• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Lys Angelica Lamera Vane
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Vieira, Joaquim Edson (Presidente)
Amaral, José Luiz Gomes do
Mota, Andre
Silveira, Paulo Sergio Panse
Título em português
O curso experimental da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: história e memória, 1968-1974
Palavras-chave em português
Currículo/história
Educação de graduação em medicina
Educação médica
Educação superior
História da medicina
História do século XX
Resumo em português
Introdução: O Curso Experimental de Medicina (CEM) vigorado de 1968 a 1974 na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), foi uma estrutura curricular de ensino divergente dos padrões da época. O CEM consistia em um modelo integrado de ensino por blocos, sendo considerada uma forma mais atualizada para a formação médica. Essa nova concepção de ensino causou forte oposição entre docentes e apoiadores do curso tradicional. A reunificação dos cursos tradicional e experimental em 1974 neutralizou a nova proposta de ensino, porém, mantiveram-se, até os dias de hoje, reflexos de sua existência. Objetivo: Estudar a constituição do CEM, bem como seus elementos construtores por meio de narrativas dos seus protagonistas, apresentar critérios de comparabilidade com o curso denominado tradicional da FMUSP e verificar junto aos ex-residentes de Anestesiologia do período-vigente, o impacto dos referidos cursos na formação dos mesmos. Metodologia: Foram adotadas duas técnicas para a investigação: o levantamento de documentos institucionais oficiais e entrevistas semiestruturadas com resposta aberta envolvendo docentes e discentes pertencentes ao CEM e ao curso tradicional. Resultados: Onze docentes foram entrevistados, colaboradores de ambos os modelos, 12 ex-discentes do CEM, 12 ex-discentes do curso tradicional e 7 ex-residentes de Anestesiologia, configurados em 3 participantes do curso experimental e 4 do tradicional. O principal aspecto relatado foi a integração entre as disciplinas. Entre os discentes, o enfoque dado aos aspectos do CEM foram a sólida formação teórica em Ciências Básicas e o bom desempenho como médico generalista. Relata-se um revisitar frequente do conteúdo, que facilitava o aprendizado, uma maior aproximação discente-docente, proporcionando segurança na escolha da especialidade, com maior predileção dos alunos pelas especialidades na qual os docentes estavam mais próximos. Para os docentes, as reuniões frequentes com outros professores proporcionavam discussões norteadoras sobre pontos principais a serem abordados em diferentes disciplinas. Os alunos do curso tradicional referenciam-se a este como um modelo que não privilegiava um processo formativo amplo, compartimentando-se o conteúdo de modo a não possibilitar um repertório interativo entre discentes e docentes. Os apontamentos realizados pelos alunos do curso tradicional coincidiram com as reflexões dos ex-residentes em Anestesiologia, que elencaram lacunas no currículo da graduação médica. Conclusão: O CEM determinou grandes mudanças de paradigma quanto ao ensino médico, sendo a formação integrada entre disciplinas e a aproximação entre docente-discente notados como condições distintas e fundamentais entre os currículos
Título em inglês
The Experimental Course of the Faculty of Medicine of the University of São Paulo: History and Memory, 1968-1974
Palavras-chave em inglês
Curriculum/history
Education higher
Education medical
Education medical graduate
History 20th century
History of medicine
Resumo em inglês
Introduction: The Medical Experimental Course (MEC), which lasted from 1968 to 1974 at the Faculty of Medicine of the University of São Paulo (FMUSP), was a curricular method that diverged from the standard curriculum present at that period. The standard curriculum could be described as classes based on expositive lectures during the years prior to internship, while the MEC consisted of an integrated model of block-based. This new conception of teaching caused strong opposition between teachers and supporters of the traditional course. The reunification of the traditional and experimental courses occurred in 1974 and extinguished the new teaching proposal, but remains of its existence persists today. Objective: To study the formation of the MEC, as well as its constructive elements through narratives of its protagonists, to present comparison criteria between the MEC and the traditional course and to check with the former residents of anesthesiology the impact of the MEC. Methods: Two data analysis techniques were adopted: the collection of official documents and the production of semi-structured interviews with open response involving teachers and students of the MEC and the traditional course. Results: Eleven teachers, collaborators of both models, 12 former students of CEM, 12 former students of the traditional course and 7 former residents of Anesthesiology. The main aspect reported by the MEC students and teachers was the integration between disciplines. Among the students, the focus given to the MEC aspects was the solid theoretical background in Basic Sciences and the good performance as general practitioner. It is also reported that there was constant revisiting of the content, which facilitated the learning and a greater student-teacher approach, providing an easier choice of the specialty. The CEM students also had a greater preference for the specialties in which the teachers were closer. For teachers, frequent meetings with other teachers provided guiding discussions on key points to be addressed in different disciplines. The students of the traditional course refer to this as a model that did not favor a broad formative process, compartmentalizing the content so as not to allow an interactive repertoire between students and teachers. The notes made by the students of the traditional course coincided with the reflections of the former residents in Anesthesiology, which listed gaps in the medical graduation curriculum of FMUSP. Conclusion: The CEM determined great changes regarding medical education, with integrated training between disciplines and the approximation between teacher-student noted as distinct and fundamental conditions between the curricula in present at that time
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.