• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-02102012-083411
Documento
Autor
Nome completo
Rafael de Oliveira Alvim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Krieger, Jose Eduardo (Presidente)
Lacchini, Silvia
Medeiros, Alessandra
Título em português
Impacto de marcadores genéticos no fenótipo de rigidez arterial em uma população geral
Palavras-chave em português
Fenótipo
Polimorfismo genético
Rigidez arterial
Velocidade de onda de pulso
Resumo em português
Introdução: A rigidez arterial é um fenômeno complexo caracterizado pela diminuição da complacência vascular frente aos estímulos fisiológicos e patológicos. Semelhantemente a outros fenótipos cardiovasculares, a etiologia da rigidez arterial é modulada por fatores ambientais e genéticos. Levando em consideração a moderada herdabilidade e a característica poligênica do presente fenótipo, torna-se interessante a investigação de marcadores genéticos referentes aos diferentes sistemas envolvidos no remodelamento vascular. Objetivo: Avaliar o impacto dos polimorfismos C242T da subunidade p22phox da NADPH oxidase, G1036C da TXNIP, C609T/T471C da APOE, G1355A da elastina, I/D da ECA e A855G da MMP-9 no fenótipo de rigidez arterial em uma população geral. Métodos: Participaram do estudo 1.663 indivíduos da população geral da cidade de Vitória-ES. O DNA foi extraído a partir de uma amostra de sangue venoso. Posteriormente foram realizadas as genotipagens para as variantes genéticas supracitadas. A rigidez arterial foi avaliada por meio do método da velocidade de onda de pulso (VOP). Resultados: Em relação à VOP, os polimorfismos C242T da subunidade p22phox da NADPH oxidase e G1036C da TXNIP foram signifcativamente associados. Os indivíduos portadores do genótipo TT do polimorfismo C242T da subunidade p22phox (CC+TC=9,8 m/s versus TT=10,1 m/s, p=0,02) e do alelo G do polimorfismo G1036C da TXNIP (CC=9,8 m/s versus CG+GG=10,0 m/s, p=0,03) apresentaram maiores valores da VOP. Entretanto os polimorfismos C609T/T471C da APOE (2=10,0 m/s, 3=9,8 m/s, 4=9,8 m/s, p=0,60), G1355A da elastina (AA=9,8 m/s, GA=9,9 m/s, GG=9,8 m/s, p=0,92), I/D da ECA (DD=9,8 m/s, DI=9,8 m/s, II=9,9 m/s, p=0,53) e A855G da MMP-9 (AA=9,8 m/s, GA=9,8 m/s, GG= 9,8 m/s, p=0,60) não demonstraram tal associação. Somente o genótipo TT do polimorfismo C242T da subunidade p22phox (OR=1,93, p=0,002) apresentou um risco significativamente aumentado para o fenótipo de rigidez arterial. Já os polimorfismos G1036C da TXNIP (OR=1,19, p=0,19), C609T/T471C da APOE (OR=1,14, p=0,33), G1355A da elastina (OR=0,81, p=0,28), I/D da ECA (OR=0,91, p=0,48) e A855G da MMP-9 (OR=1,01, p=0,95) não apresentaram risco. Conclusão: Os polimorfismos C242T da subunidade p22phox da NADPH oxidase e G1036C da TXNIP podem contribuir como moduladores genéticos no enrijecimento vascular
Título em inglês
Impact of genetic markers on arterial stiffness phenotype in a general population
Palavras-chave em inglês
Arterial stiffness
Genetic polymorphism
Phenotype
Pulse wave velocity
Resumo em inglês
Introduction: Arterial stiffness is a complex phenomenon characterized by decreased vascular compliance during physiological and pathological stimuli. Similar to other cardiovascular phenotypes, arterial stiffness etiology is modulated by environmental and genetic factors. Considering the moderate heritability and its polygenic phenotype, genetic markers investigations related to different systems involved in vascular remodeling are interesting. Objectives: To assess the impact of the p22phox C242T, TXNIP G1036C, APOE C609T/T471C, elastin G1355A, ACE I/D and MMP-9 A855G polymorphisms on arterial stiffness phenotype in a general population. Methods: This study included 1,663 individuals of the general population from Vitória-ES. DNA was extracted from a venous blood sample and genotyping assays were performed for the genetic variants described above. Arterial stiffness was evaluated by pulse wave velocity (PWV). Results: Regarding PWV, p22phox C242T and TXNIP G1036C polymorphisms were significantly associated. Individuals carrying TT genotype of the p22phox C242T (CC + CT vs TT = 9.8 m/s = 10.1 m/s, p = 0.02) and individuals carrying G allele of the TXNIP G1036C polymorphisms (CG + CC = 9.8 m/s vs GG = 10.0 m/s, p = 0.03) had higher PWV values. However, APOE C609T/T471C (2=10.0 m/s, 3=9.8 m/s, 4=9.8 m/s, p=0.60), elastin G1355A (AA=9.8 m/s, GA=9.9 m/s, GG=9.8 m/s, p=0.92), ACE I/D (DD=9.8 m/s, DI=9.8 m/s, II=9.9 m/s, p=0.53) and MMP-9 A855G (AA=9.8 m/s, GA=9.8 m/s, GG= 9.8 m/s, p=0.60) polymorphisms did not present association. Only the TT genotype of the p22phox C242T polymorphism (OR = 1.93, p = 0.002) presented an increased risk for the arterial stiffness phenotype. Already TXNIP G1036C (OR=1.19, p=0.19), APOE C609T/T471C (OR=1.14, p=0.33), elastin G1355A (OR=0.81, p=0.28), ACE I/D (OR=0.91, p=0.48) and MMP-9 A855G (OR=1.01, p=0.95) polymorphisms did not present risk. Conclusion: The p22phox C242T and the TXNIP G1036C polymorphisms may contribute to genetic modulators in vascular stiffening
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-10-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.