• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2010.tde-27082010-183019
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Henlin Yue
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lichtig, Ida (Presidente)
Carnio, Maria Silvia
Moura, Maria Cecília de
Título em português
Intervenção bilíngue: percepção dos pais quanto a mudanças na comunicação com seus filhos surdos
Palavras-chave em português
Comunicação
Família
Linguagem
Linguagem de sinais
Multilinguismo
Surdez
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Estudos apontam para a importância da aquisição da Língua de Sinais por crianças Surdas o mais cedo possível para o desenvolvimento de linguagem, cognitivo, social e emocional. Porém, poucas dentre estas crianças têm acesso a esta língua em seu ambiente familiar, pois 95% das crianças Surdas são filhas de pais ouvintes. Um programa de intervenção Bilíngue para crianças Surdas, que proporcione o uso da Língua de Sinais como primeira língua (L1) e o português escrito e oral como segunda língua (L2), pode prover à criança um ambiente favorável ao seu desenvolvimento. Esta pesquisa teve o objetivo de analisar um programa de intervenção Bilíngue para crianças Surdas, na ótica de seus pais ouvintes, com referência ao apoio que receberam dos profissionais envolvidos neste e nas mudanças ocorridas na comunicação com seus filhos depois da participação no programa. MÉTODOS: Foi elaborado um roteiro de entrevista semi-estruturado, que compreendeu os seguintes aspectos: trajetória da família desde o momento da suspeita da Surdez até a entrada no programa Bilíngue; meios e qualidade da comunicação dos familiares com as crianças Surdas; concepção sobre a Surdez e relacionamento familiar. As entrevistas foram realizadas com 17 mães e 1 pai ouvintes, de crianças Surdas com idade entre 5 e 7 anos, que participaram do programa por pelo menos dois anos. A metodologia compreendeu análises quantitativa e qualitativa dos dados coletados nas entrevistas. Foi traduzida e adaptada uma escala de 0 a 10 em que os pais atribuíram nota a seus filhos em situações comunicativas antes e depois da participação no programa Bilíngue. Os resultados das avaliações foram submetidos a tratamento estatístico. As entrevistas foram analisadas qualitativamente com o Discurso do Sujeito Coletivo, selecionando-se as expressões-chave e as ideias centrais dos discursos individuais de todos os pais participantes. RESULTADOS: Com relação à suspeita da Surdez, os resultados indicaram que as mães foram responsáveis em 38,9%, seguida pelos pais por 22,2% e o restante por médicos e outros familiares. A idade das crianças, em média, era de 12,3 meses no momento da suspeita da Surdez e 19,91 meses no momento do diagnóstico. Para a maioria dos pais, tanto o primeiro contato com um Surdo adulto como o aprendizado da Língua de Sinais foram propiciados pelo programa Bilíngue. Houve melhoras significativas, na opinião dos pais, com relação à comunicação e ao relacionamento com os filhos Surdos. Os resultados também mostraram 100% de aceitação da Língua de Sinais pelos pais. Com relação à fluência dos pais no uso da Língua de Sinais, 77,8% destes se autoavaliaram com nota acima de 7. Também ocorreram mudanças positivas para todos os pais na dinâmica da vida familiar e quanto à expectativa de futuro dos filhos Surdos. Os Discursos do Sujeito Coletivo dos pais revelaram o impacto que sofreram ao receber o diagnóstico da Surdez dos filhos, as melhoras observadas por eles na comunicação com seus filhos e destes com outros familiares. Os resultados também mostraram a importância da interação destes pais com Surdos adultos e as mudanças positivas ocorridas em suas vidas e de seus filhos decorrentes de sua participação no programa. CONCLUSÕES: O programa Bilíngue promoveu melhora na comunicação entre as crianças Surdas e seus familiares ouvintes, no comportamento geral das crianças, no relacionamento intrafamiliar, na expectativa de futuro dos pais com relação a seus filhos Surdos e na qualidade de vida destas famílias .
Título em inglês
Bilíngual intervention: parents perception on changes communication with their deaf children
Palavras-chave em inglês
Communication
Deafness
Family
Language
Multilíngualism
Sign language
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Studies indicate the importance of Deaf children acquiring Sign Language as early as possible for purposes of language, cognitive, social and emotional development. However, few children have access to this in the family environment, since 95% of Deaf children have hearing parents. A program of bilíngual intervention for Deaf children that offers the use of Sign Language as a first language (L1) and written and spoken Portuguese as a second language (L2) can provide children with a favorable environment for their development. This research aimed to analyze a program of Bilíngual intervention for Deaf children from the viewpoint of their hearing parents, with reference to the support they received from the professionals involved and the communication with their children before and after participation in the program. METHODS: A semi-structured interview was designed, covering the following aspects: family trajectory from the moment when it suspected the deafness to the moment when it entered the Bilíngual program; means and quality of communication between family members and the Deaf children; conception of Deafness; and family relationship. Interviews were conducted with 17 hearing mothers and 1 hearing father of Deaf children aged between 5 and 7 years old, who participated in the program for at least two years. The methodology included quantitative and qualitative analyses of the data gathered during the interviews. A 0 to 10 scale was translated and adapted for the parents to grade their children in communicative situations before and after participation in the bilíngual program. The results of the evaluations underwent statistical treatment. The interviews were qualitatively analyzed using the Discourse of the Collective Subject, selecting the key expressions and central ideas of the individual discourses of all participating parents. RESULTS: With regard to the suspicion of Deafness, the results indicated that mothers were responsible in 38.9% of cases, followed by fathers (22.2%) and doctors and other family members in the remaining cases. Children were aged 12.3 months on average at the moment of the suspicion of Deafness, and 19.91 months on average at the moment of the diagnosis. For most parents the first contact with Deaf adults and the learning of Sign Language were provided by the Bilíngual program. There was significant improvement in parents opinion in relation to the communication and relationship with their Deaf children. The results also showed an acceptance level of Sign Language by parents of 100%. As for parents fluency in Sign Language, 77.8% self-evaluated with a score above 7. There also occurred positive changes for all parents in the dynamics of family life and as to the expectation of their Deaf childrens future. Parents Discourses of the Collective Subject revealed the impact they suffered upon receiving the diagnosis of their childrens Deafness, the improvement observed by them in the communication with their children, and between their children and other relatives. The results equally demonstrated the importance of contact with Deaf adults and the positive changes that took place in their lives and in their childrens lives as a result of their participation in the program. CONCLUSIONS: The Bilíngual program promoted improvements in communication between Deaf children and their hearing family members, in childrens behavior, in the intra-family relationship, in hearing parents expectation of their Deaf childrens future and in families quality of life
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-08-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.