy Eating Index-Revised in death, there was the construction of Kaplan-Meier curves and statistical comparison was done by log-rank test. The level of significance for the analysis was 0.05. The typing and encoding data were performed in Excel and subsequently the data were statistically analyzed using SPSS version 17.0. The procedures for the development of this study are complied with the guidelines and rules that regulate research involving human subjects, approved by 169 Resolution from October 10, 1996 by the National Board of Health. By this way, the database of the research maintained its anonymity and its confidentiality of the data. Most subjects were adults, men, with white ethnicity, overweight diagnosis and with NSTEMI acute myocardial. The average of diet was considered hypercaloric, hypoglycemic, with normal protein value and high in fat with increased amounts of the total caloric value in relation to the increased severity of acute coronary syndrome and inverse relation to protein value. Regarding micronutrients, the quantities were appropriate for polyunsaturated fatty acids, monounsaturated fatty acids, trans fatty acids and cholesterol intakes below the recommended level for linolenic fatty acids and linoleic fatty acids. The cholesterol had increased average consumption in relation to increased severity of acute coronary syndrome, whereas polyunsaturated fatty acids, linoleic fatty acids and trans fatty acids were increased in relation to reducing the severity of acute coronary syndrome. Furthermore, diet quality needs to improve. For full cereal components, meat products, legumes, dairy products, oils and fats and sodium, an increase of them increased the severity of the disease. There wasn't relationship with the severity of acute coronary syndrome for the other components, not even with the total score of the Brazilian Healthy Eating Index-Revised. The lowest average values for the total score were components for whole grain, dairy and saturated fat while the highest were the total vegetable oil and derivatives and sodium
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LudmilaMacedoNaud.pdf (2.47 Mbytes)
Data de Publicação
2015-02-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.