• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Ellen Cristina Rodrigues Felix
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Greve, Julia Maria D Andrea (Presidente)
Busse, Alexandre Leopold
Luna, Natália Mariana Silva
Título em português
Análise funcional, isocinética e posturográfica de atletas com lesão de ligamento cruzado anterior antes e após a reconstrução anatômica com tendão flexor
Palavras-chave em português
Avaliação isocinética
Equilíbrio postural
Lesões do ligamento cruzado anterior
Retorno ao esporte
Resumo em português
A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) é incapacitante para vários esportes pela instabilidade e deficiência funcional. O tratamento indicado é a reconstrução cirúrgica do ligamento, no entanto, nem sempre a recuperação funcional após a operação é suficiente para o retorno ao esporte. O objetivo deste estudo foi avaliar o controle postural dinâmico, a força muscular e o parâmetro funcional medido pelo Hop Test de atletas com e sem lesão do LCA. Métodos: Foram incluídos 74 atletas, 60 homens e 14 mulheres, com idades entre 16 e 45 anos, divididos em dois grupos: Grupo-Lesão LCA (GL) com 34 atletas (25,05 anos ± 6,82) e Grupo-Controle (GC) com 40 atletas sem lesão de LCA (27,7 anos ± 8,16). Todos os voluntários realizaram posturografia, dinamometria isocinética e o Hop Test. O GL foi avaliado antes e 12 meses após a reconstrução. O Grupocontrole (GC) foi avaliado num único momento. Resultados: Nas comparações pré e pós-operatórias do GL: a posturografia mostrou maior área de deslocamento no pré-operatório; na dinamometria isocinética, o pico de torque e trabalho total foram maiores no pós-operatório, mas a relação entre músculos flexores e extensores foi menor que a preconizada em ambas as avaliações (pré e pós-operatório); no Hop Test, a distância saltada e a simetria entre os membros foram maiores no pós-operatório. Na comparação com o GC, a posturografia mostrou maior oscilação anteroposterior e menor oscilação mediolateral no GL pré-operatório; na dinamometria isocinética, o pico de torque e trabalho total foram maiores no pré-operatório. No pós-operatório, GL mostrou maior relação entre flexores e extensores que GC. Conclusão: Os atletas submetidos à reconstrução do LCA apresentaram melhor desempenho funcional na avaliação pós-operatória quando comparados com o pré-operatório e com GC. Porém, os parâmetros isocinéticos apresentaram recuperação incompleta
Título em inglês
Functional, isokinetic and posturographic evaluation of athletes with anterior cruciate ligament injury before and after anatomic reconstruction with hamstring tendon graft
Palavras-chave em inglês
Anterior cruciate ligament injuries
Isokinetic evaluation
Postural balance
Return to sport
Resumo em inglês
The injury of the anterior cruciate ligament (ACL) is crippling for various sports by instability and functional impairment. The recommended treatment is surgical ligament reconstruction, however, sometimes that functional recovery after operation is not enough to return to the sport. The objective of this study was to evaluate the dynamic postural control, muscle strength, and functional parameter measured by Hop Test of athletes with and without ACL injury. Method: We included 74 athletes, 60 men and 14 women, who are between 16 and 45 years old, divided into two groups: Injury Group (GL) with 34 athletes (25.05 years ± 6.82) and Group Control (GC) with 40 athletes without ACL injury (27.7 years ± 8.16). All volunteers held posturography, isokinetic dynamometry and the Hop Test. The GL was assessed before and 12 months after the reconstruction. The Control Group was evaluated in a single moment. Results: Pre and postoperative comparison of GL: posturography showed greater area of displacement; in isokinetic dynamometry, peak torque and total work were higher in the postoperative period, but the relationship between flexors and extensors muscles was lower than recommended in both evaluation (pre and postoperative); in Hop Test, the distance hopped and the symmetry between the limbs was greater in the postoperative period. In comparison to the GC, posturography showed greater anteroposterior oscillation and lower mediolateral oscillation in preoperative GL; in isokinetic dynamometry, peak torque and total work were higher in GL preoperative. In postoperative period GL showed higher relationship between flexors and extensors than GC. Conclusion: The athletes submitted to ACL reconstruction showed better functional performance in postoperative assessment when surgery was compared to the preoperative period, and to GC. However, isokinetic parameters showed incomplete recovery
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.