• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-09022015-104627
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Valadares Robles
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Amaro Júnior, Edson (Presidente)
Martin, Maria da Graça Morais
Silva, Mariana Penteado Nucci da
Castro, Claudio Campi de
Leite, Claudia da Costa
Título em português
Estudo prospectivo das funções cognitivas em epilepsia idiopática da infância através da ressonância magnética funcional
Palavras-chave em português
Epilepsia rolândica
Epilepsia tipo ausência
Função executiva
Imagem por ressonância magnética
Testes neuropsicológicos
Resumo em português
Introdução: Uma importante aplicação da técnica de Ressonância Magnética funcional é em pesquisa clínica, acerca das funções cognitivas de pacientes, como por exemplo atenção, memória, linguagem, dentre outras. Pacientes com Epilepsia Idiopática da Infância podem apresentar déficits cognitivos e não possuem alterações estruturais detectáveis o que facilita a aplicação de técnicas computacionais de registro e normalização em estudos de neuroimagem o que possibilita a geração de imagens de um grupo de indivíduos e suas diversas possibilidades de inferências estatísticas. Este estudo teve como objetivo descrever as funções cognitivas em pacientes com Epilespia Rolândica (ER) e Epilepsia de Ausência (EA) através da RMf. Métodos: 57 indíviduos, 23 pacientes com ER ((média= 10,7 anos), 20 pacientes com EA (média= 9,9 anos) e 14 controles saudáveis (média=10 anos) foram submetidos ao vídeo-EEg, testes neuropsicológicos para avaliação das funções cognitivas (QI, funções executivas, dentre outras) e um paradigma de atenção Stoptask Gonogo e um paradigma Resting State (RS). Os dados foram analisados e foram gerados mapas limirializados de ativação da função BOLD. Resultados: As principais áreas ativas em pacientes e controles no paradigma Stoptask foram: hemisférios cerebelares bilateral, córtex orbito frontal bilateral, giros fusiformes, ínsula bilateral, córtex dorso latero pré-frontal, giro do Cíngulo anterior direito e esquerdo, bordas dos sulcos intraparietais, giros frontais superiores, eye-field.(p < 0,01). No paradigma RS as áreas encontradas foram: Córtex medial prefrontal, giro angular, giro supramarginal, giro do cíngulo posterior, giro frontal superior, sulco intraparietal, área motora suplementar, córtex prefrontal lateral (p < 0,05). OS mapas comparativos de grupos mostraram diferenças em ativaçao entre pacientes e controles. Discussão: Nossos mapas de ativação da resposta BOLD são semelhantes aos encontrados por outros autores na literatura tanto no paradigma Stoptask quanto no RS. As diferenças entre os grupos são devido aos deficits cognitivos que os pacientes apresentam. Conclusões: Crinaças com ER e EA apresentam deficits cognitivos e hipofrontalidade, mais estudos são necessários para melhoir entendimento da extensão dos deficits cognitivos em Epilepsia Idiopática da Infância
Título em inglês
Study of cognitive function in idiopathic epilepsy of childhood by functional magnetic resonance imaging
Palavras-chave em inglês
Ausence epilepsy
Executive function
Magnetic resonance imaging
Neurological tests
Rolandic epilepsy
Resumo em inglês
Introduction: An important application of functional MRI is in clinical research about the cognitive functions of patients, such as attention, memory, language, among others. Patients with Idiopathic Epilepsy of Childhood may show cognitive deficits and have no detectable structural changes which facilitates the application of computational techniques and standardization of registration in neuroimaging studies, which enables to obtain a group map of individuals and their various possibilities for statistical inferences. This study aimed to describe the cognitive functions in patients with Rolandic Epilepsy (RE) and absence epilepsy (AE) by fMRI. Methods: 57 individuals, 23 patients with RE (mean = 10.7 years), 20 patients with AE (mean = 9.9 years) and 14 healthy controls (mean = 10 years) underwent video-EEG, neuropsychological tests for assessment of cognitive function (IQ, executive functions, amongothers) theu also perform an attention paradigm Stoptask Gonogo and the Resting State (RS). Data were analyzed and maps were generated for BOLD activation function. Results: The main areas active in patients and controls in the paradigm Stoptask were bilateral cerebellar hemispheres, bilateral frontal orbital cortex, fusiform gyrus, bilateral insula, dorsal lateral prefrontal cortex, anterior cingulate gyrus right and left edges of the intraparietal sulcus, superior frontal gyrus, eye -field. (p < 0.01). In the RS paradigm areas observed were: medial prefrontal cortex, angular gyrus, supramarginal gyrus, posterior cingulate gyrus, superior frontal gyrus, intraparietal sulcus, supplementary motor area, lateral prefrontal cortex (p < 0.05). there were no statistically significant differences between group means (p < 0,01)Discussion: Our activation maps of BOLD response are similar to those found by other authors in the literature both in Stoptask paradigm as in the RS. The diferences between groups may be due cognitive deficts in patients group. Conclusions: Patients with RE and AE presente cognitive impairment and hypofrontality, more studies are necessary for better understanding of the extension of the cognitive deficits in Idiophatic Childhood Epilepsy patients
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.