• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-16032015-152134
Documento
Autor
Nome completo
Livia Stocco Sanches Valentin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carmona, Maria Jose Carvalho (Presidente)
Braz, José Reinaldo Cerqueira
Jukemura, José
Tardelli, Maria Angela
Vieira, Joaquim Edson
Título em português
Avaliação dos efeitos da dexametasona sobre a incidência de disfunção cognitiva pós-operatória em idosos submetidos à anestesia geral
Palavras-chave em português
Anestesia geral
Dexametasona
Idosos
Testes neuropsicológicos
Resumo em português
Introdução: Disfunção cognitiva pós-operatória (POCD) é um evento adverso multifatorial mais frequente em pessoas com idade superior a 60 anos ou doenças neurológicas e psiquiátricas. Este estudo avaliou o efeito da dexametasona sobre a incidência de POCD em idosos após cirurgia não cardíaca sob anestesia geral. Métodos: Cento e quarenta pacientes (ASA I-II, idade 60-87 anos) participaram deste estudo prospectivo, randomizado, envolvendo a administração ou não de 8 mg de dexametasona IV antes da indução anestésica para anestesia geral profunda ou superficial de acordo com o índice bispectral. Os testes neuropsicológicos foram aplicados no pré-operatório e em 3, 7, 21, 90 e 180 dias após a cirurgia e comparados com os dados normativos. Enolase específica do neurônio e S100beta foram avaliados antes e 12 horas após a indução da anestesia. A regressão linear com inferência baseada no método de equações de estimação generalizadas (GEE) foi aplicado, seguido pelo teste post-hoc de Bonferroni, considerando P <0,05 como significativo. Resultados: No terceiro dia pós-operatório, POCD foi diagnosticada em 25,2% dos pacientes que receberam a dose de dexametasona e anestesia profunda, 15,3% nos pacientes que receberam a dose da dexametasona e anestesia superficial, 68,2% do grupo de anestesia profunda e 27,2% do grupo de anestesia superficial (p < 0,0001). Os testes neuropsicológicos demonstraram que a anestesia superficial e a dose de dexametasona antes da indução anestésica diminuiu a incidência de POCD, especialmente para as funções memória e atenção e para a função executiva. A administração de dexametasona preveniu o aumento nos níveis séricos de S100beta no pós-operatório (p < 0,002) bem como está relacionado com uma diminuição significativa nos níveis séricos de enolase específica de neurônio (NSE) (p < 0,001). A memória imediata apresentou diferença entre pacientes com e sem alelo APOe4 (p = 0,025) independente do momento de avaliação. A memória de longo prazo apresentou alteração ao longo dos momentos de avaliação em pacientes com e sem a presença do APOe4 (p = 0,006 e p = 0,017 respectivamente). Pacientes com o alelo APOe4 apresentaram maior percentual de disfunção para memória imediata que os pacientes sem o alelo (p = 0,003). Os pacientes sem o alelo APOe4 apresentaram redução de disfunção para o processo de flexibilidade mental após 180 dias quando comparado aos demais momentos (p < 0,05) e os pacientes com a presença do alelo não apresentaram qualquer alteração estatisticamente significativa (p > 0,999), sendo que após 180 dias os pacientes com o alelo APOe4 apresentaram alteração na função executiva para a flexibilidade mental quando comparados aos pacientes sem o alelo (p < 0,001). Conclusão: A dexametasona pode minimizar a incidência de POCD em pacientes idosos submetidos a cirurgia não cardíaca, especialmente quando associada à anestesia superficial. Efeito da dexametasona sobre os níveis séricos S100beta e NSE pode estar relacionado com algum grau de neuroproteção
Título em inglês
Evaluation of the effects of dexamethasone on the incidence of postoperative cognitive dysfunction in elderly patients undergoing general anesthesia
Palavras-chave em inglês
Dexamethasone
Elderly patients
General anesthesia
Neuropsychological tests
Resumo em inglês
Background: Postoperative cognitive dysfunction (POCD) is a multifactorial adverse event most frequently in elderly patients or people aged over 60 years, neurological and psychiatric diseases. This study evaluated the effect of dexamethasone on POCD incidence after non-cardiac surgery and general anesthesia. Methods: One hundred and forty patients (ASA I-II; age 60-87 years) took part in a prospective randomized study involving the administration or not of 8 mg of IV dexamethasone before deep or superficial anesthesia according to bispectral index. Neuropsychological tests were applied preoperatively and at 3rd, 7th, 21st, 90th and 180th days after surgery and compared with normative data. Neuron specific enolase and S100beta were evaluated before and 12 hours after induction of anesthesia. Linear regression with inference based on the generalized estimating equations (GEE) method was applied, followed by the post-hoc Bonferroni test considering P < 0.05 as significant. Results: On the 3rd postoperative day, POCD was diagnosed in 25.2% of patients receiving dexamethasone plus deep anesthesia, 15.3% of the dexamethasone plus superficial anesthesia group, 68.2% of the deep anesthesia group and 27.2% of the superficial anesthesia group (p < 0.0001). Neuropsychological tests showed that dexamethasone plus superficial anesthesia decreased the incidence of POCD, especially memory, attention and executive function. The administration of dexamethasone prevented the postoperative increase in S100? serum levels (p < 0.002) and it is also related with a significant decrease in serum levels of neuron specific enolase (p < 0.001). Immediate memory was different between patients with and without APOe4 allele (p = 0.025) independent of the moment of assessment. The Long-term memory was impaired over the evaluation periods in patients with and without the presence of APOe4 allele (p = 0.006 and p = 0.017 respectively). Patients with the APOe4 allele had higher percentage of dysfunction for Immediate memory (p = 0.003). Patients without the APOe4 allele showed a reduction of dysfunction for the process of Mental flexibility after 180 days compared to the other assessment phases (p < 0.05) and patients with APO?4 allele showed no statistically significant change (p > 0.999), and after 180 days the patients with the APOe4 allele had alterations in Executive function for mental flexibility when compared to patients without the allele (p < 0.001). Conclusion: Dexamethasone can minimize the incidence of POCD in elderly patients undergoing non-cardiac surgery, especially when associated with superficial anesthesia. The effect of dexamethasone on S100beta e NSE serum levels might be related with some degree of neuroprotection
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.