• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-27032013-100829
Documento
Autor
Nome completo
Byanka Cagnacci Buzo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Carvallo, Renata Mota Mamede de (Presidente)
Fávero, Mariana Lopes
Fiorini, Ana Claudia
Matas, Carla Gentile
Samelli, Alessandra Giannella
Título em português
Zumbido: estudo dos mecanismos cocleares
Palavras-chave em português
Audição
Audiometria
Células ciliadas auditivas
Testes auditivos
Zumbido
Resumo em português
Introdução: O zumbido pode ser definido como a percepção consciente de um som, sem a participação de uma fonte sonora externa. A presença isolada do zumbido, sem a perda auditiva associada sugere que o mesmo pode ser o primeiro sintoma de alterações cocleares que somente serão percebidas depois do aparecimento da perda. Considerando que o zumbido está frequentemente relacionado a disfunções cocleares e mais especificamente a alterações nas células ciliadas, e que nesse caso as funções desempenhadas por elas podem estar comprometidas em algum grau, é possível que alterações nos mecanismos cocleares em pacientes com limiares auditivos ditos normais e queixa de zumbido sejam encontradas. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi verificar as diferenças entre as respostas cocleares em mensurações eletroacústicas e psicoacústicas em indivíduos sem perda auditiva, com e sem queixa de zumbido. Método: Participaram do estudo 57 indivíduos com limiares audiométricos dentro dos padrões de normalidade, divididos em dois grupos: grupo-controle composto por 41 sujeitos (81 orelhas) sem queixa de zumbido, e grupo-zumbido composto por 16 sujeitos (31 orelhas) com queixa de zumbido. Os sujeitos foram submetidos à pesquisa das Curvas de Crescimento das Emissões Otoacústicas Produto de Distorção, pesquisa das Curvas Psicofísicas de Sintonia e aplicação do teste TEN. Resultados: Para as CC-EOAPD somente foi observada diferença estatística nas curvas de 3000 e 6000 Hz, para L2=45 dBNPS e L2=55 dBNPS, respectivamente. Para as curvas psicofísicas de sintonia, foram observadas diferenças estatísticas localizadas nas extremidades das curvas, isto é, para a CPS de 2000 Hz com ruído de 6000 e 8000, para a CPS de 3000 Hz, para 8000 Hz, para a CPS de 4000 Hz para o ruído de 2000 e 8000 Hz e para as CPS de 6000 e 8000 Hz para os ruídos de 3000 e 2000 Hz. Para o teste TEN, não foi encontrada presença de zonas mortas da cóclea, entretanto foi observado padrão diferente entre os grupos, caracterizado pelo limiar na presença de ruído ipsilateral estatisticamente mais elevado no grupo-zumbido do que no grupo-controle. Conclusão: Foi observado que apesar de audiologicamente normais, os grupos apresentam desempenhos estatisticamente distintos nos testes aplicados, principalmente nas Curvas Psicofísicas de Sintonia e no teste TEN, evidenciando funcionamentos cocleares diferentes que, possivelmente, comprometem em algum grau os mecanismos cocleares, principalmente a seletividade de frequência
Título em inglês
Tinnitus: study of cochlear mechanisms
Palavras-chave em inglês
Audiometry
Hair cells auditory
Hearing
Hearing tests
Tinnitus
Resumo em inglês
Introduction: Tinnitus can be defined as the conscious perception of a sound without the participation of an external sound source. The association between tinnitus and hearing loss has been well described. The isolated presence of tinnitus, without hearing loss, suggests that it may be the first symptom of cochlear dysfunctions that will be noticed only after the emergence of the hearing loss. Whereas tinnitus is often related to cochlear dysfunction, specifically in hair cells, their mechanisms could be impaired to some degree. Thus, patients with normal hearing and tinnitus, could show some dysfunctions in cochlear mechanisms. Objective: The aim of this study was to investigate the differences between the cochlear responses in electroacoustic and psychoacoustic measurements in subjects with normal hearing, with and without tinnitus. Method: The study included 57 subjects with audiometric thresholds within normal limits, divided into two groups: control group consisted of 41 subjects (81 ears) without tinnitus and tinnitus group consisted of 16 subjects (31 ears) with tinnitus. The subjects were tested for DPOAE-I/O functions, Psychophysical Tuning Curves (PTC) and TEN test. Results: For DPOAE-I/O only statistical difference was observed in the curves of 3000 and 6000 Hz, for L2 = 45 dBSPL and L2 = 55 dBSPL respectively. For the psychophysical tuning curves, statistical differences were observed at the ends of the curves, i.e. for the PTC 2000 Hz with noise 6000 and 8000 to 3000 PTC Hz to 8000 Hz to 4000 Hz PTC for noise 2000 and 8000 Hz and the PTC 6000 and 8000 Hz for the noise of 3000 Hz and 2000 TEN For the TEN test, there were no presence of "dead regions in the cochlea," however different pattern was observed among groups, characterized by the presence of noise threshold ipsilateral statistically higher in the tinnitus group than the control group. Conclusion: We found that despite normal hearing, the groups have statistically different performances in the test applied, especially in psychophysical tuning curves and the TEN test, showing that different runs cochlear possibly commit to some degree the cochlear mechanisms, mainly the frequency selectivity
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-01
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • BUZO, B. C., and CARVALLO, R. M. M. Psychoacoustic analyses of cochlear mechanisms in tinnitus patients with normal auditory thresholds [doi:10.3109/14992027.2013.840931]. International Journal of Audiology [online], 2014, vol. 53, p. 40-47.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.