• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-27082009-160045
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Piassi Passos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Alonso, Nivaldo (Presidente)
Daud, Eduardo Dib
Gomez, David de Souza
Pereira, Max Domingues
Schiozer, Wandir Antonio
Título em português
Avaliação rinométrica da técnica de rinoplastia com preservação do dorso cartilaginoso
Palavras-chave em português
Cirurgia plástica
Rinometria acústica
Rinoplastia
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A rinoplastia tem uma posição de destaque no universo da Cirurgia Plástica, decorrente da complexidade anatômica do nariz, do seu papel estético facial e de sua importância na fisiologia respiratória.Desde Joseph e Roe, a redução do excesso de dorso ósteo-cartilaginoso vem sendo baseada na ressecção parcial dos processos laterais da cartilagem septal, do próprio septo e dos ossos próprios do nariz. Divulgou-se um número considerável de complicações e resultados estéticos e funcionais inadequados, tais como: alteração funcional da válvula nasal interna, pinçamento do terço médio, teto aberto, deformidade em V invertido, nariz em sela, irregularidades de dorso, entre outros. Ishida et al. propuseram uma técnica inovadora que realiza o tratamento do dorso nasal com a preservação da estrutura cartilaginosa do mesmo, mantendo a função da válvula nasal interna. Desde o início do século XX, diversos autores tentaram um método objetivo e quantitativo para o diagnóstico e seguimento da função da válvula nasal. Diante deste problema de diagnóstico das alterações da válvula nasal interna, surgiu a rinometria acústica, aonde se pode especificar o sítio anatômico das alterações de fluxos e resistências da cavidade nasal. A rinometria acústica (RA) foi descrita em 1989 por Hilberg et al. quando novas perspectivas foram lançadas no estudo objetivo das fisiopatologias nasais. OBJETIVO: Este estudo avaliou as alterações das áreas das válvulas nasais internas, comparando os valores obtidos no pré-operatório com os valores obtidos no pós-operatório oriundos da rinometria acústica em pacientes submetidos a rinoplastia com preservação do dorso cartilaginoso. MÉTODO: Foram estudados 75 pacientes submetidos a rinoplastia com preservação do dorso cartilaginoso. Os pacientes realizaram avaliação rinométrica no pré-operatório e no pós-operatório de 2 anos. Utilizamos o aparelho de rinometria acústica da Rhinometrics, o Rhino Scan 2.5. Utilizamos a área da ASM II (com vasoconstrictor), que representa o início da válvula nasal interna. Foi utilizada uma análise de variância (ANOVA). RESULTADOS: Observou-se que no momento pré-cirurgia houve diferença estatisticamente significante entre os dois lados na medida de VNI (p=0,007), ou seja, o lado direito apresentou, em média, 0,014 ± 0,004 cm2 a mais na VNI do que o lado esquerdo. Do momento pré para o momento pós observou-se um decréscimo médio estimado em 0,007 ± 0,005 cm2 na VNI do lado direito, entretanto esse decréscimo não se mostrou estatisticamente significante (p=0,284). Para o lado esquerdo observou-se comportamento distinto ao apresentado para o lado direito, ou seja, do momento pré para o momento pós observou-se um acréscimo médio estimado em 0,009 ± 0,005 cm2 na VNI, porém este acréscimo não foi significativo do ponto de vista estatístico (p=0,735). DISCUSSÃO: Em relação aos resultados obtidos neste estudo, podemos evidenciar o evento de simetrização das válvulas nasais, mostrando um decréscimo na VNI D e aumento de área da válvula nasal E, porém sem diferença estatisticamente significativa, ratificando a não manipulação significativa da região anatômica da válvula nasal interna. CONCLUSÃO: Concluímos que a técnica de rinoplastia com preservação do dorso cartilaginoso não alterou de forma estatisticamente significante os valores das áreas das válvulas nasais internas obtidos através da rinometria acústica, quando comparamos o momento pré-operatório com o momento pós-operatório.
Título em inglês
Avaliação rinométrica da técnica de rinoplastia com preservação do dorso cartilaginoso
Palavras-chave em inglês
Acoustic ahinometry
Plastic surgery
Rhinoplasty
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The rhinoplasty is a position of prominence in the world of Plastic Surgery, due to anatomical complexity of the nose, facial aesthetic of its role and its importance in physiology. Since Joseph Roe, the reduction of excessive back-cartilaginous has been based on partial resection of the lateral process of septal cartilage of the septum and the bone's own nose. It has been related a considerable number of complications and inadequate functional and aesthetic results, such as: functional change of the internal nasal valve, clamping the middle third, "roof open," deformity in "V" inverted, in saddle nose, irregularities of the back, among others. Ishida et al. proposed an innovative technique that performs the treatment of nasal dorsum with the preservation of the cartilaginous structure of it, maintaining the function of internal nasal valve. Since the beginning of the twentieth century, many authors haven trying an objective and quantitative method for diagnosis and follow the function of the nasal valve. Facing the problem of diagnosis of changes in internal nasal valve, appeared acoustic rhinometry, where you can specify the site of the anatomic changes of flow and resistance of the nasal cavity. Acoustic rhinometry (AR) was described in 1989 by Hilberg et al. when new prospects were launched in the study goal of nasal pathophysiology. OBJECTIVE: This study evaluated changes in the areas of internal nasal valve, comparing the values obtained preoperatively with the values obtained in the postoperative period from the acoustic rhinometry in patients who underwent rhinoplasty with preservation of cartilaginous back. METHOD: We studied 75 patients submitted a rhinoplasty with the preservation of cartilaginous back. Patients held in rhinometry evaluation preoperative and postoperative period of 2 years. We use the apparatus of the acoustic rhinometry Rhinometrics, the Rhino Scan 2.5. We use the area of ASM II (with vasoconstrictor), which represents the start of the internal nasal valve. We used an analysis of variance (ANOVA). RESULTS:Observed that in the pre-surgery statistically significant difference between the two sides since the NIV (p = 0007), namely the right side showed, on average, 0014 ± 0004 cm2 in the NIV more than the left side. From time to time pre post observed a decrease in estimated average 0007 ± 0005 cm2 in the NIV on the right side, however this decrease was not statistically significant (p = 0284). To the left was observed different behavior to that presented to the right side, that is the moment for pre the moment after it was observed an average gain estimated at 0009 ± 0005 cm2 in the NIV, but this increase was not significant from the point of statistically (p = 0735). DISCUSSION: Regarding the results of this study, this study shows the event of simetrização nasal valve, showing a decrease in the NIV R and increase the area of the nasal valve L, but there were no statistically significant difference, in ratifying no significant manipulation of the anatomical region of the internal nasal valve. CONCLUSION: We conclude that the technique of rhinoplasty with preservation of the back cartilaginous no statistically significant changes in the values of the areas of internal nasal valves when compared Preoperative the moment to moment after surgery, obtained from Acoustic rhinometry.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
alexandreppassos.pdf (684.51 Kbytes)
Data de Publicação
2009-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.